Igreja San Pedro González Telmo – Parte II: Fachada e Historia

Argentina_Patrimônio_Iglesia_Jesuítas_Belen_Bethlemitas_Zanjón Granados_Buenos Aires_ Plaza_Dorrego_Praça_Feira_Feria_San Telmo_Hospital

Os jesuítas estabelecidos na igreja de San Ignacio de Loyola fundaram sua segunda sede aqui, iniciando a evangelização do bairro incipiente da era colonial, quando San Telmo era conhecido com o nome de “Altos de San Pedro” ou “Ex-Mercado de Carretas”,  onde os viajantes pararam para descansar e dar de beber aos bois, antes de atravessar o Zanjón de Granados e entrar finalmente na cidade de Buenos Aires.

Em 1734, começou a construção da capela e foi em honor a Nuestra Señora de Belén. Em 1795 quando os jesuítas foram expulsos o local foi ocupado pelos frades Bethlemitas, uma irmandade muito ligada aos hospitais, tendo fundando um hospital na antiga residência dos jesuítas, eles assumiram a igreja.

A fachada de estilo italiano foi inspirada na Igreja dos Santos Vincenzo ed Anastasio, em Roma. O arquiteto desconhecido simplificou o conjunto de tímpanos que é uma das características dessa fachada, sem a coerência do modelo original. Foi alterado nas décadas do pintoresquismo (as duas primeiras décadas do século XX), pelo estilo colonial que é vista hoje.

Em uma intervenção que distorceu as características coloniais, a fachada foi completamente transformada por Pelayo Sainz em 1931, de acordo com um projeto neocolonial. Continue lendo “Igreja San Pedro González Telmo – Parte II: Fachada e Historia”

Bares Notables da cidade de Buenos Aires: Bairro de Monserrat

Argentina_Notaveis_Tango_bairro_Patrimonio_Cultural_ciudad_barrio_ Gardel_Monserrat_bar_Av. Belgrano_

Buenos Aires tem cafés e bares que foram cenários de atividades culturais significativas e que, por antiguidade, arquitetura ou relevância local, são declarados Cafés Notáveis e fazem parte oficialmente do Patrimônio Cultural da Cidade. Consideram-se notáveis a aqueles bares, bilhares o confeitarias relacionados com feitos ou atividades culturais de significância; aqueles cuja antiguidade, desenho arquitetônico ou relevância local, lhe outorgam um valor próprio.
Há mais de 70 Bares e “Cafés Notables” (Notáveis) que tem como característica de serem os mais representativos da cidade. Hoje vamos percorrer o bairro de Monserrat que junto ao bairro San Telmo, hoje envolvidos num mesmo tecido urbano continuo, representam os sitios mais tradicionais do Casco Histórico da cidade de Buenos Aires. Continue lendo “Bares Notables da cidade de Buenos Aires: Bairro de Monserrat”

Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte III: Chegou a hora de entrar no Templo e conhecer os detalhes do interior

Na Parte I falamos da historia do templo e sua fachada, junto a historia da Ordem dos Pregadores Dominicanos em América  e sua chegada a Buenos Aires para fundar a Basílica do Rosário e Convento Santo Domingo.

Na Parte II narrei a historia que une Virgem do Rosário com o título de Patrona da Reconquista e Defesa de Buenos Aires durante as Invasões Inglesas, cujas bandeiras conquistadas ao inimigo são exibidas nesta igreja.

Por fim chegou a hora de entrar no templo e apreciar a maravilhosas talhas em mármore nas colunas, confessionários e no Altar mor.  e dos increivel quadros venezianos que representam os 15  Misterios do Rosario. Desta vez, depois de navegar pelo interior do templo vamos falar sobre o culto e devoção da Virgem do Rosário em diferentes pontos de América Latina.

Também vamos falar do infeliz incêndio do antigo retábulo, uma historia que entristece a todos os amantes do patrimônio histórico da cidade de Buenos Aires.

Continue lendo “Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte III: Chegou a hora de entrar no Templo e conhecer os detalhes do interior”

Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte II: As Invasões Inglesas e Restauração da Capela do Rosário

Argentina_Monserrat_ San Telmo_Patrimônio_invasão_inglesa_iglesia_Reconquista_Convento_Dominicanos Dominicos_Gusmão_irmandad_Misterios_Virgem

O costume de oferecer as bandeiras capturadas ao inimigo à Virgem que cuidara maternalmente de seus devotos nos campos de batalha tem antecedentes distantes na Europa e logo depois durante as guerras de independência na América.

Pouco antes da invasão napoleônica na península ibérica, os ingleses entraram no Rio da Prata com o objetivo de apreender dos espanhóis, os domínios de Buenos Aires e Montevidéu, em duas ocasiões (1806 e 1807).

A pilhagem dos templos e as brigas nos conventos protagonizado pelos ingleses incentivaram a visão patriótica dos crioulos. O líder determinado da defesa e reconquista de Buenos Aires, Santiago Liniers, prometeu oferecer à imagem do Rosário as bandeiras capturadas ao inimigo. Após a vitória, várias imagens foram tiradas em procissão e as bandeiras foram depositadas diante do Rosário, dentro do templo.

Atualmente, é conhecida como Virgem do Rosário da Reconquista e Defesa de Buenos Aires, pois foi nesta igreja e convento onde aconteceu o combate decisivo de Santo Domingo, que terminaria com a derrota final do exército inglês.

Visitei a Basílica do Rosário em Julho de 2019 e depois em Janeiro de 2020, registrando em primeiro lugar os trabalhos de restauração na Capela do Rosário e tempo depois, os trabalhos concluídos da capela onde estão exibidas as bandeiras capturadas aos ingleses. Continue lendo “Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte II: As Invasões Inglesas e Restauração da Capela do Rosário”

Igreja San Pedro González Telmo – Parte I: O antigo bairro de San Telmo

Dos passeios imperdíveis na capital da Argentina, esta o passeio na feirinha mais tradicional de Buenos Aires, a famosa Feira de San Telmo que acontece todos os domingos.

Conhecido como o bairro boêmio da cidade, San Telmo abriga muitos antiquários e os famosos cafés tradicionais argentinos “bares notables”, restaurantes, museus e a Igreja San Pedro Telmo, que junto á Praça Dorrego conformam o coração do bairro portenho.

Desde os tempos coloniais San Telmo foi habitada pelas famílias mais ricas da cidade até que, em 1871, a epidemia de febre amarela atingiu a área e os sobreviventes se mudaram para o norte da cidade, nos bairros de San Nicolás e Recoleta. Após a fuga das famílias abastadas, os imigrantes europeus aproveitaram os edifícios coloniais onde se aglomeravam nos chamados “conventillos”, em pequenos cómodos.

San Telmo é um dos bairros mais bem preservados da cidade e está cheio de atrações como o Mercado de San Telmo, o Museu Zanjón de Granados, o Passeio da la Historieta, alias de teatros e Centros Culturais.

Continue lendo “Igreja San Pedro González Telmo – Parte I: O antigo bairro de San Telmo”

Ermita San Roque: Os primeiros Hospitais de Cartagena

Uma ermita é um pequeno edifício tipo capela. Tipicamente era um lugar de oração e recolhimento que permitia a um frade ou eremita cultivar sua própria vocação em paz. Posteriormente, o significado foi estendido para incluir capelas, igrejas ou outros santuários, geralmente pequenos, localizados na zona rural e que não tinham culto permanente.

Neste post vamos conhecer a historia desta pequena igreja relacionada a uma epidemia de peste que arrasou Cartagena em meados do século XVII e a criação dos primeiros hospitais da cidade de Cartagena, que desde o início da época colonial, como todas as cidades Latino-americanas, sofreram a ameaça constante de pestes, epidemias e doenças incuráveis. Continue lendo “Ermita San Roque: Os primeiros Hospitais de Cartagena”

Fechou suas portas o Bar Dorrego, no bairro San Telmo de Buenos Aires

Plaza_Notable_gastronomia_latinoamerica_Arquitetura_design_feira_artesanato

Em julho de 2019, eu estava visitando minha querida Buenos Aires. Naquela manhã, envolto em casaco, cachecol e luvas, saio muito cedo, sem o café da manhã, pronto para enfrentar o inverno frio em direção ao bairro de San Telmo. Um longo passeio por igrejas, museus e mercado me espera. O primeiro museu abre às 9:00 da manhã.

Chego às 8:00 da manhã na Praça Dorrego. Localizado há 140 anos na esquina da Defesa e Humberto Primo, o “Café Dorrego” me espera com um clássico de Buenos Aires: café com leite e medialunas (croissants).

Em 2004, ele foi incluído na lista de Bares Notáveis ​​da cidade de Buenos Aires, ainda deu tempo para tirar fotos e adicionar aos registros que estou fazendo desses bares por toda a cidade.

Um mês depois, de regresso a meu lar, vejo com surpresa no jornal a notícia de que o lugar será fechado. A crise econômica argentina dos últimos 2 anos levou ao fechamento de muitas fábricas e empresas (pymes) de médio porte, a categoria gastronômica não é exceção.

O contrato de aluguel expirou e têm devidas pendentes. Os oito funcionários, sete rapazes e uma mulher, a quem os salários são devidos, permanecem no bar e gerenciam seus serviços desde setembro. Eles aspiram a formar uma cooperativa para manter sua fonte de trabalho. Continue lendo “Fechou suas portas o Bar Dorrego, no bairro San Telmo de Buenos Aires”

Igreja e Convento Santo Domingo, Cartagena Colômbia

Igreja e Convento de Santo Domingo – História

A igreja do convento de Santo Domingo fica em um terreno de esquina formado pela Callejón de los Estribos e Calle de Santo Domingo, ambas retas; no entanto, seu ângulo de união é obtuso. A igreja foi desenvolvida com seu eixo principal paralelo ao Beco dos Estribos, em frente à fachada principal, a Plaza de Santo Domingo uma das mais animadas e concorridas praças de Cartagena, cheia de barzinhos, lar da famosa escultura “Gertrudis”, do mestre Fernando Botero. Continue lendo “Igreja e Convento Santo Domingo, Cartagena Colômbia”

COLOMBIA: Os 9 sítios declarados Patrimônio da Humanidade

A UNESCO promoveu importantes convenções globais, gerando diretrizes para a proteção desse legado natural e cultural para seus Estados membros. O primeiro deles, sobre a proteção do patrimônio cultural e natural mundial, foi realizado em 1972 e a Colômbia aderiu a ele em 1983.

Com esta convenção, é criada a Lista do Patrimônio Mundial de locais culturais, naturais e mistos do mundo. Na Lista do Patrimônio Mundial existem 1018 locais e nove deles estão na Colômbia (dois locais naturais e seis culturais). Em 2018, o Chiribiquete Park entrou na lista da Unesco como mista, ou seja, se destaca por sua cultura e natureza.

Esses lugares todos combinam charme, magia e natureza, incluem assim algumas das cidades mais antigas da Colômbia,  cidades que foram epicentros de grandes eventos históricos que marcaram o curso do país. Continue lendo “COLOMBIA: Os 9 sítios declarados Patrimônio da Humanidade”

Catedral Santa Catalina de Alejandría (Cartagena de Indias)

Colômbia_Reloj_Latinoamerica_Arquitetura_Patrimonio_Colonial_Unesco_Bolivar_ Praça_Igreja

São os primeiros dias de janeiro e me vejo andando pelas ruas de Cartagena, onde os ornamentos de iluminação devido aos feriados de Natal e Ano Novo ainda permanecem nas ruas embelecendo a cidade com um efeito fantasioso muito original. A linda cúpula, adornada com belas cores e iluminada à noite, serve de farol e representa uma das jóias mais destacadas da cidade amuralhada.

A Catedral  de Santa Catalina de Alejandría está localizada no centro histórico de Cartagena no canto leste do Parque de Bolívar, na Praça da Proclamação, e é a sede episcopal do Arcebispo de Cartagena, uma das mais antigas sedes e catedrais da América.

A planta da Igreja está relacionada às igrejas construídas na Espanha na época dos monarcas católicos. Seu design se deve ao arquiteto Simón González, que inspirou-se em algumas igrejas da Andaluzia.

Deve-se dizer também que talvez tenha sido uma das igrejas que teve mais problemas a serem concluídos, pois sofreu intervenções para mudar de posição, colapsos e ataques de piratas com o inglês Drake que sitiou Cartagena durante dois meses em 1586. Continue lendo “Catedral Santa Catalina de Alejandría (Cartagena de Indias)”