Basílica Nossa Senhora do Pilar – Parte II: O segundo templo mais antigo da cidade de Buenos Aires

Centro_Cultural_recoletos_Franciscanos_Ombúes_Virgem_Cemitério

Localizada junto ao cemitério, a Igreja do Pilar é a segunda mais antiga da cidade. Sua história começou em 1708, quando foi construída como igreja e convento para receber os frades “Recoletos” da Ordem Franciscana, que vieram da Espanha.

E foi assim que surgiu o nome do bairro: Recoleta.

Também conheceremos as histórias de Juan de Narbona e Torcuato de Alvear, as duas pessoas que mais fizeram para transformar o bairro da Recoleta em um dos mais distinguidos e aristocráticos da cidade de Buenos Aires.

Continue lendo “Basílica Nossa Senhora do Pilar – Parte II: O segundo templo mais antigo da cidade de Buenos Aires”

ESTRADA REAL: Igreja São Francisco de Assis, o Cartão Postal de Ouro Preto – Parte I

Minas Gerais_Irmandade_Unesco_ Patrimônio_Estrada Real_Arquitetur_Bbarroco_Aleijadinho_Humanidade

A Igreja da Ordem Terceira de São Francisco de Assis de Ouro Preto localizada no Largo do Coimbra, na parte oriental do Morro de Santa Quitéria, é considerada como o melhor exemplar do Barroco Mineiro é uma das primeiras expressões artísticas originalmente brasileiras.

A fachada da igreja é uma das maiores inovações da arquitetura colonial. O Mestre Aleijadinho criou um monumental jogo de esculturas em pedra sabão para o destaque da portada. Vista de frente, com seu desenho arredondado, a igreja apresenta duas torres igualmente arredondadas, uma novidade para a época.

Nesta primeira parte vamos a acompanhar o processo de construção da igreja e seus artistas, para familiarizarmos com os canteiros de obras de Vila Rica que  funcionavam como uma oficina onde ocorriam trocas de experiências, saberes e técnicas construtivas, entre os diversos profissionais que atuavam nas construções  religiosas. Continue lendo “ESTRADA REAL: Igreja São Francisco de Assis, o Cartão Postal de Ouro Preto – Parte I”

Igreja San de Ignacio de Loyola – Parte I: Manzana de las Luces

Manzana_Luces_Luzes_Companhia de Jesus_Jesuitas_America_Colégio_Expulsão_Francisco_Papa_Basilica_Centro Historico

A “Manzana de las Luces”, é uma área do centro de Buenos Aires conhecida como o berço da intelectualidade da cidade.

“Manzana” em português é maçã, mas na Argentina pode significar também uma quadra ou quarteirão.  Todo o conjunto de construções da Manzana é considerado Monumento Histórico da Argentina.  É um local-chave durante os diferentes períodos históricos do país, pois foi sede de instituições ligadas ao seu desenvolvimento cultural, educacional e religioso.

Para entender um pouco mais da história desse centro arquitetônico histórico, vale a pena descrever cada um dos edifícios e instituições que compõem-na, entre elas a Igreja San Ignacio de Loyola, a primeira igreja fundada na cidade de Buenos Aires. Continue lendo “Igreja San de Ignacio de Loyola – Parte I: Manzana de las Luces”

Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte I: A Ordem dos Pregadores Dominicanos na Argentina

Invasiones_Inglesas_Belgrano_Monserrat_Dominicos_Monumento_Histórico_Nacional_Patrimonio_colonial_San Telmo_arquitetura_lighting_design

Percorrendo o bairro de Monserrat e sua elegante Avenida Belgrano, chego à esquina da rua Defensa, aquela que os dias domingo se transforma em uma feira muito popular no bairro contíguo de San Telmo.

Nessa esquina (Av. Belgrano e Defensa) fica a igreja e o convento da Ordem dos Pregadores Dominicanos. O nome correto é Basílica de Nossa Senhora do Rosário e Convento de Santo Domingo, muitas vezes denominada abreviadamente como Basílica do Rosário (Santo Domingo).

A avenida não apenas homenageia o General Manuel Belgrano, herói da revolução e independência da Argentina, como assim também faz o átrio da Basílica onde se encontra o mausoléu do herói da pátria e criador da bandeira nacional argentina.

Curiosamente, neste local são exibidas as bandeiras conquistadas durante as batalhas contra o exército inglês nas chamadas invasões inglesas de 1806 e 1807. Continue lendo “Basílica e Convento de Santo Domingo – Parte I: A Ordem dos Pregadores Dominicanos na Argentina”