OURO PRETO (MG): Igreja de São José – Parte I: Irmandade de São José dos Homens Pardos e Bem Casados e Músicos de Santa Cecília

Sendo São Jose (pai de Jesus) de profissão carpinteiro foi o santo patrono preferido dos artistas e artesãos. Em muitas regiões de Brasil as irmandades de São Jose adicionavam a seu nome o termo “dos quatro ofícios” a saber: carpinteiros, pedreiros, marceneiros e tanoeiros. Mas os ofícios no total foram muitos mais: oficiais mecânicos, artistas liberais (pintor ou músico), professores de primeiras letras, boticários, etc. Em Ouro Preto esta igreja foi denominada obviamente como a “Capela dos Artistas”. Mas quando lemos em detalhe a denominação completa desta irmandade reparamos vários termos que neste post vamos revelar: Irmandade de São José dos Homens Pardos e Bem Casados e Músicos de Santa Cecília … Como e bem conhecido Santa Cecilia e Padroeira dos Músicos … mas porque Homens Pardos? … porque Bem Casados? Continue lendo “OURO PRETO (MG): Igreja de São José – Parte I: Irmandade de São José dos Homens Pardos e Bem Casados e Músicos de Santa Cecília”

OURO PRETO (MG): Igreja do Bom Jesus de Matozinhos e São Miguel e Almas – Parte I: Analise da belíssima portada do Mestre Aleijadinho

Como em outras localidades de Minas e de Portugal, nesta igreja o culto ao Bom Jesus de Matosinhos está associado à devoção a São Miguel e Almas. Sua locação no afastado bairro de Cabeças, longe do circuito turístico ouro-pretano, não chama a atenção dos turistas que apenas dão conta da inúmera oferta de igrejas, museus e lazer que oferece o centro da cidade histórica agrupada entorno à Praça Tiradentes.

Você precisa saber que esta igreja está fechada por restauração desde 2014. Também é preciso destacar que a belíssima portada é obra do famoso Mestre Aleijadinho executada por volta de 1778. Neste post conheceremos as origens desta igreja e veremos com precisão os detalhes desta magnifica escultura autoria do grande mestre do Barroco Mineiro. Continue lendo “OURO PRETO (MG): Igreja do Bom Jesus de Matozinhos e São Miguel e Almas – Parte I: Analise da belíssima portada do Mestre Aleijadinho”

O FORUM de OURO PRETO: Historia do incêndio em 1949 e sua reconstrução

Ouro Preto está situada na Região dos Inconfidentes, no sudeste de Minas Gerais. O município, que já foi chamado de Vila Rica, foi capital de Minas Gerais e atualmente é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO. Na época da extração de ouro, o município chegou a ser uma das cidades mais populosas da América Latina.

O Fórum era onde funcionava o Poder Judiciário que ocupava um espaço clave na estrutura de poderes: na Praça de Tiradentes, do lado do Palacio dos Governadores. Infelizmente foi atingido por um incêndio em março de 1949 e teve sua reconstrução iniciada em 1953. O edifico atual ja não tem mais os grandes arcos na fachada, os trabalhos de restauração foram assumidos pelo SPHAN quem visava pela restauração e cuidado do Patrimônio Nacional Brasilero, antes do atual IPHAN. Muitas intervenções foram muito discutidas, e hoje conheceremos uma delas: O Forum que pegou fogo em Ouro Preto, Minas Gerais. Continue lendo “O FORUM de OURO PRETO: Historia do incêndio em 1949 e sua reconstrução”

OURO PRETO (MG): Igreja de São Francisco de Paula – Parte I: A última igreja a ser construída no período colonial

Meu querido amigo Raul (argentino como eu) estava curtindo férias em Rio de Janeiro e decidiu presentear-me com sua presencia na data do meu aniversário. Aquela noite fomos para “Pura Harmonia” um boteco mineiro no bairro do Castelo que traz para Belo Horizonte (MG) o mais genuíno espírito da musica carioca. Como pode-se apreciar na foto a alegria foi imensa, como foi imensa a quantidade de cerveja em balde que bebemos até altas horas da madrugada.

Para o dia seguinte tínhamos marcado fazer a mais tradicional viagem do roteiro turístico mineiro: a maravilhosa cidade de Ouro Preto. Partimos para rodoviária quase sem dormir e pegamos o ônibus carregando toda nossa ressaca, que com certeza pesava mais do que as nossas mínimas mochilas.

Ao descer na rodoviária de Ouro Preto fomos os últimos em descer, fazia frio e uma espessa neblina cegava nossa primeira impressão.  Em estado inconsciente seguimos qual cabrinhas a manada da nossa frente, quando de pronto percebi os fundos de uma imensa Igreja que nunca tinha visto. Rapidamente entendi que em vez de ter pegado a Rua Padre Rolim em direção à Praça Tiradentes, aquele rebanho tinha nos conduzido por outro caminho.

Foi quando cheguei ao adro na frente da Igreja que percebi que se tratava da Igreja São Francisco de Paula, aquela que desde o centro da vila fica sempre longe e distante no topo de uma colina, como um cartão postal permanente. A paisagem sumida dentro daquela densa neblina, a cidade banhada de nuvens, o silencio e o frio da manhã, todo nos referia a sensação de que a gente tinha chegado a um lugar magico deste planeta.

Os sambas e pagodes da noite anterior ainda ressoavam dentro na minha cabeça como um tambor batendo em uma nuvem de álcool. Descemos aquele morro passando pela Igreja de São José que também estava fechada. Como dois peregrinos cansados e sem fé, continuamos nosso caminho até chegar a esta rua, e foi lá onde está o farol, que nossas almas voltaram para nossos corpos da mão de uma milagrosa cura: o Café da manhã.

Ouro Preto: A cidade que em cada virada de esquina oferece um cartão postal

Continue lendo “OURO PRETO (MG): Igreja de São Francisco de Paula – Parte I: A última igreja a ser construída no período colonial”

MUSEU CASA DOS CONTOS – Parte I: A maior construção particular da Vila Rica de sua época colonial

Casa dos Contos_Minas Gerais_Estada Real_Unesco_Patrimônio_Museu_Vila Rica_barroco mineiro_João Rodrigues de Macedo_escravos _Casa de Fundição

A Casa dos Contos, um casarão de três andares (o último construído juntamente com algumas alas já no século XIX) é realmente bem mais que um museu. Ela é considerada a maior construção particular da Vila Rica de sua época.

Atualmente acolhe um museu, o Centro de Estudos do Ciclo do Ouro.  Trata-se de um dos mais belos e amplos edifícios residenciais do barroco mineiro, devendo-se o seu risco ao Mestre Antônio de Souza Calheiros.

Considerada por alguns autores o mais bela exemplar da construção civil de Ouro Preto. Continue lendo “MUSEU CASA DOS CONTOS – Parte I: A maior construção particular da Vila Rica de sua época colonial”

Museu do Padre Toledo, Tiradentes (MG) Brasil

Museu_Toledo_Tiradentes_Brasil_Espelho_Forro_Pintado

Adoro os museus cuja tipologia CASA-MUSEO oferece a possibilidade de descobrir muitas figuras e histórias nos quartos, salões e pátios,  de antigos caseroes. O solar conhecido historicamente como “Casa do Padre Toledo” é um dos bens culturais mais preciosos construídos no século XVIII em Minas Gerais.

A casa onde morou o inconfidente Padre Toledo, hoje Museu Padre Toledo, é uma atração que vale a pena ser visitada em Tiradentes. Sua casa em Tiradentes era considerada uma das melhores da época. São 16 cômodos, um porão, um pátio e uma residência anexa. Além da casa, que por si só já é linda, quem vai ao museu conhece um mobiliário original do século XVIII, imagens sacras, telas, mapas e utensílios domésticos. É possível ainda a preciar 11 forros policromados, com pinturas artísticas ao estilo rococó, datadas do século XVIII.

Durante o processo de restauração, foram descobertas pinturas no forro e nas paredes. Todos os quartos da casa tem o forro pintado brindando um encanto particular a cada ambiente, daquele mesmo tipo de pinturas que achamos nos tetos das igrejas da cidade e a região.

A entrada na primeira sala do museu é reveladora. Um jogo de espelhos foi montado numa mesa de modo que é só olhar ligeiramente para baixo para observar toda a pintura do forro em gamela … de uma proposta diferente, realmente maravilhoso. Continue lendo “Museu do Padre Toledo, Tiradentes (MG) Brasil”