La Glorieta de Barrancas: A Milonga tradicional do bairro de Belgrano acontece em um parque

Em 1910, a Glorieta de Barrancas tinha o objetivo de acolher as orquestras e bandas de música que ofereciam seus shows ao ar livre. Hoje, tornou-se um ícone do tango.

Tradicionalmente, as Barrancas representam um importante centro de transbordo de passageiros e costumam ser epicentro de feiras e festivais a céu aberto. Durante as noites, é comum encontrar seguidores do tango de diversas idades reunidos para dançar em seu antigo coreto, a famosa: Glorieta de Belgrano. Continue lendo “La Glorieta de Barrancas: A Milonga tradicional do bairro de Belgrano acontece em um parque”

Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade – Parte VI

O Fandango Caiçara é uma expressão musical-coreográfica-poética e festiva, cuja área de ocorrência abrange o litoral sul do estado de São Paulo e o litoral norte do estado do Paraná.

A celebração do Espírito Santo é uma manifestação cultural e religiosa, de origem portuguesa, disseminada no período da colonização e ainda hoje presente em todas as Regiões do Brasil, especialmente na cidade de Paraty (RJ).

A Festa do Senhor Bom Jesus do Bonfim integra o calendário litúrgico e o ciclo de Festas de Largo da cidade de Salvador e é realizada anualmente, sem interrupção, desde o ano de 1745. A festa articula duas matrizes religiosas distintas, a católica e a afro-brasileira, assim como incorpora diversas expressões da cultura e da vida social soteropolitana.

A existência da devoção a São Sebastião na Região do Marajó remonta ao período de colonização e à ação missionária no século XVI. A ampla ocorrência das Festividades do Glorioso São Sebastião em toda  a região do Marajó e sua relevância cultural paras essas populações  possibilitaram sua inclusão no conjunto de bens imateriais reconhecidos como Patrimônio Cultural do Brasil, referências de memória e identidade para todos os brasileiros. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade – Parte VI”

Teatro Municipal de Ouro Preto – Parte II: Restauração da Casa da Ópera

Barroco_Casa da Ópera_Patrimônio Cultural _Humanidade_Unesco_Restauração_Estrada Real_Minas Gerais_Brasil

Em estilo barroco, possui três andares laterais, camarote central e plateia em forma de Lira para 300 lugares no total. É um dos mais belos do Brasil e ainda é palco de muitas apresentações artísticas e culturais em Ouro Preto.

Em 2015 uma das joias mais refinadas da arquitetura colonial mineira voltou a brilhar aos olhos do público e recuperou a função de palco barroco das artes cênicas. Fechado quase dois anos, após interdição pelos bombeiros, a Casa da Ópera de Ouro Preto, tem novamente programação regular e “segurança” para atores, plateia e funcionários, conforme garantem as autoridades locais. Continue lendo “Teatro Municipal de Ouro Preto – Parte II: Restauração da Casa da Ópera”

Milonga “La Catedral”, a essência do Tango no bairro de Almagro

É quase um sacrilégio ir a Buenos Aires e não conhecer, ao menos, uma milonga para dançar ou, simplesmente, apreciar os dançarinos.
Se você já assistiu Show de Tango e não quer repetir o passeio e gostaria de ver Tango de outra maneira, o La Catedral é a solução para passar uma noite superdivertida dançando tango em Buenos Aires.

La Catedral  existe há 20 anos e sua casa é Patrimônio Cultural Artístico e Turístico do bairro de Almagro. É um espaço autêntico desde a decoração, com obras de artistas plásticos até a comida 100% vegetariana. Continue lendo “Milonga “La Catedral”, a essência do Tango no bairro de Almagro”

Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade – Parte V

O cultivo da mandioca e apresenta como base social os mais de 22 povos indígenas, localizadas ao longo do rio Negro relacionado às diversas etnias das famílias linguísticas aruak e tukano.

A Festa de Sant’ Ana de Caicó é uma celebração tradicional que ocorre há mais de 260 anos e reúne diversos rituais religiosos, profanos e outras manifestações culturais da região do Seridó norte-rio-grandense.

As Bonecas Karajá representarem cenas do cotidiano e dos ciclos rituais do povo indígena Karajá, elas portam e articulam sistemas de significação da sua cultura e, dessa forma, são também lócus de produção e comunicação dos seus valores.

Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade – Parte V”

Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade – Parte IV

O Toque dos Sinos em Minas Gerais é produzido pela percussão dos sinos das igrejas católicas, para anunciar rituais religiosos e celebrações, como festas de santos e padroeiros, Semana Santa e Natal. Essa prática tem sido sustentada por as irmandades religiosas que surgiram junto às cidades mineiras durante o ciclo do ouro.

O Modo de Fazer Renda Irlandesa, tendo como referência este ofício em Divina Pastora/SE, foi inscrito no Livro de Registro dos Saberes, em 2009.

O Ritual Yaokwa é a mais longa e importante celebração realizada por este povo indígena, que habita uma única aldeia localizada na região noroeste do estado do Mato Grosso. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil: Lista Representativa e disciplinas nomeadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade – Parte IV”

El Querandi: Um Show de Tango em um ambiente íntimo e tradicional

O El Querandi é muito fácil de achar, já que ele fica no centro de Buenos Aires, a dois quarteirões da Praça de Maio, no bairro de Monserrat.

O Querandí tem o melhor show de tango de Buenos Aires, oferecendo um show noturno de excelência, totalmente exclusivo. Em sua jornada nos leva a descobrir  todo o esplendor da cultura do Tango.

Fundado como bar em 1920 e restaurado em 1992, o El Querandi Tango Show é considerado uma “evidência viva da memória do cidadão” pelo Museu da Cidade de Buenos Aires e declarado “Bar Notável” pelo Ministério de Cultura da Nação. Continue lendo “El Querandi: Um Show de Tango em um ambiente íntimo e tradicional”

Teatro Municipal de Ouro Preto – Parte I: A Casa da Ópera

Barroco_Casa da Ópera_Patrimônio Cultural _Humanidade_Unesco_Restauração_Estrada Real_Minas Gerais_Brasil

A Casa da Ópera de Vila Rica, é o Teatro Municipal de Ouro Preto, que ostenta, segundo a tradição, o título de mais antiga casa de espetáculos em funcionamento da América do Sul e entrou até para o Guinness Book devido a essa condição.

Preserva a construção original, que demorou de 1745 a 1770 para ficar pronta. A simples fachada externa esconde o interior que remete aos tempos glamorosos do império, quando Ouro Preto era chamada de Vila Rica e o Brasil ainda era colônia de Portugal.

A casa de espetáculo traz também no seu histórico o fato de ter sido o primeiro teatro onde mulheres pisaram em um palco no Brasil. Continue lendo “Teatro Municipal de Ouro Preto – Parte I: A Casa da Ópera”

Puerto Madero: “Rojo Tango” – Show no Hotel Faena

O Hotel Faena Buenos Aires hoje surreal e elegante, era um armazém de grãos até a virada do século 20, quando foi realizada a grande revitalização e urbanização da região de Puerto Madero, hoje o bairro mais exclusivo da cidade de Buenos Aires.

Pisar no Hotel Faena é por si só uma experiência, tendo em vista que é um dos cinco estrelas mais famosos da cidade, decorado nada menos que pelo famoso designer Philippe Starck.

O Rojo Tango é um show íntimo, projetado para desfrutar cada detalhe do tango: melodias harmoniosas, ritmo e sensações que ganham vida na dança, onde você pode assistir um show profissional de primer nível, afinado com a essência do tango. Continue lendo “Puerto Madero: “Rojo Tango” – Show no Hotel Faena”

Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte V

UNESCO_Inmaterial_CULTURAL_Musica_Teatro_ritos_comunidade_Carnaval_Festa_Cultura_Humanidade_tradição_dança _tambor_Palenque

UNESCO conceitua Patrimônio Imaterial como as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas – com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados – que as comunidades, os grupos e, em alguns casos os indivíduos, reconhecem como parte integrante de seu patrimônio cultural.

Os rituais mortuários das comunidades afro-colombianas do Pacífico são realizados a traves dos “alabaos”, canções corais de louvor e oferendas aos santos para acompanhar os falecidos e seus entes queridos, ajudando assim as crianças ou adultos falecidos na passagem de sua alma para a eternidade.

Desde o início do século XX, o principal produto comercializado pelos camponeses de Santa Elena eram as flores transportadas em um sistema de caixas de madeira chamado “silletas”.  Esses conhecimentos, práticas e instrumentos foram transmitidos por gerações por aproximadamente 150 anos.

 O colorido Carnaval de Barranquilla, através do uso de fantasias e máscaras, a exibição de danças, desfiles e comparsas é uma tradição viajou pelo rio Magdalena até finalmente se estabelecer na cidade de Barranquilla para estabelecer-se como o mais animado carnaval da Colômbia. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte V”