Igreja e Mosteiro Santa Catalina de Siena – Parte III: O primeiro convento de freiras de Buenos Aires

A cidade de Buenos Aires teve dois mosteiros de freiras durante o período colonial, ambos fundados em meados do século XVIII. O Mosteiro de Santa Catalina de Siena (bairro San Nicolas), de freiras dominicanas e o Mosteiro de Nossa Senhora do Pilar (bairro Monserrat), de freiras capuchinhas.

Durante o ano de 2001 foram realizadas obras de arqueologia no convento e igreja, a fim de instalar o grande evento de design Casa FOA. Durante os trabalhos, foi encontrado um poço com um objeto metálico que representava um Macho Cabrío, com chifres e asas. Isso foi queimado e enterrado no pátio do convento transformando-o em um evento de difícil explicação, instalando-se por sua vez, o mito dum evento de exorcismo feito pelas freiras do convento … será verdade? Continue lendo “Igreja e Mosteiro Santa Catalina de Siena – Parte III: O primeiro convento de freiras de Buenos Aires”

Igreja e Mosteiro Santa Catalina de Siena – Parte II: A Fachada e o Templo

Juan de Narbona_Juan Andrés Bianchi_mosteiro_templo_Convento_Juan Buschiazzo_¬freiras_dominicas_recoletas_descalças

A Igreja de Santa Catalina de Siena, foi fundada em 1745 para abrigar o primeiro mosteiro de freiras em Buenos Aires. O edifício é um dos melhores expoentes da arquitetura da época colonial que permanecem em Buenos Aires e, tanto a igreja quanto o mosteiro, foram declarados Monumento Histórico Nacional que foi habitado pelas Freiras da Segunda Ordem Dominicana até 1974, quando a congregação decidiu se mudar para San Justo e doou os edifícios ao Arcebispado de Buenos Aires.

Continue lendo “Igreja e Mosteiro Santa Catalina de Siena – Parte II: A Fachada e o Templo”

Basílica Nossa Senhora do Pilar – Parte II: O segundo templo mais antigo da cidade de Buenos Aires

Centro_Cultural_recoletos_Franciscanos_Ombúes_Virgem_Cemitério

Localizada junto ao cemitério, a Igreja do Pilar é a segunda mais antiga da cidade. Sua história começou em 1708, quando foi construída como igreja e convento para receber os frades “Recoletos” da Ordem Franciscana, que vieram da Espanha.

E foi assim que surgiu o nome do bairro: Recoleta.

Também conheceremos as histórias de Juan de Narbona e Torcuato de Alvear, as duas pessoas que mais fizeram para transformar o bairro da Recoleta em um dos mais distinguidos e aristocráticos da cidade de Buenos Aires.

Continue lendo “Basílica Nossa Senhora do Pilar – Parte II: O segundo templo mais antigo da cidade de Buenos Aires”

Igreja San de Ignacio de Loyola – Parte I: Manzana de las Luces

Manzana_Luces_Luzes_Companhia de Jesus_Jesuitas_America_Colégio_Expulsão_Francisco_Papa_Basilica_Centro Historico

A “Manzana de las Luces”, é uma área do centro de Buenos Aires conhecida como o berço da intelectualidade da cidade.

“Manzana” em português é maçã, mas na Argentina pode significar também uma quadra ou quarteirão.  Todo o conjunto de construções da Manzana é considerado Monumento Histórico da Argentina.  É um local-chave durante os diferentes períodos históricos do país, pois foi sede de instituições ligadas ao seu desenvolvimento cultural, educacional e religioso.

Para entender um pouco mais da história desse centro arquitetônico histórico, vale a pena descrever cada um dos edifícios e instituições que compõem-na, entre elas a Igreja San Ignacio de Loyola, a primeira igreja fundada na cidade de Buenos Aires. Continue lendo “Igreja San de Ignacio de Loyola – Parte I: Manzana de las Luces”