Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte IV

v

O patrimônio imaterial ou intangível é aquele que se relaciona com a maneira como os diferentes grupos sociais se expressam por meio de suas festas, saberes, fazeres, ofícios, celebrações e rituais. As formas tradicionais e artesanais de expressão são classificadas, por serem importantes formadoras da memória e da identidade dos grupos sociais, contendo em si, os múltiplos aspectos da cultura cotidiana de uma comunidade, bem como o caráter não formal de transmissão dos saberes, ou seja: a oralidade.

O Bëtscnaté inclui os rituais preparatórios que se estendem até o dia da celebração do Grande Dia da tradição da comunidade indígena Camëntsá, manifestada nos ensinamentos dos antepassados, parentes, parentes, amigos e anciãos.

A Pintura Viva é uma expressão popular feita por atores espontâneos, principalmente jovens. É uma representação pública e efêmera que tem a rua como teatro, as temáticas são geralmente de natureza religiosa, moral, histórica e às vezes satírica que se realiza todo ano no município de Galera.

No âmbito musical destacamos as singulares vocês relacionadas as tarefas de trabalho com gado em fazendas e rebanhos nas planícies colombianas venezuelanas, onde o “LLanero” (gaúcho) conduze ao gado com diferentes vocês e gritos. E obviamente também esta o ritmo “vallenato“, um ritmo que adoro e que se fez popular a traves de consagrados artistas colombianos. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte IV”

Show de Tango: O tradicional “BAR SUR” de San Telmo

Os Bares Notáveis de San Telmo foram reconhecidos como “Patrimônio Cultural da Cidade de Buenos Aires” pela vinculação com a história viva dos portenhos, ser testemunhas de fatos históricos e relevantes da cultura do país e pelo desenho arquitetônico exclusivo.

San Telmo se destaca pelo seu estilo arquitetônico e também porque respirara um ar boêmio muito especial. O Tango é uma dança de contato íntimo, difícil para dançar, adorável para ver e apreciar. É dançado peito a peito, às vezes com um pouco de separação, no estilo de salão, e às vezes pressionado um contra o outro em um abraço próximo, pés e pernas um pouco para fora, movendo-se ao compasso do estilo milonguero.

O Bar Sur é um templo de vida noturna de Buenos Aires. Um centro da arte e cultura do tango na área histórica de San Telmo, fundado em 1967 por um sonhador: Ricardo Montesino. Continue lendo “Show de Tango: O tradicional “BAR SUR” de San Telmo”

Confeitaria Ideal – Parte II: Restauração do “Bar Notable” mais aristocrático de Buenos Aires

Argentina_tanguería_show_turismo_tango_Unesco_San Nicolas_ _bairro_barrio_patrimonio_bares notáveis_restauraçãoNicolas_ _bairro_barrio_patrimonio_bares notaveis

Ponto de encontro com amigos ou consigo mesmo, os “Bares Notáveis” são hoje um emblema da cidade de Buenos Aires.

Declarado Bar Notável pelo Legislativo de Buenos Aires em 2002, hoje após 108 anos da sua criação, a confeitaria está sendo completamente restaurada pela primeira vez, como um baluarte da belle époque portenha, ainda permanece de pé lá orgulhosamente sem perder sua identidade.

Fechada desde março de 2016, começou a ser restaurado no final de 2017. A obra será concluída em agosto de 2020, após quatro anos de aprimoramento. Continue lendo “Confeitaria Ideal – Parte II: Restauração do “Bar Notable” mais aristocrático de Buenos Aires”

Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade – Parte I

O Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, de acordo com a Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, adotada pela UNESCO em 2003 e ratificada pelo Brasil em 2006, é composto pelas práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas – junto com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados – que as comunidades, os grupos e, em alguns casos, os indivíduos reconhecem como parte integrante de seu Patrimônio Cultural.

O processo de produção das Panelas de Goiabeiras conserva todas as características essenciais que a identificam com a prática dos grupos nativos das Américas e foi o primeiro bem cultural inscrito no Livro de Registro dos Saberes.

A tradição gráfica da etnia indígena Wajãpi do Amapá denominada Kusiwa aplica-se à decoração de corpos e objetos, envolvendo técnicas e habilidades diversificadas, como o desenho, o entalhe, o trançado, a tecelagem.

O Círio de Nossa Senhora de Nazaré é uma celebração religiosa que ocorre em Belém do Pará. A festividade do Círio de Nazaré é chamada “quadra nazarena” corresponde ao traslado da imagem de Nossa Senhora de Nazaré da Catedral da Sé, no bairro da Cidade Velha, local em que Belém nasceu, até a Praça Santuário, no bairro de Nazaré. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade – Parte I”

Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade

O Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), autarquia do Ministério da Cultura, em especial por meio do Departamento de Patrimônio Imaterial (DPI), é a instituição de referência para a atuação relativa ao Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil (PCI) no Brasil.

Durante 15 anos, o Iphan tem registrado patrimônios imateriais brasileiros. Englobam bens de natureza imaterial, incluídos aí os modos de criar, fazer e viver dos grupos formadores da sociedade brasileira.

Dos 47 bens culturais imateriais brasileiros reconhecidos pelo IPHAN, 5 foram inscritos pela Unesco como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

  • Samba de Roda do Recôncavo Baiano
  • Arte Kusiwa – pintura corporal e arte gráfica Wajãpi
  • Frevo
  • Círio de Nazaré
  • Roda de Capoeira

Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade”

Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade: Colômbia foi sede da última Convenção da Unesco em América Latina

Pela primeira vez, o Comitê Intergovernamental da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco se reuniu na América Latina e no Caribe.

O Comitê se reuniu em Bogotá de 9 a 14 de dezembro de 2019 com a participação de mais de 1.000 pessoas, representantes dos 24 Estados Partes no Comitê e na Convenção, organizações não-governamentais, estados observadores e membros da sociedade civil.

Colômbia foi sede da Convenção para la Salvaguarda do Património Cultural Imaterial

Atualmente, o chanceler colombiano é presidente da Comissão Colombiana de Cooperação com a Unesco, enquanto a secretária de Cultura, Recreação e Esporte de Bogotá, María Claudia López. Ela foi presidente do Bureau do Comitê da Convenção, responsável por liderar a reunião em Bogotá.

O Comitê é o órgão de tomada de decisão da Convenção da UNESCO para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial e tem como principais funções promover os objetivos da reunião, fornecer conselhos sobre práticas exemplares e fazer recomendações sobre medidas para salvaguardar o Patrimônio Cultural Imaterial Mundial.

Patrimônio Cultural Imaterial da Colômbia

A Colômbia tem dez manifestações declaradas Patrimônio Imaterial da Humanidade. Mas sua lista representativa é muito mais extensa e a conheceremos de aqui para frente através de várias publicações; uma viagem pelos costumes, tradições, expressões artísticas e religiosas do pais.

A Lista de Representativa é um mecanismo de salvaguarda do patrimônio cultural intangível. É constituído pelo conjunto de manifestações que são incorporadas a um catálogo especial por meio do ato administrativo da autoridade competente (Ministério da Cultura, Governadores, Prefeitos, autoridades Indígenas ou Conselhos da comunidade afro-colombiana).

A inclusão na lista tem como condição a elaboração de um plano especial de salvaguarda, acordo social para identificação, revitalização, documentação, divulgação e proteção das manifestações.

Lista de Representativa do Patrimônio Cultural Intangível da Colômbia:

  1. Espaço cultural de San Basilio de Palenque – 2008
  2. O sistema regulatório wayúu aplicado pelo palajero Putchipu’ui – 2010
  3. Música marimba e canções tradicionais do Pacífico Sul da Colômbia – 2010
  4. He Yaia Keti Oka, conhecimento tradicional (Jaguares de Yuruparí) para o manejo de grupos indígenas do rio Pirá Paraná – 2011
  5. Carnaval preto e branco de Pasto – 2009
  6. Procissões da Semana Santa em Popayán – 2009
  7. Cuadrillas de San Martín – 2017
  8. Carnaval de Riosucio – 2011
  9. Festas de San Francisco de Asís ou San Pacho em Quibdó – 2012
  10. Encontro Nacional de Bandas de Música em Paipa – 2013
  11. O processo de formar e viver como nükak baka (pessoas verdadeiras) -2013
  12. A tradição de celebrar afilhados com vasos de alfeñique na cidade de Santiago de Cali – 2013
  13. Bëtscnaté o Grande Dia da tradição Camëntsá – 2013
  14. Pinturas vivas de Galeras, Sucre – 2013
  15. Canções de trabalho de Llano – 2017
  16. A música vallenata tradicional do Caribe colombiano – 2015
  17. Galíes, ritos funerários das comunidades afro do meio de San Juan – 2014
  18. Manifestação cultural Silletera – 2015
  19. Carnaval de Barranquilla – 2015
  20. Partería afro del Pacífico – 2017
  21. O sistema de conhecimento ancestral dos povos Arhuaco, Kankuamo, Kogui e Wiwa da Serra Nevada de Santa Marta – 2017

 

fonte:

  • https://www.mincultura.gov.co/
  • http://www.unesco.org

 

Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade (UNESCO): 14ª Convenção em Bogotá, Colômbia

Está edição será a 14ª reunião da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial e  será sediada pela primeira vez em uma cidade de Latino América: Bogotá.

A Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade (UNESCO), atualmente é integrada por 429 elementos. As propostas deste ano incluem a prática cultural do Bumba-meu-boi, de Maranhão, nordeste do Brasil.

Vamos torcer então para o Brasil ganhar o sexto bem brasileiro a integrar a lista mundial. Todos os candidatos serão analisados entre os dias 9 e 12 de dezembro. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade (UNESCO): 14ª Convenção em Bogotá, Colômbia”