Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte V

UNESCO_Inmaterial_CULTURAL_Musica_Teatro_ritos_comunidade_Carnaval_Festa_Cultura_Humanidade_tradição_dança _tambor_Palenque

UNESCO conceitua Patrimônio Imaterial como as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas – com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados – que as comunidades, os grupos e, em alguns casos os indivíduos, reconhecem como parte integrante de seu patrimônio cultural.

Os rituais mortuários das comunidades afro-colombianas do Pacífico são realizados a traves dos “alabaos”, canções corais de louvor e oferendas aos santos para acompanhar os falecidos e seus entes queridos, ajudando assim as crianças ou adultos falecidos na passagem de sua alma para a eternidade.

Desde o início do século XX, o principal produto comercializado pelos camponeses de Santa Elena eram as flores transportadas em um sistema de caixas de madeira chamado “silletas”.  Esses conhecimentos, práticas e instrumentos foram transmitidos por gerações por aproximadamente 150 anos.

 O colorido Carnaval de Barranquilla, através do uso de fantasias e máscaras, a exibição de danças, desfiles e comparsas é uma tradição viajou pelo rio Magdalena até finalmente se estabelecer na cidade de Barranquilla para estabelecer-se como o mais animado carnaval da Colômbia. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte V”

Café MARGOT: Um típico café de Buenos Aires, num bairro que é sinónimo de Tango: o BOEDO

Argentina_tanguería_show_turismo_tango_Unesco_Boedo_bairro_barrio_patrimonio_bares notáveis_Trianón_Pavita

Buenos Aires tem cafés e bares que foram cenários de atividades culturais significativas e que, por antiguidade, arquitetura ou relevância local, são declarados Cafés Notáveis e fazem parte oficialmente do Patrimônio Cultural da Cidade.

No bairro Boedo, na esquina da Avenida Boedo e a antiga passagem Camio (hoje felizmente leva o nome de meu santo, San Ignacio), encontra-se um tradicional edifício construído no principio do século XX pelo genovês Lorenzo Berisso. Em uma parte do térreo funciona desde 1993 o Café Margot, um lugar destacado e muito frequentado pelos turistas. Continue lendo “Café MARGOT: Um típico café de Buenos Aires, num bairro que é sinónimo de Tango: o BOEDO”

Igreja San de Ignacio de Loyola – PARTE II: Os primeiros jesuítas que chegaram a Buenos Aires

A primeira igreja de Buenos Aires foi erguida em 1608 no terreno que atualmente ocupa a Praça de Maio, na frente do Forte Real. No começo esteve sob a invocação de Nossa Senhora de Loreto. Dois anos mais tarde, sendo beatificado o santo em 1610, mudou seu nome para San Ignacio de Loyola. Lá eles permanecem algo mais de 50 anos. Embora a maioria dos edifícios juntos ao forte tenha sido demolida, a capela continuou em atividade até 1675, ano em que mudou-se para o local atual, na chamada Manzana de las Luces.

O edifício atual começou a construção em 1712, embora retenha partes da construção anterior, foi desenhado pelo arquiteto jesuíta Juan Krauss. A conclusão das obras em 1722 deve-se aos arquitetos jesuítas Andrés Bianchi e Juan Bautista Prímoli.

Neste post vamos analisar a fachada do tempo, mas também lembrar a chegada dos primeiros jesuítas a Buenos Aires e a chegada do primeiro Papa Jesuíta ao Vaticano: O Papa Francisco, o primeiro pontífice não europeu em mais de 1200 anos.

Continue lendo “Igreja San de Ignacio de Loyola – PARTE II: Os primeiros jesuítas que chegaram a Buenos Aires”

BARES NOTABLES de Buenos Aires: O Bairro de Almagro

Almagro é como um dos bairros mais tradicionais da cidade e intimamente relacionados ao tango e aos cafés típicos de Buenos Aires. Muitos dos grandes nomes do tango circulavam por suas ruas e bares, e tem o privilégio de ser o primeiro palco que Carlos Gardel ouviu cantando em um bar localizado na Avenida Rivadavia 3824. Também neste bairro se encontra a Casa Salesiana Pío IX onde ele estudou.

Devido à proximidade do bairro de Almagro com o vizinho Mercado do Abasto, o cantor Carlos Gardel era um visitante frequente de seus bares. Em 1930, gravou um tango chamado Almagro, com letra de Iván Diez e música de Vicente San Lorenzo. Continue lendo “BARES NOTABLES de Buenos Aires: O Bairro de Almagro”

Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte IV

v

O patrimônio imaterial ou intangível é aquele que se relaciona com a maneira como os diferentes grupos sociais se expressam por meio de suas festas, saberes, fazeres, ofícios, celebrações e rituais. As formas tradicionais e artesanais de expressão são classificadas, por serem importantes formadoras da memória e da identidade dos grupos sociais, contendo em si, os múltiplos aspectos da cultura cotidiana de uma comunidade, bem como o caráter não formal de transmissão dos saberes, ou seja: a oralidade.

O Bëtscnaté inclui os rituais preparatórios que se estendem até o dia da celebração do Grande Dia da tradição da comunidade indígena Camëntsá, manifestada nos ensinamentos dos antepassados, parentes, parentes, amigos e anciãos.

A Pintura Viva é uma expressão popular feita por atores espontâneos, principalmente jovens. É uma representação pública e efêmera que tem a rua como teatro, as temáticas são geralmente de natureza religiosa, moral, histórica e às vezes satírica que se realiza todo ano no município de Galera.

No âmbito musical destacamos as singulares vocês relacionadas as tarefas de trabalho com gado em fazendas e rebanhos nas planícies colombianas venezuelanas, onde o “LLanero” (gaúcho) conduze ao gado com diferentes vocês e gritos. E obviamente também esta o ritmo “vallenato“, um ritmo que adoro e que se fez popular a traves de consagrados artistas colombianos. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte IV”

BARES NOTABLES de Buenos Aires: Microcentro da cidade

Os Cafés Notáveis são lugares de relevância para a cidade, por sua história, arquitetura ou importância para o bairro, e formam parte do patrimônio histórico da cidade.

O bairro de San Nicolás sempre cresceu e o ano de 1908 foi um ano de opulência, o Teatro Colón, a Plaza Lavalle e o Palácio dos Tribunais foram inaugurados. Corrientes sempre foi uma  rua de lojas, cafés, confeitarias de reuniões e orquestras típicas, livrarias e teatros famosos. Foi o caso do Teatro Politeama Argentino, onde José Podestá fez uma grande performance de Juan Moreira em 1884 e Sara Bernhart fez Fedra em 1886.

Em 1822, aquela rua foi chamada Corrientes, em homenagem ao papel de liderança que esta província teve nas guerras de independência, e foi-lhe atribuída uma largura de 30 metros virando assim a avenida cultural por excelência de Buenos Aires. Continue lendo “BARES NOTABLES de Buenos Aires: Microcentro da cidade”

Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte III

UNESCO_Inmaterial_CULTURAL_Musica_Teatro_ritos_comunidade_Carnaval_Festa_Cultura_Humanidade_tradição_dança _tambor_Palenque

Patrimônio cultural imaterial ou Patrimônio Cultural Intangível é uma categoria de patrimônio cultural definida e adotada pela UNESCO, em 2003. Abrange as expressões culturais e as tradições que um grupo de indivíduos preserva em respeito à sua ancestralidade, para as gerações futuras. São exemplos de patrimônio imateriais: os sabres, os modos de fazer, as formas de expressão, as celebrações, as festas e as danças populares, as lendas, as músicas, costumes e outras tradições.

A Festa de São Francisco de Assis na localidade de Quibdó começa quando o santo atravessa o rio nas jangadas e a visita cada um dos bairros, onde as pessoas fazem suas oferendas.

O Encontro Nacional de Bandas de Música em Paipa foi criado em 1973. É o encontro com a maior cobertura nacional e o de maior diversidade de categorias (bandas juvenis, maiores, especiais, de festas ou populares e bandas universitárias ou profissionais).

Na cidade de Santiago de Cali um simpático evento que mediante a elaboração das macetas de alfeñique, uma delicia culinária da região, celebra a relação simbólica entre padrinhos e afilhados. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte III”

BARES NOTABLES de Buenos Aires: Bairro San Telmo

Argentina_Notaveis_Tango_bairro_Patrimonio_Cultural_ciudad_barrio_ Gardel_San Telmo_bar_mercado

Em 1998, foi criada a “Comissão de Proteção e Promoção de Cafés, Bares, Bilhares e Confeitarias Notáveis”. O que é um café notável? De acordo com o artigo 2º da lei 35/98, aquele que possui valor patrimonial próprio por estar relacionado a eventos culturais significativos, por idade, projeto arquitetônico ou relevância local.

San Telmo, conhecido como o bairro boêmio da cidade,  abriga muitos antiquários e os famosos cafés tradicionais argentinos, além de albergues, bares, restaurantes, igrejas e museus.

Aberto em 1864, o El Federal é um dos bares mais antigos de Buenos Aires ainda em funcionamento. Enquanto o Bar Plaza Dorrego esta localizado num edifício de esquina na praça principal, data de 1880. O Mercado San Telmo é um grande mercado com a entrada principal na esquina das ruas Bolívar e Carlos Calvo, data de 1897.

Estes são alguns exemplos de Bares Notables no famoso bairro de San Telmo, que os dias domingo transforma-se numa uma gigante Feira de Artesanato ao longo da rua Defensa. Continue lendo “BARES NOTABLES de Buenos Aires: Bairro San Telmo”

Basílica Nossa Senhora do Pilar – Parte III: O Templo e o Convento

Centro_Cultural_recoletos_Franciscanos_Altar_Reliquias_Capilla_Cemitério

Em 1715, os frades recoletos descalços começaram a construção da igreja e do convento no que é hoje o bairro de Recoleta, em Buenos Aires. Inaugurada em 12 de outubro de 1732, a basílica Nuestra Señora del Pilar é o segundo templo mais antigo da cidade de Buenos Aires e o que melhor preserva o estilo colonial barroco original.

Construída pelos jesuítas, a Basílica Nuestra Señora del Pilar conserva altares, imagens e ornamentos originais. A igreja é um relicário de obras de arte, entre as quais destacam-se os Altares Laterais da Virgem do Carmo e do Cristo da Paciência e Humildade e uma escultura de San Pedro de Alcántara atribuída a Alonso Cano.

O visitante também tem a oportunidade de visitar um pequeno museu, onde antes ficavam os claustros dos frades recoletos. Fechados por quase três séculos, as galerias, praticamente intactas, foram abertas ao público em 1997, como um museu de arte. Continue lendo “Basílica Nossa Senhora do Pilar – Parte III: O Templo e o Convento”