Basílica de San José de Flores – Parte III: Imaginaria do templo do único São José coroado em America do Sul

A igreja de São José de Flores, foi elevada a Basílica em 20 de janeiro de 1912, pelo Papa Pio X. A velha imagem de São José que se encontra no camarim (capela lateral) é uma das poucas pecas que sobraram do antigo templo.

Outra data marcante desta igreja foi em oportunidade da coroação da imagem de São José que está no Altar-Mor, que aconteceu em 28 de outubro de 1956. É a única imagem de San José coroada pelo Decreto Vacano na América do Sul. Na América são duas, a de Flores e a outra em Montreal, Canadá. Continue lendo “Basílica de San José de Flores – Parte III: Imaginaria do templo do único São José coroado em America do Sul”

IGREJA NUESTRA SEÑORA de BUENOS AIRES – PARTE II: A nova igreja da Ordem dos Mercedários no bairro de Caballito

Este belo exemplar do estilo neogótico-lombardo destaca-se não só por suas grandes proporções, mas também pela beleza da decoração interior do templo.

Neste post veremos como a Ordem da Misericórdia sofreu as consequências da Lei da Reforma do Clero (1822), que levou ao quase extermínio das ordens religiosas em Buenos Aires. Graças à Sra. Celina Bustamante de Belíritutegui, que doou um grande terreno em 1893, os padres mercedários construíram sua nova igreja no bairro de Caballito: Iglesia Nuestra Señora de Buenos Aires, proclamada basílica pelo Papa Pio XI, em 10 de fevereiro de 1936. Continue lendo “IGREJA NUESTRA SEÑORA de BUENOS AIRES – PARTE II: A nova igreja da Ordem dos Mercedários no bairro de Caballito”

IGREJA NOSSA SENHORA de BUENOS AIRES – PARTE I: O estilo neo-gótico da maior igreja da cidade

Construída entre os anos 1911-1932, é um belo exemplar do estilo neo-gótico, construído pelo arquiteto salesiano Ernesto Vespignani, também autor das igrejas do Santísimo Sacramento (bairro do Retiro) e da basílica de Maria Auxiliadora (bairro de Almagro).

O monumental templo de Nossa Senhora de Buenos Aires foi dedicado à Virgem de Bonaria ou Buen Ayre, imagem que acompanhou Pedro de Mendoza em sua expedição ao Rio da Prata e de cujo nome deriva o nome atual da cidade de Buenos Aires.

O templo foi inaugurado em 3 de dezembro de 1932 e restaurado no início dos anos 1990.

Continue lendo “IGREJA NOSSA SENHORA de BUENOS AIRES – PARTE I: O estilo neo-gótico da maior igreja da cidade”

BASÍLICA de SAN JOSÉ de FLORES – PARTE II: O novo e definitivo templo construído no bairro de Flores

Em 4 de maio de 1879, a pedra fundamental do novo templo foi lançada. O risco esteve a cargo dos arquitetos italianos Benito Panunzi e Emilio Lombardo. A construção foi executada pelos arquitetos Andrés Simonazzi e Tomás Allegrini.

Em 18 de fevereiro de 1883, após 3 anos e 9 meses, foi inaugurada a atual Igreja de San José de Flores. A rápida conclusão da obra foi produto da eficiente ação da comissão encarregada de arrecadar fundos, composta por membros de famílias mais abastadas do bairro de Flores. Continue lendo “BASÍLICA de SAN JOSÉ de FLORES – PARTE II: O novo e definitivo templo construído no bairro de Flores”

OURO PRETO (MG): Igreja N S das Mercês e Misericórdia – Parte II: A Mercês de Cima e interior do Templo

Mercês de cima_Nossa Senhora das Merces_Estrada Real_Brasil_Minas _Gerais_Unesco_Patrimonio_Humanidade

O altar-mor é ocupado pela imagem da padroeira Nossa Senhora das Mercês e os nichos laterais pelos santos fundadores da Ordem Mercedária, São Pedro Nolasco e São Raimundo Nonato, do mesmo modo que acontece na “Mercês de Baixo” (cujo nome correto é Nossa Senhora das Mercês e Perdões), situada nas baixadas do bairro dos Paulistas e vinculada á Matriz Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias.

A decoração interna é de grande simplicidade, mas uma grande lista de artistas experientes contribuíram na construção e acabamento desta singular igreja de torre única.

