Café Tortoni: Show de Tango no bar mais antigo de Buenos Aires

Fundado em 1858, o Café Tortoni é parada obrigatória em Buenos Aires. Por um lado é o “Bar Notable” mais antigo da cidade. Por outra parte o emblemático Café Tortoni forma parte do Palacio Carlos Gardel no mesmo edifício onde, no primeiro andar, funciona desde 1993 a sede da Academia Nacional de Tango, e acolhe o único Museu do Tango da cidade.

Por tanto se você for um experto viajante poderia considerar  em pegar umas aulas de Dança de Tango em um dos três salões  disponíveis no primeiro andar, e logo depois combinar um jantar com show ao vivo em um ambiente muito intimista e aconchegante na Sala Alfonsina Storni.

O Café Tortoni sempre tem uma agenda muito activa e dinámica, o local esta sempre cheio. É bom reservar com uma pequena antecedência, se ficar para última hora, você pode pegar uma mesa mais distante do palco. Continue lendo “Café Tortoni: Show de Tango no bar mais antigo de Buenos Aires”

O VELHO ARMAZÉM: TANGO SHOW no bairro de San Telmo

Esta esquina respira Tango: Farois, paralelepípedos, um pedaço do bairro colonial de San Telmo que oferece um Show de Tango de primer nível. Como todos os espetáculos denominados “Tango Show”, o local reúne uma destacadíssima proposta gastronómica que atende aos centos de turistas que visitam esta emblemática esquina de San Telmo.

Em 2009, o local estreou outro espaço em um prédio em frente às instalações clássicas que o cantor Edmundo Rivero tenha criado em 1969, atendendo á demanda e o crescimento do turismo. Assim deram origem a um conjunto gastronômico formado por três restaurantes, bar e terraço VIP.

Depois de desfrutar de um jantar gourmet os visitantes atravessam a estreita Rua Balcarce para se submergir neste histórico local. Um espaço que mantém a atmosfera original e contém milhares de memórias, anedotas e histórias de personagens de renome do Tango Argentino. Continue lendo “O VELHO ARMAZÉM: TANGO SHOW no bairro de San Telmo”

El Viejo Almacén: o Velho Armazém do bairro de San Telmo

Andando pelas ruas do bairro San Telmo, suas casas antigas resistem à passagem do tempo. E assim chegamos a um canto famoso do Tango, Balcarce e Independencia, uma esquina reconhecida internacionalmente por abrigar a casa de tango mais tradicional, a pioneira: El Viejo Almacén.

Há 50 anos, o tanguero Edmundo Rivero transformou o local para sempre em uma Casa de Tango: um reduto que inevitavelmente nos leva ao momento mais romântico de Buenos Aires, um tempo de tradição, cortes e quebradas. Continue lendo “El Viejo Almacén: o Velho Armazém do bairro de San Telmo”

BARES NOTABLES de Buenos Aires: Bairro San Cristobal

Os Bares Notáveis foram reconhecidos como “Patrimônio Cultural da Cidade de Buenos Aires” pela vinculação com a história viva dos portenhos, por ser testemunhas de fatos históricos e relevantes da cultura do país e pelo desenho arquitetônico.

O Mercado San Cristobal foi coroado como o mercado mais antigo da cidade. Mais antigo mesmo que os mercados de Abasto (1889) e San Telmo (1897). Está localizado no cruzamento das avenidas Independência e Entre Ríos desde 1882, e seu primeiro edifício foi inaugurado em 1887.

Vamos percorrer o bairro de San Cristobal a traves de sues “Bares Notables” representativos da cultura e história da cidade de Buenos Aires. Continue lendo “BARES NOTABLES de Buenos Aires: Bairro San Cristobal”

Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte V

UNESCO_Inmaterial_CULTURAL_Musica_Teatro_ritos_comunidade_Carnaval_Festa_Cultura_Humanidade_tradição_dança _tambor_Palenque

UNESCO conceitua Patrimônio Imaterial como as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas – com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados – que as comunidades, os grupos e, em alguns casos os indivíduos, reconhecem como parte integrante de seu patrimônio cultural.

Os rituais mortuários das comunidades afro-colombianas do Pacífico são realizados a traves dos “alabaos”, canções corais de louvor e oferendas aos santos para acompanhar os falecidos e seus entes queridos, ajudando assim as crianças ou adultos falecidos na passagem de sua alma para a eternidade.

Desde o início do século XX, o principal produto comercializado pelos camponeses de Santa Elena eram as flores transportadas em um sistema de caixas de madeira chamado “silletas”.  Esses conhecimentos, práticas e instrumentos foram transmitidos por gerações por aproximadamente 150 anos.

 O colorido Carnaval de Barranquilla, através do uso de fantasias e máscaras, a exibição de danças, desfiles e comparsas é uma tradição viajou pelo rio Magdalena até finalmente se estabelecer na cidade de Barranquilla para estabelecer-se como o mais animado carnaval da Colômbia. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte V”

Café MARGOT: Um típico café de Buenos Aires, num bairro que é sinónimo de Tango: o BOEDO

Argentina_tanguería_show_turismo_tango_Unesco_Boedo_bairro_barrio_patrimonio_bares notáveis_Trianón_Pavita

Buenos Aires tem cafés e bares que foram cenários de atividades culturais significativas e que, por antiguidade, arquitetura ou relevância local, são declarados Cafés Notáveis e fazem parte oficialmente do Patrimônio Cultural da Cidade.

No bairro Boedo, na esquina da Avenida Boedo e a antiga passagem Camio (hoje felizmente leva o nome de meu santo, San Ignacio), encontra-se um tradicional edifício construído no principio do século XX pelo genovês Lorenzo Berisso. Em uma parte do térreo funciona desde 1993 o Café Margot, um lugar destacado e muito frequentado pelos turistas. Continue lendo “Café MARGOT: Um típico café de Buenos Aires, num bairro que é sinónimo de Tango: o BOEDO”

Igreja San de Ignacio de Loyola – PARTE II: Os primeiros jesuítas que chegaram a Buenos Aires

A primeira igreja de Buenos Aires foi erguida em 1608 no terreno que atualmente ocupa a Praça de Maio, na frente do Forte Real. No começo esteve sob a invocação de Nossa Senhora de Loreto. Dois anos mais tarde, sendo beatificado o santo em 1610, mudou seu nome para San Ignacio de Loyola. Lá eles permanecem algo mais de 50 anos. Embora a maioria dos edifícios juntos ao forte tenha sido demolida, a capela continuou em atividade até 1675, ano em que mudou-se para o local atual, na chamada Manzana de las Luces.

O edifício atual começou a construção em 1712, embora retenha partes da construção anterior, foi desenhado pelo arquiteto jesuíta Juan Krauss. A conclusão das obras em 1722 deve-se aos arquitetos jesuítas Andrés Bianchi e Juan Bautista Prímoli.

Neste post vamos analisar a fachada do tempo, mas também lembrar a chegada dos primeiros jesuítas a Buenos Aires e a chegada do primeiro Papa Jesuíta ao Vaticano: O Papa Francisco, o primeiro pontífice não europeu em mais de 1200 anos.

Continue lendo “Igreja San de Ignacio de Loyola – PARTE II: Os primeiros jesuítas que chegaram a Buenos Aires”

BARES NOTABLES de Buenos Aires: O Bairro de Almagro

Almagro é como um dos bairros mais tradicionais da cidade e intimamente relacionados ao tango e aos cafés típicos de Buenos Aires. Muitos dos grandes nomes do tango circulavam por suas ruas e bares, e tem o privilégio de ser o primeiro palco que Carlos Gardel ouviu cantando em um bar localizado na Avenida Rivadavia 3824. Também neste bairro se encontra a Casa Salesiana Pío IX onde ele estudou.

Devido à proximidade do bairro de Almagro com o vizinho Mercado do Abasto, o cantor Carlos Gardel era um visitante frequente de seus bares. Em 1930, gravou um tango chamado Almagro, com letra de Iván Diez e música de Vicente San Lorenzo. Continue lendo “BARES NOTABLES de Buenos Aires: O Bairro de Almagro”

Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte IV

v

O patrimônio imaterial ou intangível é aquele que se relaciona com a maneira como os diferentes grupos sociais se expressam por meio de suas festas, saberes, fazeres, ofícios, celebrações e rituais. As formas tradicionais e artesanais de expressão são classificadas, por serem importantes formadoras da memória e da identidade dos grupos sociais, contendo em si, os múltiplos aspectos da cultura cotidiana de uma comunidade, bem como o caráter não formal de transmissão dos saberes, ou seja: a oralidade.

O Bëtscnaté inclui os rituais preparatórios que se estendem até o dia da celebração do Grande Dia da tradição da comunidade indígena Camëntsá, manifestada nos ensinamentos dos antepassados, parentes, parentes, amigos e anciãos.

A Pintura Viva é uma expressão popular feita por atores espontâneos, principalmente jovens. É uma representação pública e efêmera que tem a rua como teatro, as temáticas são geralmente de natureza religiosa, moral, histórica e às vezes satírica que se realiza todo ano no município de Galera.

No âmbito musical destacamos as singulares vocês relacionadas as tarefas de trabalho com gado em fazendas e rebanhos nas planícies colombianas venezuelanas, onde o “LLanero” (gaúcho) conduze ao gado com diferentes vocês e gritos. E obviamente também esta o ritmo “vallenato“, um ritmo que adoro e que se fez popular a traves de consagrados artistas colombianos. Continue lendo “Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade na Colômbia: Os bens culturais nomeados pela UNESCO – Parte IV”