SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 10 – Domingo de Páscoa: A Procissão da Ressurreição

Uma das mais significativas manifestações populares características da Semana Santa em Ouro Preto é a criação dos tapetes devocionais que recebem a Procissão da Ressurreição na manhã do domingo de Páscoa. Moradores e turistas se unem na noite de sábado, a partir das 20hs, para enfeitar e adornar as ruas da cidade histórica.

A festa do Domingo de Pascoa ganha então um grande colorido sobre o tapete que serve para o desfile mais uma vez dos personagens bíblicos e as irmandades. A Procissão da Ressurreição marca assim, o final da Semana Santa que comemora a ressurreição de Jesus Cristo para a vida eterna. Continue lendo “SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 10 – Domingo de Páscoa: A Procissão da Ressurreição”

SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 8 – Sexta Feira da Paixão: Descimento da Cruz e a Procissão do Enterro

O mesmo palco o dia de ontem foi usado para representar a Cerimonia dos Lava-pés, hoje serve como palco para a representação mais importante da Semana Santa. A Sexta da Paixão que relembra a crucifixão e morte de Jesus Cristo.

Cabe lembrar que hoje Sexta-Santa, é feriado também, por tento milhares de turistas acodem a Ouro Preto, a primeira cidade brasileira em ser nomeada Patrimônio da Humanidade.

Além das Irmandades e Ordens Terceiras, a guarda romana, a Verônica, as bandas de música, há também outros atores que participam da procissão e que ajudam a completar o cenário nessa data especial do calendário cristão e local. Eles são os personagens bíblicos que oferecem um marco colorido pleno de religiosidade. Continue lendo “SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 8 – Sexta Feira da Paixão: Descimento da Cruz e a Procissão do Enterro”

OURO PRETO (MG): Igreja de Nossa Senhora das Dores do Calvário no Arraial de Antônio Dias

A pequena capela no alto do morro já não é a construção original. A primeira obra no local datava do final do século XVIII e foi construída a pedido da Irmandade de Nossa Senhora das Dores e Calvário. A atual construção data de meados do século XIX. A igreja não se destaca pela arquitetura ou rico interior. Também não se conhece o autor do projeto.

A igreja celebra duas festas em honra de Nossa Senhora das Dores: a primeira na sexta feira da semana da paixão, anterior à Semana Santa, e a segunda no dia 15 de setembro. A primeira é celebrada na Igreja desde 1727, instituída pelo papa Bento VIII. A segunda foi determinada por Pio VIII em 18 de setembro de 1814, festeja o dia da padroeira.

Continue lendo “OURO PRETO (MG): Igreja de Nossa Senhora das Dores do Calvário no Arraial de Antônio Dias”

SABARA (MG): Igreja São Francisco de Assis – Parte I: A humilde expressão do Templo

Arquiconfraria_Irmandade_Estrada Real_Patrimônio_Arquitetura_ Brasil_Cordão_barroco_dos Anjos

Desde os tempos da primeira construção no local a capela é dedicada a Nossa Senhora Rainha dos Anjos, erguida pela Arquiconfraria do Cordão de São Francisco (irmandade franciscana dos homens de cor), fundada em Sabará em 1761.

A ornamentação interior nunca foi concluída ate o dia de hoje. Apesar da simplicidade da decoração interior, em concorrência com as outras belíssimas igrejas de Sabará, esta igreja não impacta pela sua ornamentação interior a exceção da Capela-mor que possui um bonito forro pintado que retrata Nossa Senhora dos Anjos, a grande protetora dos franciscanos.

Embora, por sua vez, ostenta ser a Única na cidade com sala-consistório, sacristia na parte posterior, tribuna na capela-mór, púlpitos no arco-cruzeiro, é além de tudo… a maior em altura interna da nave em todo Sabará (MG). Continue lendo “SABARA (MG): Igreja São Francisco de Assis – Parte I: A humilde expressão do Templo”