Ë o passo obligado para quem vem ou vai pra rodoviária, próxima da Praça Tiradentes, ele é um dos primeiros templos que o visitante encontra ao chegar a Ouro Preto. O seu adro conforma um mirante com uma vista impressionante da cidade. Continue lendo “OURO PRETO (MG): Igreja N S das Mercês e Misericórdia – Parte II: A Mercês de Cima e interior do Templo”

A Basílica Nossa Senhora do Socorro – Parte III: O interior do Templo

Igreja_Iglesia_Retiro_Argentina_Patrimonio_Parroquia_Cristo_Señor_Milagros_Misa Criolla_Segade _Cantoría del Socorro

Os vizinhos do bairro de Retiro adquiriram de um camelô uma bela imagem de Jesus Crucificado que ele carregava descuidadamente em sua carruagem. Aparentemente, o dinheiro não dava para pagá-lo, por isso eles solicitaram ajuda ao bairro, que de bom grado os ofereceu. A imagem sagrada adquiriu fama a traves de sues milagres concedidas. Em 1803 a famosa imagem é trasladada a este templo.

Em 12 de fevereiro de 1898, o Papa Leão XIII a declarou Basílica Menor, sendo o primeiro templo em nosso país a alcançar esta distinção eclesiástica. Continue lendo “A Basílica Nossa Senhora do Socorro – Parte III: O interior do Templo”

Basílica de San José de Flores – Parte I: O antigo Templo de Flores

A primitiva capela e a praça foram o núcleo em torno do qual começou a crescer o bairro de Flores. A igreja de Flores contou com um antigo templo inaugurado em 1831, mas infelizmente ele se deteriora progressivamente apesar das constantes reparações. A construção da atual igreja começou em 1879 e foi inaugurada em 18 de fevereiro de 1883. Continue lendo “Basílica de San José de Flores – Parte I: O antigo Templo de Flores”

Paróquia de Nossa Senhora de Balvanera – Parte I: O Santuário de San Expedito

Parroquia_Santuário_Once_Buenos_Aires_Argentina_Colegio_San José_Miserere_Betharran_Fusilier_Património Histórico_Virgen

Na esquina das ruas Bartolomé Mitre e Azcuénaga, o santuário original foi elevado à categoria de paroquia em 1 de abril de 1833. A igreja começou a funcionar em maio desse mesmo ano sendo a 12ª freguesia construída na cidade de Buenos Aires, a única fundada durante o governo de Juan Manuel de Rosas. Ao longo dos anos mereceu reformas e restauros, tornando-se num edifício de grande valor histórico e arquitetônico, pelo que constitui atualmente um importante Património Histórico da cidade.

O templo foi recentemente restaurado realçando a beleza de seu interior e cúpulas. Continue lendo “Paróquia de Nossa Senhora de Balvanera – Parte I: O Santuário de San Expedito”

IGREJA NOSSA SENHORA da MERCED – PARTE I: A chegada da Ordem dos Mercedarios a Buenos Aires

Virgen Merced_Mercedes_Virgem Mercês_Argentina_Patrimonio_ Batalla Tucumán_Nossa Senhora Mercês_San Nicolas_Convento_mercedários

Localizada na esquina das ruas Reconquista e Perón, na igreja de Nossa Senhora da Merced, outra esquina, virada para a Praça de Maio, típica das igrejas coloniais de Buenos Aires.

A principal diferença entre a primeira e a segunda fundação de Buenos Aires é que a primeira chegou de navio, vinda da Espanha, enquanto a segunda chegou por terra, do interior do continente, vinda de Cuzco e Chile.

A irmandade dos Mercedarios esteve presente em ambas. Os freires da primeira expedição acabaram indo para Asuncion, Paraguay. Na segunda fundação Juan de Garay se deu preferência aos franciscanos e dominicanos, para finalmente  os mercedários conseguir construir seu próprio templo e convento. No inicio de 1600 a vida era dura em Buenos Aires. Só tenha o Forte junto à Catedral como referência na atual Plaza de Maio. Tudo na volta era accessível apenas a través de caminhos em mal estado, aguaceiros e matadouros de gado. Morar em Buenos em aqueles tempos era tipo morar nos tempos medievais … o Vice-reinado do Rio da Plata só seria estabelecido em 1776.

Vamos conhecer neste post a história da chegada da Ordem dos Mercedarios em Buenos Aires.

Continue lendo “IGREJA NOSSA SENHORA da MERCED – PARTE I: A chegada da Ordem dos Mercedarios a Buenos Aires”