Igreja de São Juan Bautista de Betharram – Parte III: O Templo e o Convento

Bairrro_Monserrat_Buenos_Aires_Argentina_Iglesia_Patrimonio_Cultural_Religioso_ San_Telmo_Historico_Clarisas_Capuchinas_Clarissas_Capuchinhas_Betharram_Assis_Bayoneses

Bem antes da chegada dos Padres Bayoneses em 1856, a igreja acolheu um grupo de Freiras Capuchinas que vinheram de Santiago do Chile, elas construíram do lado da igreja o Convento de Nossa Senhora do Pilar das Freiras Capuchinha, em 174 7. Os únicos dois mosteiros de clausura que Buenos Aires possuía durante o período colonial foram: Santa Catalina de Sena, das freiras dominicanas – “calzadas” – e Nossa Senhora do Pilar, de freiras capuchinas – “descalzas” -.

Vamos conhecer nesta postagem o Interior do Templo e o Convento que em parte foi demolido. Por sua vez a igreja foi vitima de incêndio e roubo prejudicando consideravelmente seu acervo. Continue lendo “Igreja de São Juan Bautista de Betharram – Parte III: O Templo e o Convento”

BARES NOTABLES : Os 3 bares mais antigos de Buenos Aires

Las Violetas_Violetas_Medrano_Rivadavia_ Argentina_Notaveis_Tango_ Almagro_bairro_Patrimonio_Cultural_ciudad_barrio

Há mais de 80 Bares e Cafés Notables (Notáveis) reconhecidos pela sua antiguidade que fazem parte do patrimônio cultural da cidade.

Buenos Aires possui uma “cultura de café” muito forte e muitos dos seus bares e cafés foram palcos de importantes eventos históricos, culturais e literários. Figuras relevantes, como Jorge Luis Borges e Carlos Gardel e muitos outros eram clientes habituais destes lugares conhecidos.

Alguns cafés são uma cápsula do tempo, resgatando a beleza da “Belle Époque” da cidade, ensinando na decoração delicados “vitraux” e ornamentações do passado.

A seguir, os três Cafés Notáveis mais famosos de Buenos Aires que você não pode deixar de incluir no seu roteiro turístico pelos bairros mais antigos da cidade. Continue lendo “BARES NOTABLES : Os 3 bares mais antigos de Buenos Aires”

Fortalezas em Santa Catarina: Os sistemas de defesa marítima do Brasil

Florianópolis_Santa_Catarina_Brazil_ilha_Brasil_Patrimônio_Unesco_ fortificações_Forte

A Ilha de Santa Catarina era um ponto de defesa estratégico, localizada exatamente na rota entre a Espanha e suas principais colônias na América do sul, Buenos Aires Assunção. Nesse cenário, o conjunto de fortes da Ilha de Santa Catarina compôs à época um sistema defensivo para impedir uma provável invasão espanhola, que mais cedo ou mais tarde haveria de acontecer, como aconteceu de fato.

Construídas pela Coroa Portuguesa a partir de 1739, com a função de guarnecer a entrada da Barra Norte da Ilha, as fortalezas de Santa Cruz de Anhatomirim, Santo Antônio de Ratones e São José da Ponta Grossa foram projetadas por José da Silva Paes, brigadeiro, engenheiro militar e primeiro governador da capitania de Santa Catarina. As obras deram início ao sistema defensivo da Ilha, que posteriormente foi ampliado com outras dezenas de fortificações, como fortes, baterias e trincheiras.

O sistema de fortificações na Ilha de Santa Catarina garantia a posse do território defendendo-a contra qualquer nação inimiga, em especial, a Espanha e o apoio logístico entre o Rio de Janeiro (onde Portugal tinha o seu vice-reinado) e a parte sul do continente. Quatro fortalezas foram construídas inicialmente, entre 1739 e 1744, incluindo também a edificação da Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba, na Barra Sul.

Santa Catarina chegou a somar cerca de 40 fortificações até o início do século XIX. Porém, ainda na primeira metade daquele século, a maioria das construções já havia desaparecido, por arruinamento, abandono ou demolição. Mesmo o tombamento como patrimônio histórico brasileiro, em 1938, pelo Sphan, (atual IPHAN), não foi suficiente para assegurar a preservação ou a recuperação dessas construções. Continue lendo “Fortalezas em Santa Catarina: Os sistemas de defesa marítima do Brasil”

BARES NOTABLES de Buenos Aires: Bairro de Monserrat

Argentina_Notaveis_Tango_bairro_Patrimonio_Cultural_ciudad_barrio_ Gardel_Monserrat_bar_Av. Belgrano_

Buenos Aires tem cafés e bares que foram cenários de atividades culturais significativas e que, por antiguidade, arquitetura ou relevância local, são declarados Cafés Notáveis e fazem parte oficialmente do Patrimônio Cultural da Cidade. Consideram-se notáveis a aqueles bares, bilhares o confeitarias relacionados com feitos ou atividades culturais de significância; aqueles cuja antiguidade, desenho arquitetônico ou relevância local, lhe outorgam um valor próprio.
Há mais de 70 Bares e “Cafés Notables” (Notáveis) que tem como característica de serem os mais representativos da cidade. Hoje vamos percorrer o bairro de Monserrat que junto ao bairro San Telmo, hoje envolvidos num mesmo tecido urbano continuo, representam os sitios mais tradicionais do Casco Histórico da cidade de Buenos Aires. Continue lendo “BARES NOTABLES de Buenos Aires: Bairro de Monserrat”

Igreja São San Juan Bautista de Betharram Parte I: Qual é a diferença entre San Telmo e Monserrat?

Bairrro_Monserrat_Buenos_Aires_Argentina_Iglesia_Patrimonio_Cultural_Religioso_ San_Telmo_Historico_Clarisas_Capuchinas_Clarissas_Capuchinhas_Betharram_Assis_Bayoneses_Convento_Mosteiro

Há muito tempo na área onde os primeiros habitantes da cidade foram estabelecidos, Monserrat é o mais antigo de dois bairros de Buenos Aires e os dois mais interessantes a nível turístico.

Este bairro abriga a praça mais importante da Argentina, a Plaza de Mayo, cenário central da segunda fundação de Buenos Aires por Juan de Garay em 1580. Portanto, a vida do bairro começou no início do nascimento de a cidade.

Seu limite ao norte é a Av Rivadavia, pelo qual dentro dele, são encontrados os locais históricos mais importantes de Buenos Aires; Cabildo, Casa Rosada e Catedral, Praça do Congresso, Manzana de las Luces, o Palácio Barolo e as igrejas de Monserrat, San Ignacio, São Francisco, Nossa Senhora do Rosário e… a igreja a San Juan Bautista.

Este bairro geralmente é confundido com o vizinho e famoso bairro de San Telmo, com um perfil marcadamente turístico e promovido como o Casco Histórico da cidade.

Mas falar do bairro de Monserrat é, acima de tudo, referir-se a outros tempos. Juntamente com o bairro de San Nicolas, a ambos os lados da Plaza de Mayo, eles foram os primeiros a se desenvolver em torno do “Forte Real”, um edifício que a coroa espanhola construía em cada domínio, como centro de administração e defesa. Continue lendo “Igreja São San Juan Bautista de Betharram Parte I: Qual é a diferença entre San Telmo e Monserrat?”

II Seminário Internacional Fortificações Brasileiras – Patrimônio Mundial Unesco

A Fortaleza de São João (RJ), que hoje guarda um Museu Histórico e organizações militares, sediu de 03 a 05 de dezembro 2019, o II Seminário Internacional Fortificações Brasileiras. O evento reuniu gestores dos 19 fortes e fortalezas de 10 estados e teve como foco na candidatura de um Conjunto de Fortes e Fortalezas do Brasil a Patrimônio Mundial pela UNESCO. Continue lendo “II Seminário Internacional Fortificações Brasileiras – Patrimônio Mundial Unesco”