CLUBE ALEMÃO – PARTE III: Restaurante “Zirkel” – Rooftop Deutscher Klub (DK)

No coração do centro de Buenos Aires, no mirante do 22º andar da Av. Corrientes 327, se apresenta como uma opção única para desfrutar de um momento inesquecível com a vista panorâmica da cidade.

Um espaço de lazer, onde a gastronomia europeia, o ambiente e o conforto são os anfitriões ideais para os turistas que visitam a cidade de Buenos Aires. Continue lendo “CLUBE ALEMÃO – PARTE III: Restaurante “Zirkel” – Rooftop Deutscher Klub (DK)”

FERNÁNDEZ BLANCO MUSEUM – PARTE III: A impressionante coleção de violinos antigos

Dentro do maravilhoso acervo o Museu a grande novidade é a recém inaugurada Sala de Instrumentos Notables. Esta sala dedicada à coleção de instrumentos musicais de Fernández Blanco reúne um importante número de peças de enorme valor artístico e histórico.

Para este colecionador, a música em geral e a coleção de instrumentos musicais em particular eram a sua obsessão mais profunda e o seu maior orgulho. Hoje, a maravilhosa coleção de Instrumentos Musicais do MIFB será um verdadeiro orgulho, não só para a Cidade de Buenos Aires, mas também para o resto da República Argentina. Continue lendo “FERNÁNDEZ BLANCO MUSEUM – PARTE III: A impressionante coleção de violinos antigos”

MUSEU FERNÁNDEZ BLANCO – PARTE II: A residência particular de Fernández Blanco voltou a funcionar como Casa-Museu em 2012

O Museu Fernández Blanco possui duas unidades.

  • O Palacio Noel do bairro Retiro é dedicado à arte colonial.
  • A Casa Fernández Blanco, no bairro do Congreso, representa a arte e ao design do século XIX e início do século XX

Em 1943 o Museu de Arte Isaac Fernández Blanco Hispano Americano foi criado a partir da união de seu acervo com o acervo pessoal de Martin Noel, cuja bela residência colonial no bairro do Retiro, seria o destino final de ambas as coleções.

Destinado a funções administrativas há muitos anos, felizmente em 2012 esta casa foi resgatada e recuperou a sua função original de museu. Foi recuperado e adaptado para ser a segunda Sede do Museu do MIFB – Casa Fernández Blanco, passando mais uma vez a fazer parte do museu e exibindo belas coleções de artes aplicadas. Continue lendo “MUSEU FERNÁNDEZ BLANCO – PARTE II: A residência particular de Fernández Blanco voltou a funcionar como Casa-Museu em 2012”

MUSEU FERNÁNDEZ BLANCO – PARTE I: O Palácio Noel e o Museu Casa Fernández Blanco compõem as duas sedes do Museu de Arte Hispanoamericana Isaac Fernández Blanco (MIFB)

O Museu Fernández Blanco possui duas unidades.

  • O Palacio Noel do bairro Retiro é dedicado à arte colonial.
  • A Casa Fernández Blanco, no bairro do Congreso, representa a arte e ao design do século XIX e início do século XX

El Palacio Noel, foi construído em estilo neocolonial na década de 1920 pelo arquiteto Martín Noel como residência própria. O design de inspiração barroca, com varandas mirantes e frontis tipo retábulo que inclui elementos espanhóis, como os jardins andaluzes. Continue lendo “MUSEU FERNÁNDEZ BLANCO – PARTE I: O Palácio Noel e o Museu Casa Fernández Blanco compõem as duas sedes do Museu de Arte Hispanoamericana Isaac Fernández Blanco (MIFB)”

PORTEÑO Y BAILARÍN: A tradição das milongas portenhas no bairro de Balvanera

A Milonga Porteño y Bailarin alterna sua sede em duas casas de tango na rua Riobamba, uma muito próxima da outra. Os organizadores são bailarinos profissionais, antigas glórias do tango. Em 2000 decidiram abrir esta milonga cujo nome remete a um conhecido tango Porteño y Bailarin (Portenho e Dançarino) de Héctor Marcó, o letrista preferido de Carlos Di Sarli.

Carlos Stasi, Ruben Dipi e Paulo Bidart são três renomados bailarinos internacionais que dão vida à esquina das ruas Corrientes e Riobamba, resgatando as tradições da música e da dança da maior expressão artística de Buenos Aires: o Tango. Continue lendo “PORTEÑO Y BAILARÍN: A tradição das milongas portenhas no bairro de Balvanera”

CLUBE ALEMÃO – PARTE I: A antiga sede do Clube Alemão expropriada pelo governo argentino durante a Segunda Guerra Mundial

Construído em 1857, este edifício serviu por 90 anos como sede do Clube Alemão. Este local sempre se caracterizou pela organização de encontros e bailes sociais e culturais no seu grande Salão Principal, animado com as melhores orquestras da cidade, bem como concertos nos jardins. A programação dos concertos era de tal categoria que não tinham paralelo em Buenos Aires na época.

O prédio foi desapropriado pelo governo argentino durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1946 foi transferido para o Quartel General da Força Aérea Argentina onde atualmente funciona o Círculo de Oficiais. Continue lendo “CLUBE ALEMÃO – PARTE I: A antiga sede do Clube Alemão expropriada pelo governo argentino durante a Segunda Guerra Mundial”

CLUBE ALEMÃO – PARTE II: A sede da Comunidade Alemã em Buenos Aires

Com 165 anos de história, a comunidade alemã na Argentina teve várias sedes em Buenos Aires. A primeira foi a sede na Av. Córdoba 731, que foi desapropriada pelo governo argentino por ocasião da Segunda Guerra Mundial. Em seguid a, seria a vez da sede localizada na Rua Arroyo 1034, que devido à ampliação da Av. 9 de Julio teve que ser abandonada em 1966.

Finalmente, o Clube Alemão estabeleceria sua sede definitiva com a construção de um moderno edifício na Av. Corrientes 327, onde destaca-se o restaurante “Zirkel” localizado no 22º andar com uma vista incrível de Puerto Madero e do microcentro portenho. Continue lendo “CLUBE ALEMÃO – PARTE II: A sede da Comunidade Alemã em Buenos Aires”

Café Tortoni: O Bar Notable mais lindo da Av. de Mayo

Este bar não só pertence ao seleto grupo de “Bares Notáveis”, trata-se do bar mais antigo da cidade de Buenos Aires.

O Café Tortoni, o mais antigo e um dos emblemas da cidade de Buenos Aires, onde passaram presidentes, reis, escritores e artistas como Juan Domingo Perón, Marcelo Torcuato de Alvear, Carlos Gardel e Jorge Luis Borges, tem mais de 160 anos de histórica na Av. de Mayo.

Um grande salão com forros de madeira, pilastras neoclássicas, mesas de mármore, vitrais e lustres antigos adornando o teto dão vida a um dos endereços mais antigos e conhecidos da América Latina.  Continue lendo “Café Tortoni: O Bar Notable mais lindo da Av. de Mayo”

Café Tortoni: Show de Tango no bar mais antigo de Buenos Aires

Fundado em 1858, o Café Tortoni é parada obrigatória em Buenos Aires. Por um lado é o “Bar Notable” mais antigo da cidade. Por outra parte o emblemático Café Tortoni forma parte do Palacio Carlos Gardel no mesmo edifício onde, no primeiro andar, funciona desde 1993 a sede da Academia Nacional de Tango, e acolhe o único Museu do Tango da cidade.

Por tanto se você for um experto viajante poderia considerar  em pegar umas aulas de Dança de Tango em um dos três salões  disponíveis no primeiro andar, e logo depois combinar um jantar com show ao vivo em um ambiente muito intimista e aconchegante na Sala Alfonsina Storni.

O Café Tortoni sempre tem uma agenda muito activa e dinámica, o local esta sempre cheio. É bom reservar com uma pequena antecedência, se ficar para última hora, você pode pegar uma mesa mais distante do palco. Continue lendo “Café Tortoni: Show de Tango no bar mais antigo de Buenos Aires”

BARES NOTABLES de Buenos Aires: Microcentro da cidade

Os Cafés Notáveis são lugares de relevância para a cidade, por sua história, arquitetura ou importância para o bairro, e formam parte do patrimônio histórico da cidade.

O bairro de San Nicolás sempre cresceu e o ano de 1908 foi um ano de opulência, o Teatro Colón, a Plaza Lavalle e o Palácio dos Tribunais foram inaugurados. Corrientes sempre foi uma  rua de lojas, cafés, confeitarias de reuniões e orquestras típicas, livrarias e teatros famosos. Foi o caso do Teatro Politeama Argentino, onde José Podestá fez uma grande performance de Juan Moreira em 1884 e Sara Bernhart fez Fedra em 1886.

Em 1822, aquela rua foi chamada Corrientes, em homenagem ao papel de liderança que esta província teve nas guerras de independência, e foi-lhe atribuída uma largura de 30 metros virando assim a avenida cultural por excelência de Buenos Aires. Continue lendo “BARES NOTABLES de Buenos Aires: Microcentro da cidade”