Museu Nacional de Belas Artes: Um dos museus mais importantes de América Latina

Museu_Belas Artes_América Latina_Recoleta_exposição_arte_patrimônio_arte contemporânea_turismo cultural_muestra_coleccion_Fachada

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA ) foi inaugurado em 1895, apesar de ter sofrido várias mudanças de sede. Alberga o maior património artístico da Argentina e um dos principais da América Latina. Está composto por mais de 12 000 pinturas, desenhos, esculturas e tapeçarias de artistas como El Greco, Van Gogh, Renoir, Monet, Cézanne ou Picasso, bem como clássicos argentinos como Xul Solar e Eduardo Sívori. Destaca-se a sua biblioteca com mais de 160. 000 volumes e o auditório.

Seu extraordinário patrimônio artístico de mais de 12 mil peças que compõem a coleção faz com que seja a acervo público mais importante do subcontinente. Continue lendo “Museu Nacional de Belas Artes: Um dos museus mais importantes de América Latina”

Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade – Parte V

O cultivo da mandioca e apresenta como base social os mais de 22 povos indígenas, localizadas ao longo do rio Negro relacionado às diversas etnias das famílias linguísticas aruak e tukano.

A Festa de Sant’ Ana de Caicó é uma celebração tradicional que ocorre há mais de 260 anos e reúne diversos rituais religiosos, profanos e outras manifestações culturais da região do Seridó norte-rio-grandense.

As Bonecas Karajá representarem cenas do cotidiano e dos ciclos rituais do povo indígena Karajá, elas portam e articulam sistemas de significação da sua cultura e, dessa forma, são também lócus de produção e comunicação dos seus valores.

Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade – Parte V”

Planetário Galileo Galilei – Parte I: Um Show Astronômico nos Bosques de Palermo

Argentina_Parque 3 Febrero_Palermo_Bosque_cúpula_Patrimônio_El Rosedal_ Full Dome_realidade virtual_Astronomia_RGB Lighting_Led

O Planetário Galileo Galilei está localizado no cruzamento da Avenida General Sarmiento e Belisario Roldán, dentro do Parque Tres de Febrero, no bairro de Palermo, na cidade de Buenos Aires.

A silhueta do Planetário se destaca de maneira marcante, não apenas por ser um dos poucos edifícios construídos na região, mas também pela originalidade, síntese e elegância que definem seu perfil. Sua imagem é caracterizada por uma grande cúpula, cercada por um anel envidraçado, apoiado em grandes pernas de concreto que a colocam, como uma nave galáctica que repousa nos Borques de Palermo.

Uma estrutura desafiadora, uma forma original única na cidade dentro de um ambiente privilegiado, fazem deste edifício uma peça única de arquitetura moderna em Buenos Aires. Continue lendo “Planetário Galileo Galilei – Parte I: Um Show Astronômico nos Bosques de Palermo”

Igreja San de Ignacio de Loyola – PARTE II: Os primeiros jesuítas que chegaram a Buenos Aires

A primeira igreja de Buenos Aires foi erguida em 1608 no terreno que atualmente ocupa a Praça de Maio, na frente do Forte Real. No começo esteve sob a invocação de Nossa Senhora de Loreto. Dois anos mais tarde, sendo beatificado o santo em 1610, mudou seu nome para San Ignacio de Loyola. Lá eles permanecem algo mais de 50 anos. Embora a maioria dos edifícios juntos ao forte tenha sido demolida, a capela continuou em atividade até 1675, ano em que mudou-se para o local atual, na chamada Manzana de las Luces.

O edifício atual começou a construção em 1712, embora retenha partes da construção anterior, foi desenhado pelo arquiteto jesuíta Juan Krauss. A conclusão das obras em 1722 deve-se aos arquitetos jesuítas Andrés Bianchi e Juan Bautista Prímoli.

Neste post vamos analisar a fachada do tempo, mas também lembrar a chegada dos primeiros jesuítas a Buenos Aires e a chegada do primeiro Papa Jesuíta ao Vaticano: O Papa Francisco, o primeiro pontífice não europeu em mais de 1200 anos.

Continue lendo “Igreja San de Ignacio de Loyola – PARTE II: Os primeiros jesuítas que chegaram a Buenos Aires”

Igreja de Santo Antônio, Tiradentes (MG) – Parte III: Imaginaria da Matriz

Minas Gerais_Brasil_Matriz_Patrimônio_Unesco_arquitetura_Estrada Real_Aleijadinho_ Irmandade_Barroco Mineiro_Irmandade_Latino America

A Igreja Matriz de Santo Antônio, considerada uma das obras-primas do barroco mineiro, reúne um importante conjunto de imagens religiosas.

Toda a talha que reveste intensamente o arco cruzeiro, as ilhargas da capela-mor e o retábulo-mor pertencem à oficina de João Ferreira Sampaio, artista português do qual não se conhece outra obra e não se encontrou, até o momento, referência a outras obras nem em Minas, nem em Portugal.

Neste post vamos conhecer os diferentes altares laterais criados pelas diversas irmandades presentes na antiga Vila de São José do Rio das Mortes, atual cidade de Tiradentes. Continue lendo “Igreja de Santo Antônio, Tiradentes (MG) – Parte III: Imaginaria da Matriz”

Museu de Sant’Ana, Tiradentes (MG) – Parte II: Historia e Fachada

Instalado na antiga Cadeia Pública da cidade de Tiradentes, o museu abriga 291 imagens de Sant’Ana, a santa protetora dos lares e da família, bem como dos mineradores. São obras brasileiras, de várias regiões do país, eruditas e populares, dos mais variados estilos e técnicas, produzidas em sua maioria por artistas anônimos, entre os séculos XVII e XIX.

O Museu de Sant’Ana, bem como o Museu do Oratório, em Ouro Preto e o Museu de Artes e Ofícios em Belo Horizonte estão vinculados ao Instituto Cultural Flávio Gutierrez – ICFG, fundado em 1998 e presidido por Angela Gutierrez. Continue lendo “Museu de Sant’Ana, Tiradentes (MG) – Parte II: Historia e Fachada”

Fundação Proa: Arte contemporâneo no bairro La Boca

Argentina_tango_Unesco_Boca_bairro_barrio_patrimonio_Museu_Quinquela Martin_Caminito_Riachuelo_arte_contemporâneo_ Arquitetura_

A Fundação Proa é um museu privado, dedicado a pensar e difundir a arte dos séculos XX e XXI, com foco especial em fotografia, audiovisual, design, moda, música e artes plásticas.

Inaugurada em 1996 é um centro de arte contemporânea que fica exatamente ao lado do famoso “Caminito” no bairro La Boca. O prédio – todo branco e envidraçado – foi restaurado e ampliado em 2008 com a aquisição de mais três imóveis, transformando-se em uma das grandes referências culturais de Buenos Aires.

Por trás de sua fachada, metade antiga, metade moderna, o espaço conta com quatro salas de exposições, um auditório multimídia e uma livraria com títulos muito bem selecionados. Ao todo, são três andares repletos de atividades artísticas e culturais. No último andar do museu tem um café/restaurante que dá para um terraço onde é possível experimentar uma  incrível vista panorâmica do bairro La Boca. Continue lendo “Fundação Proa: Arte contemporâneo no bairro La Boca”

Basílica Nossa Senhora do Pilar – Parte III: O Templo e o Convento

Centro_Cultural_recoletos_Franciscanos_Altar_Reliquias_Capilla_Cemitério

Em 1715, os frades recoletos descalços começaram a construção da igreja e do convento no que é hoje o bairro de Recoleta, em Buenos Aires. Inaugurada em 12 de outubro de 1732, a basílica Nuestra Señora del Pilar é o segundo templo mais antigo da cidade de Buenos Aires e o que melhor preserva o estilo colonial barroco original.

Construída pelos jesuítas, a Basílica Nuestra Señora del Pilar conserva altares, imagens e ornamentos originais. A igreja é um relicário de obras de arte, entre as quais destacam-se os Altares Laterais da Virgem do Carmo e do Cristo da Paciência e Humildade e uma escultura de San Pedro de Alcántara atribuída a Alonso Cano.

O visitante também tem a oportunidade de visitar um pequeno museu, onde antes ficavam os claustros dos frades recoletos. Fechados por quase três séculos, as galerias, praticamente intactas, foram abertas ao público em 1997, como um museu de arte. Continue lendo “Basílica Nossa Senhora do Pilar – Parte III: O Templo e o Convento”

San Telmo representa o “Distrito das Artes”: Museu de Arte Contemporâneo de Buenos Aires (MACBA)

Argentina_tango_Unesco_Boca_bairro_barrio_patrimonio_Museu_San Telmo_arte_contemporâneo_Arquitetura_Aldo Rubino

Inaugurado em 1º de setembro de 2012, o Museu de Arte Contemporâneo de Buenos Aires (MACBA) tem o acervo composto pela coleção privada de Aldo Rubino, que data da década de 80 e reúne itens da produção artística contemporânea local e internacional com tendências de abstração geométrica, linha que identifica o acervo permanente da instituição.

O MACBA está situado na Av. San Juan ao lado do MAMBA (Museu de Arte Moderno de Buenos Aires), no bairro de San Telmo, numa região declarada “Distrito das Artes”.

Todos os anos é apresentado um programa de exposições temporárias focado em artistas locais e estrangeiros contemporâneos que participam ou deram uma contribuição notável às línguas da arte geométrica. Continue lendo “San Telmo representa o “Distrito das Artes”: Museu de Arte Contemporâneo de Buenos Aires (MACBA)”

Museu de Sant’Ana, Tiradentes (MG) – Parte I: As coleções de Angela Gutierrez que deram origem a três museus em Minas Gerais

Minas Gerais_Brasil_Patrimônio_Unesco_arquitetura_Estrada Real_Latino America_Instituto_Cultural_Flávio_Gutierrez_Angela Gutierrez_fundação

Concebido de forma exemplar, a partir de critérios museológicos e museográficos que dialogam com a própria história do prédio, a antiga Cadeia Pública da cidade de Tiradentes, o Museu de Sant’Ana foi inaugurado em 2014.

O Museu de Arte Sacra Brasileira  abriga ao redor de 300 imagens de Sant’Ana, mãe de Maria e avó de Jesus, santa protetora dos lares e da família, bem como dos mineradores.

Reunidas por Angela Gutierrez, presidenta do Instituto Cultural Flávio Gutierrez (ICFG), ao longo de quatro décadas de buscas e pesquisas, as peças constituem um acervo sem similar no país. Continue lendo “Museu de Sant’Ana, Tiradentes (MG) – Parte I: As coleções de Angela Gutierrez que deram origem a três museus em Minas Gerais”