EILD 2019: Encontro Ibero-Americano de Lighting Design Colônia do Sacramento, Uruguai

EILD é um evento que teve sua primeira edição em 2010 na cidade de Valparaíso (Chile) e passou por locais como Querétaro (México), Medellín (Colômbia) e Ouro Preto (Brasil), sempre com o apoio e participação dos governos, fabricantes locais e importantes de equipamentos de iluminação, profissionais, associações e instituições nacionais e internacionais.

A edição de Ouro Preto em 2016 representou um ponto de virada com a mudança de formato. Colônia do Sacramento em esta ocasião reafirmou a natureza participativa e horizontal do Encontro Ibero-Americano de Design de Iluminação.

EILD é uma família formada por membros de diversas origens, num esquema marcadamente transversal, que é citado a cada dois anos em um belo cenário histórico.

Colônia do Sacramento, Uruguai – ELID 2019

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquitetura
Colônia de Sacramento foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1995

A belíssima Colônia tem origem na antiga cidade de Colônia do Santíssimo Sacramento, fundada em 22 de janeiro de 1680 por Manuel Lobo, então Governador do Rio de Janeiro, a mando do Império Português no século XVII. A área onde localiza-se a fundação portuguesa faz parte do Centro Histórico, reconhecido pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

Encontro Ibero-Americano de Design de Iluminação (EILD)

O EILD é um encontro de características únicas, que reúne um grupo de profissionais independentes e apaixonados pela luz, cujo objetivo é aprofundar a discussão das questões centrais e gerar intervenções de luz na cidade com a participação dos membros do encontro e dos habitantes de Colônia.

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquitetura
O tema escolhido para o encontro Ibero-Americano (EILD) foi a comunicação

O encontro tevi conferências, oficinas, intervenções e passeios, e se desenvolveu principalmente no Centro Cultural Bastión del Carmen e também no Centro Cultural Afe, Centro Bit e Casa da Cultura.

“Este é um encontro ibero-americano de designers de iluminação de toda a América Latina, Espanha e Portugal, que vem ocorrendo desde 2010”,  explica Ricardo Hofstadter, membro do comitê local do encontro.

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquitetura
O evento contou com a presença de Mark Major (Speirs and Major, Reino Unido), Nathalie Rozot (PhoScope, Estados Unidos), Sharon Stammers and Martin Lupton (Light Collective, Reino Unido), Anne Rindell (Hanken School of Economics, Finlandia)
Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquitetura
As imagens captam a criatividade e diversidade da profissão de design de iluminação.

Após a apresentação todos os participantes saíram para os jardins que da a um cais/quebra-mar com magníficas vistas sobre o Rio da Prata para assistir assim a um deslumbrante pôr do sol, coincidindo com o equinócio de outono no hemisfério sul, e capturar magníficas fotografias que fizeram parte do evento “Chase the Dark”, promovido pela associação International IALD.

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquiteturaA cada ano, membros e não membros da IALD participam do “Chase the Dark”, um movimento de iluminação internacional que encarrega os participantes de fotografar e compartilhar exibições de luz através das mídias sociais durante um período de 24 horas à medida que o sol se põe ao redor do globo.

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquitetura

Nos dias 21 e 22, dedicaram-se principalmente ao desenvolvimento de onze oficinas participativas, enfatizando a comunicação e colaboração entre todas as disciplinas relacionadas à profissão, de acordo com o espírito do encontro. Entre as muitas atividades com luz, teve um workshop que abordou as novas tecnologias de LED, lideradas pelo designer brasileiro radicado em Nova York Rafael Leão.

A linguagem visual da luz foi abordada pela arquiteta brasileira Diana Joels. “Linha de Tempo” foi uma atividade realizada no mesmo Bastião do Carmen dirigido pela designer e arquiteta brasileira Fernanda Carvalho e a Dra. Maria João Pinto, que vem especialmente de Portugal.

Outro dos tópicos que foram discutidos é Estratégia e Marketing, liderado por uma designer francesa, Anne Bureau, e um professor de marketing espanhol, José Celestino. As interações de luzes e sombras nas cidades tiveram seu espaço no Kura Skymining, onde foi estudada a iluminação natural urbana.

No sábado, 23, o trabalho realizado nas oficinas dos dias anteriores foi visualizado. Em particular, o workshop “Mais do que palavras”, (More than Words), realizadas por Sharon Stammers e Martin Lupton da Light Collective, resumiu as atividades com um estilo único e casual.

Leia aqui na integra a entrevista com Sharon Stammers e Martin Lupton.

Todas as atividades foram gravadas em duas Oficinas de Experimentação Documental, dirigidas pelos argentinos Arturo Peruzzotti e Camila Tocker, e a outra pela Light Collective, o estúdio de designers ingleses que filmaram tudo a reunião, trabalhando com parte dos participantes registrados.

A estrutura do programa foi baseada na combinação de palestras e workshops que abordaram questões de projeto de iluminação com atividades e intervenções onde a iluminação é usada como meio de comunicação.

Neste link você pode ver o programa de atividades.

As palestras magistrais ficaram por conta de dos conferencistas internacionais.

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquiteturaNathalie Rozot é fundadora do PhoScope. Situou seu planejamento e prática de design e serviço acadêmico em design de iluminação em 2000, depois de trabalhar por mais de dez anos em produtos, exposições, arquitetura, paisagismo e design urbano, iniciou seu próprio projeto em 2006 com foco em soluções de iluminação inovadoras e alternativas.

Seus projetos de iluminação receberam prêmios da Illuminating Engineering Society (IESNA, IESNYC), patrocínio fiscal da NYFA e do Van Alen Institute e foram finalistas em competições internacionais de prestígio.

Anteriormente professora de mestrado no programa Parsons Masters em Lighting Design e professora convidada em arquitetura paisagística em programas de mestrado em Versalhes e Lille. Ha publicado y dictado conferencias a nivel mundial sobre temas sociales y críticos en iluminación siendo también jurado académico y profesional a nivel internacional. Ela é membro do IES e membro educadora do IALD.

 

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquitetura
Mark Major expressou: “A iluminação deve sempre fazer parte do projeto executivo e não ser adicionada posteriormente como uma maquiagem”

Mark Major é o diretor da Speirs + Major, um escritório de design de iluminação com sede no Reino Unido, reconhecido por seu trabalho em vários edifícios internacionalmente relevantes, como o Aeroporto Internacional de Barajas, 30 St Mary Axe (Gherkin Building), The Millenium Dome, e O interior da Catedral de São Paulo. Eles fizeram planos diretores para várias cidades inglesas, como Cambridge, Durham e Neewcastle. O escritório emprega 38 pessoas de áreas como engenharia, arquitetura, design de interiores, gráfica e cenografia.

Mark também é especialista em iluminação urbana, atuou como Consultor de Design de Iluminação nas Olímpiadas de Londres 2012 e foi indicado no mesmo ano na Equipe de Assistência Especial do Prefeito de Londres  para o Fortalecimento da Vitalidade e Crescimento das Ruas Principais e Centros Urbanos de Londres. Com um interesse ativo em educação arquitetônica e iluminação, Mark deu inúmeras palestras e foi o co-criador do projeto educacional “Feito de luz: a arte da luz e da arquitetura”.

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquitetura
O evento de três dias incluiu passeios noturnos pelas ruas de Colônia

O EILD 2019 também deixou a sua marca com a instalação de iluminação da fachada, do jardim, da sala de conferências e do teatro do Bastião do Carmen.

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquitetura
Os organizadores do encontro propuseram deixar á cidade de Colônia como legado a iluminação de dois dos seus ícones: o Bastião de Carmen e a Puerta da Ciudadela. Foto: Sebastián Sabalsagaray

 

Santiago de Compostela, Espanha: A nova sede do Encontro

Como aconteceu em Ouro Preto, já é tradição ao final dos encontros, que seja realizado um Plenário onde se faz um balanço das experiências vividas e compartilhadas por todos.

Para fechar o evento, a nova sede do Encontro foi anunciada para ocorrer na cidade espanhola de Santiago de Compostela. Ignacio Valero tem um bom desafio pela frente: “Cada vez tendremos más talleres, lo que significa que seremos todos más protagonistas en igualdad de condiciones”.

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquitetura

Iluminação_barroco_Patrimônio Mundial humanidade_Unesco, Encontro Ibero-americano_Santa Efigênia_conferências_patrimônio_arquitetura
A nova sede do Encontro Santiago de Compostela nos espera na próxima edição.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *