Revista Museus: Museu do Amanhã, Rio de Janeiro

Novo ícone da revitalização da região portuária do Rio de Janeiro, o Museu do Amanhã nasce na Praça Mauá como um museu de ciência que se dedica a explorar, pensar e projetar as possibilidades de construção do futuro.

O Museu do Amanhã é primeiro projeto no Brasil do celebrado arquiteto espanhol Santiago Calatrava. As obras de fundação começaram em agosto de 2010 e foi inaugurado em 17 de dezembro de 2015 com a presença da presidente Dilma Rousseff. O museu foi parte do projeto de renovação da área portuária da cidade para as Olimpíadas de 2016.

 

Download

 

O museu examina o passado, apresenta tendências do presente e explora cenários possíveis para os próximos 50 anos a partir das perspectivas da sustentabilidade e da convivência.

Com design arrojado e cobertura metálica de 3.810 toneladas, o museu exigiu equipamentos de vanguarda no Brasil, com a importação de maquinário necessário para dar formas fluidas ao concreto, matéria-prima principal do edifício.

Entre as ações de arquitetura estão a utilização de água da Baía de Guanabara no sistema de ar condicionado e a captação de energia solar através de painéis fotovoltaicos instalados na obertura do edifício, elas representam um exemplo destacado do uso racional de recursos naturais aplicado ao design de museus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *