Embelezamento de Cidades: Este ano Cartagena tem problemas com sua iluminação de Natal

A poucos dias do início da alta temporada a Cartagena das Índias não possui os recursos nem tem um projeto claro para a montagem das luzes de Natal.

Enquanto em algumas cidades do país, até essa data, começou a instalação de enfeites relacionados ao Papai Noel, a chegada do Menino Jesus, entre outras imagens típicas desses festivais tradicionais, em Cartagena, a iluminação pública de Natal ainda é uma incógnita.

Embelezamento de Cidades

Segundo alguns estudos, até 2020, a população mundial vivendo em grandes centros urbanos chegará a 60%, o que mostra uma grande necessidade de aprimoramento das áreas de uso público, com melhorias profundas na infraestrutura e equipamentos urbanos, que transformem a cidade em um ambiente convidativo e inspirador para seus habitantes, a ponto de gerar orgulho e criar uma identidade única que seja capaz de alavancar a economia e o turismo em pontos estratégicos da malha urbana.

Esse processo de urbanização sem precedentes tem incentivado as municipalidades/prefeituras a investirem em projetos de embelezamento urbano, onde a iluminação é protagonista transformando monumentos, estruturas viárias, fachadas e áreas de praças e parques em verdadeiros marcos urbanos, que trazem identidade e unicidade para aquela localidade.

A adoção de sistemas de Iluminação Pública corretos e com um bom desenvolvimento do Projeto Luminotécnico ajuda a criar uma identidade única para a cidade. Para isso é preciso um Plano Diretor de Iluminação Pública que funcione como um instrumento de gestão urbana onde o município administra a iluminação noturna de forma unificada e estratégica.

A iluminação urbana deve adaptar-se á realidade social de cada cidade, na procura da valorização da paisagem noturna, a segurança pessoal e das vias de transito, como assim também, os bens Patrimoniais. Antes a Iluminação Pública (IP) era considerada apenas como iluminação funcional , essencialmente para a iluminação de vias de trânsito e espaços públicos.

Hoje em dia, um projeto de IP implica um conceito bem mais amplo, pois diz respeito à segurança, ao bem-estar do cidadão, à eficiência e otimização da manutenção, além, é claro, do embelezamento das cidades durante o período noturno.

Cartagena: Iluminação de Natal

No ano passado, a administração do prefeito Pedrito Pereira correspondeu à iluminação da cidade, que recebeu bons comentários. Quase 4 milhões de luzes LED integraram 80 os quilômetros da rota de iluminação de Natal em Cartagena com quatro milhões de luzes LED para iluminação decorativa. As luzes foram instaladas graças a Prefeitura de Cartagena, liderada pelo prefeito Pedrito Pereira Caballero e a gerente social Eliana Bustillo e 32 patrocinadores.

A Catedral  de Santa Catalina de Alejandría

A Catedral  de Santa Catalina de Alejandría está localizada no centro histórico de Cartagena no canto leste do Parque de Bolívar, na Praça da Proclamação, e é a Sede Episcopal do Arcebispo de Cartagena, uma das mais antigas sedes e catedrais da América.

A Catedral de Cartagena das Índias não é apenas importante por ser um edifício isolado, mas também por ser um modelo na costa do Caribe da América do Sul da construção de muitas outras igrejas que repetiram seu esquema básico.

A linda cúpula, adornada com belas cores e iluminada à noite, serve de farol e representa uma das jóias mais destacadas da cidade amuralhada.

O pôr do sol em Café del Mar

Uma das atrações imperdíveis para quem visita Cartagena é o icônico bar Café del Mar, enquanto observa o espetacular pôr do sol sobre o Caribe.

Colômbia_Centro Historico_Muralla_Restaurante_Música_night_Noche_Gastronomía_Tendencias

Cartagena tem 11km de muralha que você pode caminhar e admirar a cidade por um ângulo diferente. Em alguns pontos a muralha é cortada, então você precisa continuar pela cidade e depois subir novamente para continuar o passeio. O Café del Mar fica em cima da muralha da cidade, com vistas para o Mar do Caribe e mesas perfeitas para assistir ao pôr do sol.

A Plaza Bolivar

A Plaza Bolivar tem uma localização central no centro histórico de Cartagena. Ao redor dela você encontra diversos pontos de interesse importantes, como o Museu da Inquisição, o Museu do Ouro, o Museu da Esmeralda e a Biblioteca de Cartagena.

A.praça foi decorada com arranjos de borboletas que penduravam dos frondosos árvores que nela se encontram.

Torre do Relógio

Torre do Relógio é um dos principais cartões postais de Cartagena, está localizada no principal portão de acesso da cidade murada.

No passado, o local era onde ficava uma ponte de madeira que ligava a cidade histórica ao hoje bairro de Getsemaní. A Torre do Relógio só veio a existir no século XVIII.

O relógio original veio dos Estados Unidos e foi instalado em 1874. Por lá ele permaneceu por 63 anos, quando foi substituído pelo relógio atual, que veio da Suíça.

