El Beso: O Tango e Milongas de Buenos Aires

O tango é algo tão valorizado, e não somente na Argentina, que foi declarado até mesmo Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade em 2009, pela Unesco.

Para animar você a arriscar uns passos na pista de baile é preciso conhecer os códigos que caracterizam as Milongas de Buenos Aires. Diferentes salões antigos, cafés ou clubes de bairro abrigam todas as noites uma milonga nas quais todos podem percorrer a pista girando em sentido contrário às agulhas do relógio. Muitas ministram aulas, ao encargo de docentes especializados, antes do baile, para novatos e iniciados, grupais ou individuais.

El Beso é uma das milongas mais elegantes de Buenos Aires, caracterizada pela mistura rococó e pop na sua decoração, um ambiente de culto e tradição. Esta localizada num primeiro andar na esquina da Av. Corrientes e a Rua Riobamba, no bairro de Balvanera, um bairro que respira e dança tango na agitada noite portenha.

A Milonga

Buenos Aires é uma cidade que vibra com um ritmo próprio, o Tango. Essa mágica e legendária cadência se expressa como música de câmara, canção, dança e arte interpretativa.

Milonga “EL BESO” – (O Beijo) – fica na Rua Riobamba, 416

As propostas para curtir o tango em Buenos Aires são bastante diversas tanto em sua natureza como no custo final, indo de sofisticados shows musicais com jantar incluído, até a possibilidade de arriscar os primeiros passos nos braços de alguma Milonga Portenha a verdadeira cena tangueira da capital argentina.

Mas o que são milongas? … São bares dedicados ao tango onde os argentinos se encontram para dançar. Muitas milongas oferecem aulas de tango antes de abrir a pista para os bailarinos profissionais e amadores.

Todos com estilos diferentes para você viver o tango na essência, do mais básico ao mais complexo. Milongas onde você vai ver a magia acontecendo bem na sua frente e ter a oportunidade de fazer parte dessa tradição argentina.

EL BESO

Este salão existe há 18 anos e rapidamente conquistou a preferência dos tangueiros mais famosos de Buenos Aires. O El Beso é bastante conhecido por dois motivos: o alto nível técnico das suas milongas e por atrair principalmente pessoas solteiras aos sábados.

Nos espaços mais tradicionais como o Salão Canning, esse dia atrai principalmente caçais casados. Mas, todos sabem que a Milonga de Las Morochas é o lugar ideal para encontrar um novo par de dança ou até mesmo um novo amor.

Este clube pertence a uma das melhores escolas de tango da cidade, La Academia del Tango Milonguero, e o padrão de dança é incrivelmente alto, com alguns dançarinos levando isso muito a sério. Definitivamente, vale a pena ir a uma das aulas, onde o ensino é excelente em todos os níveis, ou apenas reservar uma mesa beber um vinho e admirar aos dançarinos se deslizando sedutoramente pela pista de dança.

Todos os dias da semana a milonga apresenta um tema diferente, atraindo principalmente bailarinos avançados. La Marshall, uma milonga gay, aparece nas noites de sexta-feira, Las Morochas segue os códigos tradicionais do tango que uma mulher e um homem separados, enquanto Cachirulo assume as terças-feiras, terminando às 5 da manhã com café e medialunas/croissants.

Tango Dança

Agora, se depois de assistir um show de tango, você se arrepiar e quiser se jogar na pista para aprender alguns passos, também é possível. Buenos Aires é uma cidade cheia de milongas.

Os iniciantes em tango que querem levar a sério o aprendizagem desta dança podem se inscrever nas aulas previas á milonga, ministradas por jovens e veteranos dançarinos que ensinam os códigos e ensinamentos universais de tango.

O abraço é ponto de partida de esta dança

O primeiro passo para aprender a dançar tango é fazendo aulas, Nas aulas não existem todos os códigos de uma milonga, não tem tanta gente dançando e o dançarino tem menos motivos para se preocupar e ficar nervoso. É difícil sim. Mas também é puro treinamento e aprendizado, pratica e diversão, perfeito para quem nunca dançou tango na vida.

Nas Milongas as pessoas se reúnem semanalmente para milonguear a noite toda, uma dança que tem alguns passos essenciais, que você aprender e assim bailar respeitando os códigos e a dificuldade dessa dança.

Uma das principais é que você tenha um bom sentido do espaço que permita você dançar e conduzir-se a traves da pista sem andar atropelando outros dançarinos.

Uma das surpreendentes revelações é entender que na Milonga tudo mundo dança com tudo mundo. Não existe isso de ficar a noite toda com um mesmo companheiro de dança. Para isso o DJ que musicaliza uma milonga aplica a receita infalível: cada três tangos impõe uma pausa. O volumem desce, o ritmo muda completamente, todos os dançarinos abandonam a pista e voltam para suas mesas.

Dos minutos depois tudo volta a começar. Os homens elevam como asas o instinto ocular, como uma águia sobrevoa o local com seu olhar fino, buscando a nova presa. Os mais experimentados busca dentre as damas, aquela que já conhece e sabe dançar. Os principiantes ficam mais tímidos, inseguros, indecisos, ate que a coragem mobiliza os pês, é finalmente encara para dançar, mesmo que o parceiro de dança seja um completo desconhecido.

O Cabeçazo

O dançarino Nicolas Godoy explica que muitos homens costumam convidar as mulheres para dançar somente com um olhar e um leve movimento da cabeça. “Por isso, é importante que as mulheres fiquem atentas aos gestos masculinos. Há mulheres que reclamam que ninguém as tira para dançar, mas algumas passam a noite conversando e não se dão conta de que lá do outro lado tem alguém que está convidando para um tango somente com um olhar”, explica o veterano dos salões portenhos.

O cabeceo é a maneira tradicional de pedir que alguém dance através do contato visual

O Cabeçazo é um código mas que envolve o Tango, pois não é preciso ir ate a mesa onde a mulher seja convidada para dançar. O Homem e a Mulher se encontram em um olhar, ele aplica o cabeçazo, ela assente da mesma forma, e ambos os dois se encontram diretamente na pista, prontos para dançar sem muita conversa previa, apenas um saludo basta, porque o tempo passa muito rápido e o relógio não para sua conta regressiva, quando o DJ mais uma vez, coloca a pausa e tudo volta a começar.

Portanto o tango é uma dança onde as tandas de musica não duraram muito mais do que três tangos, e ninguém quer ficar sentado na cadeira “passando o ferro” (gíria milonguera para aqueles que ficam sentados sem bailar).

A coreografia é complexa e as habilidades dos bailarinos são celebradas pelos aficionados

Outro ponto importante é manter o silêncio durante o baile. Os entendidos dizem que o tango deve ser sentido completamente e que o homem, que é quem conduz a dança, deve estar concentrado na música. Por isso, nada de conversas na pista.

Roupa e Calçados

Sapatos com sola de borracha não são uma boa ideia, pois dificultam os giros na pista. Para os homens, o mais recomendado são sapatos com solas de madeira e couro, e para as mulheres, sim ou sim; salto.

As mulheres todas acostumam chegar ao local com uma sacola ou bolsa na mão onde guardam os sapatos de salto exclusivos para dançar.

Pois bem, você já tem o vestido de tango sexy, um salto com tiras, agora só precisa acertar o olhar com seu parceiro e seguir para o piso de parquet para uma noite de abraços e melodias da milonga típica portenha.

Se você já tem as habilidades, a milonga é o seu lugar. Caso contrário, as aulas estão disponíveis para todos os níveis.

 

 

fonte:

  • https://www.elbeso.com.ar/
  • https://www.buenosairesturismo.com.br/milongas.php
  • www.buenosairesmilongas.com
  • https://www.hoy-milonga.com/buenos-aires/es

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *