Fortalezas em Santa Catarina: Os sistemas de defesa marítima do Brasil

Florianópolis_Santa_Catarina_Brazil_ilha_Brasil_Patrimônio_Unesco_ fortificações_Forte

A Ilha de Santa Catarina era um ponto de defesa estratégico, localizada exatamente na rota entre a Espanha e suas principais colônias na América do sul, Buenos Aires Assunção. Nesse cenário, o conjunto de fortes da Ilha de Santa Catarina compôs à época um sistema defensivo para impedir uma provável invasão espanhola, que mais cedo ou mais tarde haveria de acontecer, como aconteceu de fato.

Construídas pela Coroa Portuguesa a partir de 1739, com a função de guarnecer a entrada da Barra Norte da Ilha, as fortalezas de Santa Cruz de Anhatomirim, Santo Antônio de Ratones e São José da Ponta Grossa foram projetadas por José da Silva Paes, brigadeiro, engenheiro militar e primeiro governador da capitania de Santa Catarina. As obras deram início ao sistema defensivo da Ilha, que posteriormente foi ampliado com outras dezenas de fortificações, como fortes, baterias e trincheiras.

O sistema de fortificações na Ilha de Santa Catarina garantia a posse do território defendendo-a contra qualquer nação inimiga, em especial, a Espanha e o apoio logístico entre o Rio de Janeiro (onde Portugal tinha o seu vice-reinado) e a parte sul do continente. Quatro fortalezas foram construídas inicialmente, entre 1739 e 1744, incluindo também a edificação da Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba, na Barra Sul.

Santa Catarina chegou a somar cerca de 40 fortificações até o início do século XIX. Porém, ainda na primeira metade daquele século, a maioria das construções já havia desaparecido, por arruinamento, abandono ou demolição. Mesmo o tombamento como patrimônio histórico brasileiro, em 1938, pelo Sphan, (atual IPHAN), não foi suficiente para assegurar a preservação ou a recuperação dessas construções. Continue lendo “Fortalezas em Santa Catarina: Os sistemas de defesa marítima do Brasil”

San Andrés, sonhe seu aeroporto: O novo terminal para a ilha de San Andres

mar_caribe_aeroporto_san andres

Em novembro de 1953 um avião pousou nas águas calmas de San Andrés, que trouxe pela primeira vez na história das ilhas, o presidente da Colômbia. Os três dias de visita do general Gustavo Rojas Pinilla levaram à declaração do porto franco, o início das obras aeroportuárias e, conseqüentemente, a chegada do turismo massivo.

O atual aeroporto é um antigo e colorido edifício de arquitetura caribenha enfeitado com magníficos murais de mosaico projetados pela artista brasileira Aurea Oliveira Santos.

Neste post vamos conhecer alguns detalhes desta maravilhosa ilha do Caribe colombiano, que, como todas as ilhas do mundo, concentra sua atividade comercial e turística através de aeroportos e portos de navios. Continue lendo “San Andrés, sonhe seu aeroporto: O novo terminal para a ilha de San Andres”

COZINHA: Funcionalidade e Layout

G l U ilha fogão iluminação arquitetura design lighting península residencial interior decoração casa lar

Antes de se deixar levar pela estética e aparência dos armários, pisos, azulejos, aparelhos e pintura, eu recomendo começar pelos aspectos relacionados á funcionalidade.

O fator mais importante para o planejamento ou remodelação de uma cozinha é a funcionalidade do espaço já que um dos fatores fundamentais que caracterizam as cozinhas é o “fluxo” determinado pelo trânsito de pessoas bem como o “fluxo” que determina a hierarquia de funções desempenhadas nelas. Continue lendo “COZINHA: Funcionalidade e Layout”