Plaza de la Aduana

Na Praça da Alfândega, foi instalado um túnel de 40 metros, uma estrutura com instalações interativas, música e show de luzes, onde todos ficavam  tentados a entrar.

É uma praça muito bonita e espaçosa, cheia de casas coloridas e com uma estátua de Cristóvão Colombo no centro. O fundador da cidade, Pedro de Heredia, morava ali, onde ainda existe sua casa. Ë a maior e a mais importante praça da cidade devido aos prédios administrativos que funcionavam ao seu redor enquanto foi colônia.

Na Baía de Cartagena, havia uma árvore flutuante com o efeito de luzes coloridas, e no Camellón de los Mártires havia uma cortina de luzes interativas.

O bairro Getsemaní 

Getsemaní era uma ilha que ficava em frente da cidade murada, separada pelo antigo Caño de San Anastasio, um canal que foi aterrado, transformando-se no atual bairro de La Matuna. O bairro Getsemaní  se encontra do lado de fora dos muros do centro histórico, que antigamente era considerado a periferia da cidade.

Um lugar colorido, de ruas estreitas, casas floridas e muita boêmia

No final da década de 1940, Gabriel García Márquez costumava frequentar o bairro Getsemaní, em Cartagena das Índias, para conversar com pescadores, visitar os mercados locais e abastecer com as histórias que escutava ali sua fértil imaginação.

Getsemaní, é um famoso bairro de Cartagena conhecido por ser o destino preferido dos mochileiros. O bairro é repleto de hosteis, que normalmente são bem mais baratos do que os localizados no interior da cidade murada.

Política e Alumbrado Público

Como a estação do final e do início do ano é de especial importância para Cartagena, uma vez que sua vocação turística aumenta nesses tempos, com visitantes que demandam um grande número de serviços turísticos, para o Distrito é importante preparar a cidade e a iluminação de Natal faz parte dessa organização.

Nesse contexto, era a empresa Eletricaribe responsável pela gestão da iluminação de Natal, mas, como estava em uma situação de intervenção da Superintendência de Serviços Públicos Domiciliarios, decidiu-se identificar uma empresa do setor elétrico com a qual poderia ser executada uma estratégia público-privada que permitisse a implementação de um projeto de iluminação no final do ano, atraindo principalmente recursos privados.

Por isso, foi recebida uma proposta de projeto, desenvolvimento, instalação, manutenção e desmontagem da iluminação de Natal do final de 2019 e início da temporada 2020, apresentada pela empresa Gemsa S.A. uma empresa mista de serviços públicos, posicionada no setor de energia, cujo maior acionista é o Governo Nacional (90% por meio do Ministério das Finanças).

Quanto custa: A grande pergunta

O custo do acordo para alcançar a iluminação dos 42 pontos contemplados na cidade é de quase 13 bilhões de pesos. O Distrito comprometeu-se a ceder a quantia de US $ 2.385 milhões para fins de iluminação de Natal que a concessionária de Iluminação Pública de Cartagena deve realizar.

“Os recursos restantes devem ser alcançados por meio da gestão comercial que a Gemsa S.A. deve liderar com as diferentes empresas e organizações que desejam financiar parcialmente o projeto de iluminação de Natal de Cartagena para o período 2019-2020 ”, explicou o prefeito Pedrito Pereira.

Segundo o prefeito, o Gensa foi proposto a pagar inicialmente em 10 parcelas, mas não aceitou; Em seguida, o pagamento foi proposto em três parcelas, mas a empresa também não aceitou.

O Gensa, que está no setor elétrico desde 1993, exige o pagamento integral do projeto pela administração cessante, porque não deseja cobrar depois á nova admiração de William Dau. Hoje Gensa diz que não há tempo para fazer o investimento e avançar na montagem da iluminação de Natal para a Cidade Heróica.

Mas na nova administração do prefeito eleito William Dau, que nas eleições regionais de 2019 chegou à prefeitura de Cartagena com 28,87% dos votos, eles têm outra visão.

Armando Córdoba, ex-candidato a prefeito e hoje o braço direito de William Dau, no cruzamento com o governo cessante, por exemplo, critica o fato de que em Bogotá, maior que Cartagena, sua iluminação de Natal custa US $ 8.000 milhões, “aqui eles fizeram um contrato por US $ 13 bilhões em iluminação. Sobre custos puros … ”, disse Armando Córdoba.

William Murra, gerente da empresa interveniente, diz que não entende por que, se a concessionária já sabia do dinheiro destinado à iluminação de Natal e o contrato expirar no próximo ano em janeiro, porque eles propuseram ao Distrito pagar a obrigação de iluminação de Natal em parcelas.  Primeiro em 10 e depois em 3 parcelas.

A auditoria do contrato de Concessão de Iluminação Pública foi especificada para esclarecer a situação e propor ao Distrito alternativas que facilitem a iluminação de Natal.

 

fonte:

  • https://www.cartagena.gov.co
  • https://www.eluniversal.com.co
  • https://revistapotencia.com.br/iluminacao/a-luz-embeleza-e-empodera-as-cidades/

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *