Igreja de São Juan Bautista de Betharram – Parte II: Historia e Fachada

Bairrro_Monserrat_Buenos_Aires_Argentina_Iglesia_Patrimonio_Cultural_Religioso_ San_Telmo_Historico_Clarisas_Capuchinas_Clarissas_Capuchinhas_Betharram_Assis_Bayoneses_Convento_Mosteiro_Invasões _Inglesas_ Fachada

Bairrro_Monserrat_Buenos_Aires_Argentina_Iglesia_Patrimonio_Cultural_Religioso_ San_Telmo_Historico_Clarisas_Capuchinas_Clarissas_Capuchinhas_Betharram_Assis_Bayoneses_Convento_MosteiroMonserrat sedia a praça más importante da Argentina, a Plaza de Mayo, por tanto, a vida do bairro iniciou-se no primeiríssimo começo do nascimento da Cidade. O bairro de Monserrat vai ate a Av. Rivadavia pelo qual inclui a Casa Rosada e todos os edifícios históricos na famosa Av. de Maio, ate a praça e Congresso da Nação.

A Igreja de San Juan Bautista está localizada a poucos quarteirões da “Manzana da las luces”, sobre a mesma rua, Alsina.

Em 1646, a primitiva capela surgiu como local de oração, o “Curato de Indios” e escravos. Monserrat era conhecido como o “Bairro do Tambor” sendo no começos bairro de marginais, famoso por sua música, candombes e carnavais. Do outro lado da praça de Maio, o bairro de São Nicolas se ergueria como o mais abastado da sociedade portenha.

No século seguinte, os catalães e bascos estabelecidos na zona construíram una capela dedicada a Nossa Senhora de Montserrat (atual Igreja de Montserrat), evocação da Virgem venerada em Cataluña.

Na igreja de San Juan Bautista também tomaram conta os bascos, havia grande imigração dos nascidos no Pais Basco (norte da Espanha), que foram ao templo para assistir à missa. Por esse motivo, os Padres da Ordem do Sagrado Coração ou Padres Bayoneses ou Padres de Betharram chegaram aqui em 1856. E ahi que a Igreja San Juan Bautista ganha seu último sobrenome. Continue lendo “Igreja de São Juan Bautista de Betharram – Parte II: Historia e Fachada”

Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte III: Chegou a hora de entrar no Templo e conhecer os detalhes do interior

Na Parte I falamos da historia do templo e sua fachada, junto a historia da Ordem dos Pregadores Dominicanos em América  e sua chegada a Buenos Aires para fundar a Basílica do Rosário e Convento Santo Domingo.

Na Parte II narrei a historia que une Virgem do Rosário com o título de Patrona da Reconquista e Defesa de Buenos Aires durante as Invasões Inglesas, cujas bandeiras conquistadas ao inimigo são exibidas nesta igreja.

Por fim chegou a hora de entrar no templo e apreciar a maravilhosas talhas em mármore nas colunas, confessionários e no Altar mor.  e dos increivel quadros venezianos que representam os 15  Misterios do Rosario. Desta vez, depois de navegar pelo interior do templo vamos falar sobre o culto e devoção da Virgem do Rosário em diferentes pontos de América Latina.

Também vamos falar do infeliz incêndio do antigo retábulo, uma historia que entristece a todos os amantes do patrimônio histórico da cidade de Buenos Aires.

Continue lendo “Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte III: Chegou a hora de entrar no Templo e conhecer os detalhes do interior”

Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte II: As Invasões Inglesas e Restauração da Capela do Rosário

Argentina_Monserrat_ San Telmo_Patrimônio_invasão_inglesa_iglesia_Reconquista_Convento_Dominicanos Dominicos_Gusmão_irmandad_Misterios_Virgem

O costume de oferecer as bandeiras capturadas ao inimigo à Virgem que cuidara maternalmente de seus devotos nos campos de batalha tem antecedentes distantes na Europa e logo depois durante as guerras de independência na América.

Pouco antes da invasão napoleônica na península ibérica, os ingleses entraram no Rio da Prata com o objetivo de apreender dos espanhóis, os domínios de Buenos Aires e Montevidéu, em duas ocasiões (1806 e 1807).

A pilhagem dos templos e as brigas nos conventos protagonizado pelos ingleses incentivaram a visão patriótica dos crioulos. O líder determinado da defesa e reconquista de Buenos Aires, Santiago Liniers, prometeu oferecer à imagem do Rosário as bandeiras capturadas ao inimigo. Após a vitória, várias imagens foram tiradas em procissão e as bandeiras foram depositadas diante do Rosário, dentro do templo.

Atualmente, é conhecida como Virgem do Rosário da Reconquista e Defesa de Buenos Aires, pois foi nesta igreja e convento onde aconteceu o combate decisivo de Santo Domingo, que terminaria com a derrota final do exército inglês.

Visitei a Basílica do Rosário em Julho de 2019 e depois em Janeiro de 2020, registrando em primeiro lugar os trabalhos de restauração na Capela do Rosário e tempo depois, os trabalhos concluídos da capela onde estão exibidas as bandeiras capturadas aos ingleses. Continue lendo “Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte II: As Invasões Inglesas e Restauração da Capela do Rosário”

Embelezamento de Cidades: Este ano Cartagena tem problemas com sua iluminação de Natal

Colômbia_Reloj_Latinoamerica_Arquitetura_Patrimonio_Colonial_Unesco_Bolivar_ Praça_Igreja

A poucos dias do início da alta temporada a Cartagena das Índias não possui os recursos nem tem um projeto claro para a montagem das luzes de Natal.

Enquanto em algumas cidades do país, até essa data, começou a instalação de enfeites relacionados ao Papai Noel, a chegada do Menino Jesus, entre outras imagens típicas desses festivais tradicionais, em Cartagena, a iluminação pública de Natal ainda é uma incógnita. Continue lendo “Embelezamento de Cidades: Este ano Cartagena tem problemas com sua iluminação de Natal”

II Seminário Internacional Fortificações Brasileiras – Patrimônio Mundial Unesco

A Fortaleza de São João (RJ), que hoje guarda um Museu Histórico e organizações militares, sediu de 03 a 05 de dezembro 2019, o II Seminário Internacional Fortificações Brasileiras. O evento reuniu gestores dos 19 fortes e fortalezas de 10 estados e teve como foco na candidatura de um Conjunto de Fortes e Fortalezas do Brasil a Patrimônio Mundial pela UNESCO. Continue lendo “II Seminário Internacional Fortificações Brasileiras – Patrimônio Mundial Unesco”

Ermita San Roque: Os primeiros Hospitais de Cartagena

Uma ermita é um pequeno edifício tipo capela. Tipicamente era um lugar de oração e recolhimento que permitia a um frade ou eremita cultivar sua própria vocação em paz. Posteriormente, o significado foi estendido para incluir capelas, igrejas ou outros santuários, geralmente pequenos, localizados na zona rural e que não tinham culto permanente.

Neste post vamos conhecer a historia desta pequena igreja relacionada a uma epidemia de peste que arrasou Cartagena em meados do século XVII e a criação dos primeiros hospitais da cidade de Cartagena, que desde o início da época colonial, como todas as cidades Latino-americanas, sofreram a ameaça constante de pestes, epidemias e doenças incuráveis. Continue lendo “Ermita San Roque: Os primeiros Hospitais de Cartagena”

Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires: O trabalho do novo terminal é suspenso

O Aeroporto Internacional Ministro Pistarini comemora 70 anos de história este ano. Foi inaugurado em 1949 e por três anos foi a maior base aérea do mundo.

O Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires, está passando por uma grande modernização. A previsão era que em setembro seria inaugurado o novo terminal único de partidas denominado Zepellin, assim como um parking de 4 andares com 1.800 novas vagas.

Infelizmente parte da estrutura do aeroporto desmoronou durante a execução de uma reforma deixando 1 morto e 13 feridos. Desde terça-feira da semana passada, por decisão da juíza Villena, o trabalho do novo terminal foi suspenso e despejado sujeito à investigação. Continue lendo “Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires: O trabalho do novo terminal é suspenso”

Igreja e Convento Santo Domingo, Cartagena Colômbia

Igreja e Convento de Santo Domingo – História

A igreja do convento de Santo Domingo fica em um terreno de esquina formado pela Callejón de los Estribos e Calle de Santo Domingo, ambas retas; no entanto, seu ângulo de união é obtuso. A igreja foi desenvolvida com seu eixo principal paralelo ao Beco dos Estribos, em frente à fachada principal, a Plaza de Santo Domingo uma das mais animadas e concorridas praças de Cartagena, cheia de barzinhos, lar da famosa escultura “Gertrudis”, do mestre Fernando Botero. Continue lendo “Igreja e Convento Santo Domingo, Cartagena Colômbia”

Catedral Santa Catalina de Alejandría (Cartagena de Indias)

Colômbia_Reloj_Latinoamerica_Arquitetura_Patrimonio_Colonial_Unesco_Bolivar_ Praça_Igreja

São os primeiros dias de janeiro e me vejo andando pelas ruas de Cartagena, onde os ornamentos de iluminação devido aos feriados de Natal e Ano Novo ainda permanecem nas ruas embelecendo a cidade com um efeito fantasioso muito original. A linda cúpula, adornada com belas cores e iluminada à noite, serve de farol e representa uma das jóias mais destacadas da cidade amuralhada.

A Catedral  de Santa Catalina de Alejandría está localizada no centro histórico de Cartagena no canto leste do Parque de Bolívar, na Praça da Proclamação, e é a sede episcopal do Arcebispo de Cartagena, uma das mais antigas sedes e catedrais da América.

A planta da Igreja está relacionada às igrejas construídas na Espanha na época dos monarcas católicos. Seu design se deve ao arquiteto Simón González, que inspirou-se em algumas igrejas da Andaluzia.

Deve-se dizer também que talvez tenha sido uma das igrejas que teve mais problemas a serem concluídos, pois sofreu intervenções para mudar de posição, colapsos e ataques de piratas com o inglês Drake que sitiou Cartagena durante dois meses em 1586. Continue lendo “Catedral Santa Catalina de Alejandría (Cartagena de Indias)”

Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte I: A Ordem dos Pregadores Dominicanos na Argentina

Invasiones_Inglesas_Belgrano_Monserrat_Dominicos_Monumento_Histórico_Nacional_Patrimonio_colonial_San Telmo_arquitetura_lighting_design

Percorrendo o bairro de Monserrat e sua elegante Avenida Belgrano, chego à esquina da rua Defensa, aquela que os dias domingo se transforma em uma feira muito popular no bairro contíguo de San Telmo.

Nessa esquina (Av. Belgrano e Defensa) fica a igreja e o convento da Ordem dos Pregadores Dominicanos. O nome correto é Basílica de Nossa Senhora do Rosário e Convento de Santo Domingo, muitas vezes denominada abreviadamente como Basílica do Rosário (Santo Domingo).

A avenida não apenas homenageia o General Manuel Belgrano, herói da revolução e independência da Argentina, como assim também faz o átrio da Basílica onde se encontra o mausoléu do herói da pátria e criador da bandeira nacional argentina.

Curiosamente, neste local são exibidas as bandeiras conquistadas durante as batalhas contra o exército inglês nas chamadas invasões inglesas de 1806 e 1807. Continue lendo “Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte I: A Ordem dos Pregadores Dominicanos na Argentina”