DIAMANTINA (MG): Igreja São Francisco de Assis – Parte IV: Sarau de Arte Miúda

Diamantina é conhecida como a cidade musical de Minas Gerais. O historiador Erildo Antônio Nascimento de Jesus, diz que em todas as famílias da cidade existe pelo menos um músico, e não é à toa que também é conhecida como a “Capital Brasileira da Seresta”.

De acordo com a Secretaria Municipal de Turismo, Diamantina recebe cerca de 150 mil turistas por ano. A Vesperata é outro atrativo musical que o turista não pode perder. O show acontece ao ar livre, na Rua da Quitanda, no centro histórico da cidade com a particularidade de que os músicos se posicionam nas varandas dos velhos casarões.

Mas sem duvidas uma das grandes surpresas na minha visita a Diamantina foi assistir o “Sarau de Arte Miúda” que acontece na belíssima Igreja São Francisco de Assis. Um local diferente, um show diferente, representado por alunos da Escola de Arte Miúda a apresentação mixtura a intervenção de magníficos músicos instrumentistas, o coral de jovens e desfile de figurinos da época colonial. Um momento inesquecível, digno de recomendação.

Escola de Arte Miúda


A Escola de Arte Miúda é um dos referentes culturais de Diamantina há 32 anos. Música, teatro, artes plásticas e dança encontram-se no Curso Livre de Artes Integradas que recebe adolescentes e crianças a partir de 3 anos de idade.

A sede da escola é um velho casarão tombado pelo Iphan que foi restaurado em dezembro de 2015. A obra executada pelo Departamento de obras públicas (DEOP), por determinação do então governador Pimentel incluiu a substituição do telhado, pintura externa e interna, construção de rampa para acessibilidade, com um total de R$ 802 mil reais de investimento.

A diretora Soraia Ferreira

A Arte Miúda desenvolve um Projeto de Memória Musical com o objetivo de resgatar e divulgar a cultura musical de Diamantina, principalmente com repertório rico em chorinhos, a tradicional serenata, serestas e coretos.

Fundado em 1988 por Soraya Araújo Ferreira Alcântara e Maria Eunice Ribeiro Lacerda, desenvolve um trabalho integrado de artes cênicas, plásticas e musicais com o objetivo de despertar o interesse e a sensibilidade dos alunos pela arte.

O Sarau de Arte Miúda


O Sarau de Arte Miúda acontece na belíssima Igreja São Francisco de Diamantina, são especialmente produzidos pela Escola de Música Arte Miúda, se constituindo em concertos integrados pelas crianças e jovens que lá estudam. A Arte Miúda possibilita um encontro inesquecível com boa música, regido como diretora artística pela maestrina Soraia, que revive de forma encantadora e envolvente os antigos saraus diamantinenses.

Da para ver que Soraia Ferreira é uma mulher empreendedora. Esta Diamantinense acreditou que por meio da música, dedicação e amor poderia fazer das crianças locais pequenos grandes músicos. Ela conseguiu. Hoje o coral dos pequeninos é fantástico e vivenciar um evento feito por eles é inesquecível.

O espetáculo musical alterna as intervenções de um belo coral com a participação de diferentes instrumentistas de alta escola. Instrumentos de cordas e vento envolvem a nave da igreja e elevam o canto do coral conformado por alunos adolescentes da escola.

No transcurso da apresentação a diretora descreve a narrativa das músicas e comanda como uma verdadeira diretora de orquestra um grupo enorme de jovens artistas. O espetáculo integra todos os espaços desta maravilhosa igreja franciscana. As melhores cantoras fazem sua intervenção desde o Púlpito e a parte alta do Coro da Igreja.

video 1

No final, as portas da igreja se abrem e o espetáculo encerra com um desfile de figurinos representando a distintos personagens da sociedade diamantina setentista. O Imperador, Chica da Silva e um divino anjo representado por uma belíssima menina que ganha automaticamente os corações de todos os que assistimos aquele grande espetáculo.

 

video 2

 

O Arte Miúda tem como madrinha Maria Estela Kubitschek Lopes, filha de JK. Só quem visitou Diamantina e viu as apresentações do Arte Miúda pode compreender e apreciar a qualidade desta apresentação artística.

Vesperata e o Sarau de Arte Miúda


Na cidade que respira música, a prática de dispor músicos em sacadas de casarões já era recorrente no Século XVIII. Segundo os pesquisadores Antônio Carlos Fernandes e Wander da Conceição, uma música específica denominada “La Mezza Notte” possuía uma linha de composição que inspirou um maestro a destacar os blocos de solistas nas sacadas e janelas dos casarões para executá-la. Inspirada nessa prática a famosa Vesperata, concerto musical realizado a mais de 23 anos na Rua da Quitanda, com a participação da Banda Mirim Prefeito Antônio de Carvalho Cruz e Banda do 3º Batalhão da Policia Militar, reitera a formação histórico musical do município e sua vocação para a música e para o turismo.

 

Para os turistas desenfreados que gostam beber cerveja a noite toda recomendo guardar compostura, pois Arte Miúda acontece no dia seguinte da Vesperata e para conseguir uma boa ubiquação dentro da igreja deveram estar no adro da mesma por volta das 9 hs da manhã.

O Sarau de Arte Miúda acontece todos os domingos seguintes às Vesperatas

A escola tem como objetivo despertar o interesse e a sensibilidade dos alunos pela arte, propiciando um ambiente adequado para o desenvolvimento da criatividade e a possível descoberta do talento artístico. A escola tem 240 alunos, entre crianças, jovens e adultos. Dentre os cursos oferecidos estão os de instrumentos, musicalização infantil, teoria musical, canto coral, balé e artes plásticas.

“O nosso papel é pesquisar, resgatar, estudar e divulgar a historia musical de Diamantina. Alias, pelo Projeto Adoção fazemos uma pesquisa nas escola em busca de novos talentos musicais. Assim, as crianças mais carentes ganham a oportunidades de assistir à escola em forma gratuita”, diz a diretora Soraia Ferreira.

 

fonte:

  • https://diamantina.mg.gov.br/eventos/sarau-da-arte-miuda/
  • https://aconteceunovale.com.br/portal/?p=89599
  • http://www.asminasgerais.com.br/diamantina/tecer/arte_miuda/index.htm

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.