O VELHO ARMAZÉM: TANGO SHOW no bairro de San Telmo

Esta esquina respira Tango: Farois, paralelepípedos, um pedaço do bairro colonial de San Telmo que oferece um Show de Tango de primer nível. Como todos os espetáculos denominados “Tango Show”, o local reúne uma destacadíssima proposta gastronómica que atende aos centos de turistas que visitam esta emblemática esquina de San Telmo.

Em 2009, o local estreou outro espaço em um prédio em frente às instalações clássicas que o cantor Edmundo Rivero tenha criado em 1969, atendendo á demanda e o crescimento do turismo. Assim deram origem a um conjunto gastronômico formado por três restaurantes, bar e terraço VIP.

Depois de desfrutar de um jantar gourmet os visitantes atravessam a estreita Rua Balcarce para se submergir neste histórico local. Um espaço que mantém a atmosfera original e contém milhares de memórias, anedotas e histórias de personagens de renome do Tango Argentino.

Bar Viejo Almacén


O prédio onde fica o El Viejo Almacén foi construído em 1769, e naquela época ele era usado com um armazém. Com o tempo, o tamanho da construção foi aumentando e ela acabou sendo usada para várias finalidades, como hospital, alfândega e bar.

Já em 1969, Edmundo Rivero, cantor e compositor, transformou o local em uma casa de tango, que hoje é a mais antiga ainda em funcionamento em Buenos Aires.

O local foi aberto em 1969 pelo cantor, guitarrista e compositor de tango Edmundo Rivero

Grandes expoentes do tango se aproximaram deste local: Aníbal Troilo, Osvaldo Pugliese, Roberto Goyeneche, entre muitos outros, dispersaram seus talentos, que foram apreciados e aplaudidos por inúmeras personalidades, entre as quais o rei Juan Carlos e a rainha Sofia da Espanha e muitas personalidades de diferentes nações do EL VIEJO ALMACÉN no reduto de tango mais importante de Buenos Aires.

Entre 1993 e 1996, o local fechou por problemas financeiros, mas no início de 1996 foi reaberto pelo empresário Luis H. Veiga, então presidente do Club Atlético Argentinos Juniors, que decidiu transformar a tanguería tradicional em um complexo gastronômico internacional com o melhor show de tango tradicional de Buenos Aires.

Uma esquina de Tango


Em 2009, na véspera de seu aniversario numero quarenta o local estreou outro espaço em um prédio em frente às instalações clássicas que o cantor Edmundo Rivero tenha criado em 1969.

Dada a demanda e o crescimento do turismo, as autoridades do Viejo Armazém adquiriram uma propriedade na esquina em frente à tanguería para expandir mais serviços. Assim, qqueles que assistirem ao Show de Tango com o jantar incluso, no novo local terão a oportunidade de comecar sua experienca no térreo do edifício chamado “Lobby Bar”. Enquanto isso, no primeiro andar, fica o restaurante Buenos Aires Querido, no segundo andar fica o restaurante Bandoneón,e no terceiro, o El Mirador (VIP), com varanda com capacidade para 65 pessoas. As reformas do novo prédio foram realizadas pelo arquiteto Marcelo González, e a decoração foi criada por Martín Roig.

O local conta com quatro espaços diferentes, projetados para eventos sociais e corporativos:

Lobby bar


No piso térreo deste canto colonial fica o Lobby Bar, um espaço informal com um bar importante, com 2 salas de estar e várias mesas no estilo tradicional de restaurante.

Livros de tango e objetos de época, como uma antiga fonola colorida, tornam este espaço um ambiente tanguero e mágico

Possui duas entradas diferentes e capacidade para almoço ou jantar de 50 pessoas sentadas e 80 pessoas do tipo coquetel.

Mi Buenos Aires querido


No primeiro andar, esta a grande sala original, com paredes de tijolos expostos, onde grandes espelhos de madeira e janelas antigas se destacam.

As mesas e cadeiras vintage complementam esse ambiente especial com capacidade para almoçar ou jantar para 145 pessoas e para coquetéis para 200 pessoas.

Bandoneon


No segundo andar, fica a sala Bandoneón, ideal para eventos de todos os tipos.
Com diferentes estilos de montagem, mesas imperiais, salas de estar, auditório, e mesa em U, esta sala é solicitada para os mais importantes eventos corporativos e sociais.

Possui palco para shows, pista de dança e bar

Possui capacidade para almoços ou jantares de 120 pessoas, coquetel para 150 pessoas, jantar com pista de dança para 80 pessoas e auditório para 100 pessoas.

Mirante


No último andar, o quarto mais temático. Ambientado em tango puro, com paredes de tecido e cadeiras vestidas em harmonia de cores.

Uma poltrona impressionante de rubi acompanha a estética cuidadosa e um vitral com a imagem do Viejo Almacén destaca sua distinção.
Sua varanda com terraço é ideal para desfrutar de uma vista maravilhosa da cidade de Buenos Aires em todo o seu esplendor.

O El Viejo Almacén é diferente das outras casas de tango, pois o jantar, que começa às 20:00, acontece em um prédio separado. Nesse salão eles servem uma entrada, um prato principal e bebidas. O cardápio a la carte muda no pacote tradicional e no VIP, mas nos dois casos ele é bem variado e conta com salada, empanada, carne, salmão, massa, frango, risoto, opção vegetariana, entre outras coisas.

Depois de comer, o público atravessa a rua e vai para a casa de show em si (que é um pouco apertada). Lá, quem adquiriu o pacote VIP vai para o balcão e quem comprou o tradicional fica no mesmo nível do palco. Além disso, ali também há bebidas a vontade.

Show de Tango


Depois de desfrutar de um jantar gourmet nas salas imponentes do restaurante, os visitantes atravessam a estreita rua Balcarce para se localizarem neste local histórico, emoldurado pelas chamadas casas coloniais.

Um espaço que mantém a atmosfera original e contém milhares de memórias, anedotas e histórias de personagens de renome que já ocuparam uma mesa.

Graças à sua distribuição privilegiada de um andar principal e um primeiro andar que varre a sala de estar com seus antigos trilhos originais, a Tanguería permite que você desfrute de um show místico e íntimo de qualquer um de seus lugares.

O show no El Viejo Almacén é bem autêntico. Ele começa às 22:00, tem a duração de uma hora e quarenta e conta com 4 casais de excelentes dançarinos, uma orquestra com seis músicos ótimos e dois cantores (um homem e uma mulher). Tudo ali é bem tradicional, desde as roupas usadas até as músicas que são apresentadas.

“A alta temporada vai de setembro a abril”, quando eles têm uma ocupação de 90% de suas 200 cadeiras, das quais 70% são estrangeiras, em tanto que “a baixa temporada ocorre entre maio e junho” quando o fluxo de público diminui.

 

fonte:

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *