OURO PRETO (MG): Igreja N S das Mercês e Misericórdia – Parte II: A Mercês de Cima e interior do Templo

Mercês de cima_Nossa Senhora das Merces_Estrada Real_Brasil_Minas _Gerais_Unesco_Patrimonio_Humanidade

O altar-mor é ocupado pela imagem da padroeira Nossa Senhora das Mercês e os nichos laterais pelos santos fundadores da Ordem Mercedária, São Pedro Nolasco e São Raimundo Nonato, do mesmo modo que acontece na “Mercês de Baixo” (cujo nome correto é Nossa Senhora das Mercês e Perdões), situada nas baixadas do bairro dos Paulistas e vinculada á Matriz Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias.

A decoração interna é de grande simplicidade, mas uma grande lista de artistas experientes contribuíram na construção e acabamento desta singular igreja de torre única.

Ë o passo obligado para quem vem ou vai pra rodoviária, próxima da Praça Tiradentes, ele é um dos primeiros templos que o visitante encontra ao chegar a Ouro Preto. O seu adro conforma um mirante com uma vista impressionante da cidade. Continue lendo “OURO PRETO (MG): Igreja N S das Mercês e Misericórdia – Parte II: A Mercês de Cima e interior do Templo”

OURO PRETO (MG): Nossa Senhora das Mercês dos Perdões – Parte II: A Mercês de Baixo e interior do Templo

Mercês de baixo_Nossa Senhora das Merces_Estrada Real_Brasil_Minas_Gerais_Unesco_Patrimonio_Humanidade

O templo está localizado no alto de uma colina, desde seu adro é possível aceder a um espetacular mirante com vista para a parte velha de Ouro Preto.

A igreja de Nossa Senhora das Mercês dos Perdões que se localizava numa região geográfica abaixo da outra irmandade de Mercês, ficando conhecida também como “Mercês de baixo” e a outra como “Mercês de cima” ou “Mercês e Misericórdia”.

O risco altar-mor, foi encomendado ao mestre Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho que também teria executado as imagens de roca de São Pedro Nolasco e São Raimundo Nonato, hoje nos nichos laterais do altar-mor. Continue lendo “OURO PRETO (MG): Nossa Senhora das Mercês dos Perdões – Parte II: A Mercês de Baixo e interior do Templo”

OURO PRETO (MG): Igreja de São José – Parte I: Irmandade de São José dos Homens Pardos e Bem Casados e Músicos de Santa Cecília

Sendo São Jose (pai de Jesus) de profissão carpinteiro foi o santo patrono preferido dos artistas e artesãos. Em muitas regiões de Brasil as irmandades de São Jose adicionavam a seu nome o termo “dos quatro ofícios” a saber: carpinteiros, pedreiros, marceneiros e tanoeiros. Mas os ofícios no total foram muitos mais: oficiais mecânicos, artistas liberais (pintor ou músico), professores de primeiras letras, boticários, etc. Em Ouro Preto esta igreja foi denominada obviamente como a “Capela dos Artistas”. Mas quando lemos em detalhe a denominação completa desta irmandade reparamos vários termos que neste post vamos revelar: Irmandade de São José dos Homens Pardos e Bem Casados e Músicos de Santa Cecília … Como e bem conhecido Santa Cecilia e Padroeira dos Músicos … mas porque Homens Pardos? … porque Bem Casados? Continue lendo “OURO PRETO (MG): Igreja de São José – Parte I: Irmandade de São José dos Homens Pardos e Bem Casados e Músicos de Santa Cecília”

OURO PRETO (MG): Igreja do Bom Jesus de Matozinhos e São Miguel e Almas – Parte I: Analise da belíssima portada do Mestre Aleijadinho

Como em outras localidades de Minas e de Portugal, nesta igreja o culto ao Bom Jesus de Matosinhos está associado à devoção a São Miguel e Almas. Sua locação no afastado bairro de Cabeças, longe do circuito turístico ouro-pretano, não chama a atenção dos turistas que apenas dão conta da inúmera oferta de igrejas, museus e lazer que oferece o centro da cidade histórica agrupada entorno à Praça Tiradentes.

Você precisa saber que esta igreja está fechada por restauração desde 2014. Também é preciso destacar que a belíssima portada é obra do famoso Mestre Aleijadinho executada por volta de 1778. Neste post conheceremos as origens desta igreja e veremos com precisão os detalhes desta magnifica escultura autoria do grande mestre do Barroco Mineiro. Continue lendo “OURO PRETO (MG): Igreja do Bom Jesus de Matozinhos e São Miguel e Almas – Parte I: Analise da belíssima portada do Mestre Aleijadinho”

SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 10 – Domingo de Páscoa: A Procissão da Ressurreição

Uma das mais significativas manifestações populares características da Semana Santa em Ouro Preto é a criação dos tapetes devocionais que recebem a Procissão da Ressurreição na manhã do domingo de Páscoa. Moradores e turistas se unem na noite de sábado, a partir das 20hs, para enfeitar e adornar as ruas da cidade histórica.

A festa do Domingo de Pascoa ganha então um grande colorido sobre o tapete que serve para o desfile mais uma vez dos personagens bíblicos e as irmandades. A Procissão da Ressurreição marca assim, o final da Semana Santa que comemora a ressurreição de Jesus Cristo para a vida eterna. Continue lendo “SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 10 – Domingo de Páscoa: A Procissão da Ressurreição”

SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 9 – Sábado Santo: Os Tapetes de Serragem

Após a Sexta-Feira da Paixão (cume da rememoração das dores se faz desfilar o féretro simbólico de Jesus pelas ruas da cidade à noite), o sábado tem sabor de interlúdio para meditação. O Sábado Santo é um dia de luto, pois é um dia de silêncio onde a comunidade cristã vigia junto ao túmulo de Jesus. Não há celebração eucarística. Calam os sinos e os instrumentos musicais. O altar está despojado. O sacrário aberto e vazio. As portas da igreja continuam abertas, mas as luzes não estão acesas.

É na madrugada entre o sábado e o domingo, quando as intenções da comunidade se voltarão para, num ato de fé, esperar pela ressurreição do Senhor até o amanhecer, dedicando a noite à execução dos tapetes.

Em Minas Gerais, a religiosidade popular é vivida intensamente nas celebrações da Semana Santa. Em Ouro Preto, os tapetes feitos com serragem, borra de café e cal branco enfeitam as ladeiras históricas e a cidade se transformam em um palco vivo da religião. Continue lendo “SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 9 – Sábado Santo: Os Tapetes de Serragem”

SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 8 – Sexta Feira da Paixão: Descimento da Cruz e a Procissão do Enterro

O mesmo palco o dia de ontem foi usado para representar a Cerimonia dos Lava-pés, hoje serve como palco para a representação mais importante da Semana Santa. A Sexta da Paixão que relembra a crucifixão e morte de Jesus Cristo.

Cabe lembrar que hoje Sexta-Santa, é feriado também, por tento milhares de turistas acodem a Ouro Preto, a primeira cidade brasileira em ser nomeada Patrimônio da Humanidade.

Além das Irmandades e Ordens Terceiras, a guarda romana, a Verônica, as bandas de música, há também outros atores que participam da procissão e que ajudam a completar o cenário nessa data especial do calendário cristão e local. Eles são os personagens bíblicos que oferecem um marco colorido pleno de religiosidade. Continue lendo “SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 8 – Sexta Feira da Paixão: Descimento da Cruz e a Procissão do Enterro”

SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 7 – Quinta Feira Santa: Cerimônia do Lava-Pés e a Procissão do Fogaréu

A Quinta-Feira Santa lembra a última ceia de Jesus com os doze apóstolos e revive a Cerimônia do Lava-Pés, na qual Jesus lava os pês de sues fies seguidores em demonstração de humildade e purificação divina. A encenação é realizada no adro da Igreja São Francisco de Assis (nos anos impares) e no adro da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (nos anos pares), onde um imponente palco esta sendo montado para a celebração do dia seguinte, a mais importante da Semana Sena Santa: Sexta-feira da Paixão.

Um importante resgate na tradição da Semana Santa em Ouro Preto é a Procissão do Fogaréu, que foi novamente incluída nos ritos em 2019, após cerca de um século sem ser realizada na cidade. Continue lendo “SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 7 – Quinta Feira Santa: Cerimônia do Lava-Pés e a Procissão do Fogaréu”

SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 6 – Quarta Santa: Ofício de Trevas

A estremecedora cerimônia do Ofício de Trevas inclui uma utilização simbólica da luz. As 15 velas do Tenebrário são apagadas uma a uma a medida que as leituras dos Salmos se sucedem. O templo fica na completa escuridão, só uma delas fica acesa. O sacerdote oficiante leva esta vela para trás do altar por uns instantes e regressa. A obscuridade nesse momento no templo é imensa, o silencio também.

De repente faz-se um barulho do bater dos pés dos devotos presentes no chão do templo, símbolo da perturbação desse eclipse solar na ocasião da morte de Cristo. Porém, a vela reaparece, sem ter perdido nada da sua luz; o barulho cessa, e todos rendem homenagem ao Vencedor da morte. Continue lendo “SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 6 – Quarta Santa: Ofício de Trevas”

SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 5 – Terça Santa: A procissão de Nossa Senhora da Solidade

Durante a terça-feira da Semana Santa realiza-se esta procissão, que relembra o caminho de volta percorrido por Nossa Senhora, do sepulcro, onde deixara o Filho sepultado, até sua casa. A Mãe de Deus caminha sozinha, sentindo no mais profundo do seu coração imaculado a espada de dor que lhe transpassava a alma.

Esta celebração relaciona-se por ocasião também da procissão conhecida como “Triunfo Eucarístico”, em que se procedeu o retorno da imagem do Santíssimo Sacramento da primitiva capela do Rosário, finalizadas as obras de reforma na Matriz do Pilar e remete aos tapetes devocionais que serão confeccionados durante a noite no próximo Sábado de Aleluia. Continue lendo “SEMANA SANTA em OURO PRETO (MG): Dia 5 – Terça Santa: A procissão de Nossa Senhora da Solidade”