Complexo Quinqueleano no bairro de La Boca

Através de seu trabalho artístico, Quinquela Martín percorreu a Argentina e viajou por vários países ao redor do mundo. Seu prestígio aumentou muito, mas ele sempre se manteve firme e fiel a sua temática: o trabalho no porto, os navios, a fumaça de carvão e a vida humilde daquele bairro que estava gravado no fundo do coração: La Boca.

Adotado aos 6 anos de idade, sua infância pobre e o ambiente do porto em que ele foi formado determinaram sua concepção de arte como parte da vida e do artista como um membro ativo e transformador da sociedade.

Em 1933, comprou vários terrenos que doou ao Estado para construir instituições dedicadas à divulgação de obras de arte e sociais. Assim, em 1936 foi inaugurada a escola Pedro de Mendoza e, em 1938, o Museu de Artistas Argentinos, hoje conhecido sob o nome de Museu de Belas Artes Benito Quinquela Martín. Mais tarde, ele doou outros espaços para criar o famoso “Teatro de la Ribera”, o Hospital de Odontologia Infantil, uma Escola Infantil, e um berçário.

“Não considero minhas doações como tal, mas como retornos. Eu devolvi ao meu bairro uma boa parte do que ele me fez ganhar com a minha arte”, disse o pintor.. O Complexo Quinqueleano virou realidade graças a sua  generosidade. No ultimo andar do Museu de Belas Artes o mestre Quinquela Martín instalou sua casa e oficina em 1948. Continue lendo “Complexo Quinqueleano no bairro de La Boca”

Caminito: A criação de Benito Quinquela Martín no bairro La Boca

A paisagem mais colorida da cidade de Buenos Aires foi oficialmente inaugurada em 18 de outubro de 1959. Originalmente correspondia a uma trilha de um trem de carga que abastecia o Puerto de la Boca.

Abandonado pelos serviços da empresa ferroviaria, esse beco virou um terreno baldio cheio de lixo que, em 1959, e graças aos vizinhos e Quinquela Martín, foi reaberto com o nome de um dos mais famosos tangos: Caminito.

Dessa forma, Quinquela Martín transforma o local em um museu ao ar livre criando uma galeria de esculturas e comissiona relevos feitos especialmente para localizá-los lá. Com o tempo, tornou-se um ícone turístico que identifica Buenos Aires. Continue lendo “Caminito: A criação de Benito Quinquela Martín no bairro La Boca”

MARÍLIA de DIRCEU: Casa Museu Tomás Antônio Gonzaga, Ouro Preto – Parte II

Inconfidência_Mineira_Maria_Dorotéa _Marília_Dirceu_Seixas_Patrimônio_estrada real_Unesco_Iphan

Todo mundo gosta de romance e ainda mais, de amores impossíveis. Pois bem, esta história tem todos os ingredientes de uma trama trágica, pois tendo data marcada para o casamento, o destino quis separar eles poucos dias antes da sagrada união. Por causa da Conjuração Mineira o poeta foi condenado ao exílio na África, sem nunca mais voltar a ver á namorada azarada, quem permaneceria solteira até o dia de sua morte.

Nesta segunda parte do post relacionado ao Museu Casa Tomás Antônio Gonzaga situado no casco histórico da cidade de Ouro Preto vamos a abordar o tão falado romance de Marília de Dirceu, personagens líricos dos poemas que Gonzaga dedicara a sua amada, Maria Doroteia.

Teve efeituado varias leituras ate achar a maravilhosa tese de Ana Cristina Magalhães Jardim (citada na fonte) para conseguir debelar os por menores de este romance, que conta com variadas e dissimiles versões, muito confusas e a maioria delas indocumentadas, fazendo muito difícil a tarefa de conseguir separar o mito da realidade. Continue lendo “MARÍLIA de DIRCEU: Casa Museu Tomás Antônio Gonzaga, Ouro Preto – Parte II”

COLOMBIA: Os 9 sítios declarados Patrimônio da Humanidade

A UNESCO promoveu importantes convenções globais, gerando diretrizes para a proteção desse legado natural e cultural para seus Estados membros. O primeiro deles, sobre a proteção do patrimônio cultural e natural mundial, foi realizado em 1972 e a Colômbia aderiu a ele em 1983.

Com esta convenção, é criada a Lista do Patrimônio Mundial de locais culturais, naturais e mistos do mundo. Na Lista do Patrimônio Mundial existem 1018 locais e nove deles estão na Colômbia (dois locais naturais e seis culturais). Em 2018, o Chiribiquete Park entrou na lista da Unesco como mista, ou seja, se destaca por sua cultura e natureza.

Esses lugares todos combinam charme, magia e natureza, incluem assim algumas das cidades mais antigas da Colômbia,  cidades que foram epicentros de grandes eventos históricos que marcaram o curso do país. Continue lendo “COLOMBIA: Os 9 sítios declarados Patrimônio da Humanidade”