MUSEU INHOTIM – PARTE II: A Formação do Acervo de Arte Contemporânea

Em Brumadinho, estado de Minas Gerais, o Centro de Arte Contemporânea Inhotim é um museu com conceito arquitetônico diferenciado. Em vez de agregar todas as suas instalações em um único edifício, divide-se em diversas galerias espalhadas.

Ao colaborar com artistas na encomenda de novas obras e na adaptação das existentes a novos espaços, os projetos artísticos de Inhotim lidaram com a paisagem e a natureza e acumularam um impressionante grupo de obras de grande escala. Tendo surgido de um jardim privado, o Inhotim desenvolveu uma intensa linha de trabalho voltada à preservação e desenvolvimento da vegetação e à pesquisa botânica, buscando novas formas de preservar a biodiversidade da região e do Brasil. Continue lendo “MUSEU INHOTIM – PARTE II: A Formação do Acervo de Arte Contemporânea”

MALBA – Parte I: Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires

Um dos museus mais populares da cidade de Buenos Aires, o Malba possui um dos mais importantes acervos da arte latino-americana. Além do patrimônio permanente, exposições temporárias importantíssimas passam por ele. Por isso, é um espaço cultural dinâmico e participativo, numa estrutura arquitetônica moderna, localizado no bairro de Palermo.

Entre os destaques estão a arte dos argentinos Xul Solar e Antonio Berni, o chileno Roberto Matta, o auto-retrato de Frida Kahlo, o muito famoso Abaporu, de Tarsila do Amaral, e instalações inovadoras de Julio Le Parc. Continue lendo “MALBA – Parte I: Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires”

Biblioteca Nacional – Parte II: A obra maestra de Clorindo Testa que demorou 30 anos em ser construída

A Biblioteca Nacional é uma obra emblemática da arquitetura moderna argentina. A obra teve início em 1971 e levou 30 anos para ser concluída. Neste post vamos conhecer detalhes da obra maestra do arquiteto Clorindo Testa, onde a sala de exposições, o auditório e a confeitaria funcionam como elementos escultóricos que estão pendurados na estrutura.

O edifício foi declarado Monumento Histórico Nacional em 2017. Continue lendo “Biblioteca Nacional – Parte II: A obra maestra de Clorindo Testa que demorou 30 anos em ser construída”

CINEMA e TEATRO VILA RICA: O lendário cinema de Ouro Preto esta fechado

O Cine Teatro Vila Rica representa um marco da história cultural de Ouro Preto. Neste prédio funcionava originalmente o antigo Liceu das Artes e Ofícios (1886-1953), instituição educativa destinada ao ensino das artes e ofícios mecânicos para os sectores mais pobres da população da antiga Vila Rica.

O Cinema de Ouro Preto nasceu em 1957 do sonho de Salvador Trópia e hoje é o único espaço de projeção cinematográfica da região e um dos mais tradicionais de Minas Gerais. A sala sedia uma programação contínua de filmes, eventos artísticos-culturais a níveis nacional e internacional, como o Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana, Fórum das Letras, Fotógrafos em Ouro Preto, CineOP e diversas outras mostras e festivais de cinema como o Festival Varilux de Cinema Francês, que homenageia as produções cinematográficas francesas.

A beleza arquitetônica e a memória histórica do prédio estão de portas fechadas. Uma grande angustia me invade pelo fato de saber que há dois anos o Cinema está fechado e que de seu velho projetor, não sai mais luz não. Continue lendo “CINEMA e TEATRO VILA RICA: O lendário cinema de Ouro Preto esta fechado”

MUSEU do ORATÓRIO em OURO PRETO: Oratórios e Objetos da Fé

Escondido no adro da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, onde séculos antes funcionava a Casa do Noviciado do Carmo, o Museu do Oratório está entre os mais belos e bem cuidados acervos de Ouro Preto. O museu oferece belíssimas peças referentes à arte e cultura dos oratórios. Totalmente restaurado, o edifício em si já vale a visita, porém é dentro das vitrines onde estão alguns tesouros que contam parte da cultura, história e religiosidade do povo mineiro. Inaugurado em 1998 prédio histórico que foi usado por um pequeno tempo como residência de Aleijadinho. O acervo conta com 162 oratórios e 300 imagens que datam dos séculos XVII ao XX. Continue lendo “MUSEU do ORATÓRIO em OURO PRETO: Oratórios e Objetos da Fé”

MUSEUS VIRTUAIS: Projeto “Era Virtual” integra Turismo e a Cultura do Brasil

Nunca visitou as cidades de Ouro Preto e Congonhas, em Minas Gerais? Está montando um roteiro turístico de sua próxima viagem a Minas? Ou quer relembrar bons momentos vividos durante uma visita que fez àquelas cidades? … Então aqui vai uma boa notícia para você: com apenas um clique, pela internet, você pode viajar e visitar os Patrimônios Históricos Brasileiros sem sair de casa.

O ERA Virtual é um projeto pioneiro na disponibilização de visitas pela internet com visualização 360º dos museus brasileiros e seus acervos. O objetivo final é aplicar o modelo para criação de museus virtuais em sítios históricos de relevante interesse patrimonial, como os patrimônios mundiais tombados pela UNESCO no Brasil. Continue lendo “MUSEUS VIRTUAIS: Projeto “Era Virtual” integra Turismo e a Cultura do Brasil”

O FORUM de OURO PRETO: Historia do incêndio em 1949 e sua reconstrução

Ouro Preto está situada na Região dos Inconfidentes, no sudeste de Minas Gerais. O município, que já foi chamado de Vila Rica, foi capital de Minas Gerais e atualmente é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO. Na época da extração de ouro, o município chegou a ser uma das cidades mais populosas da América Latina.

O Fórum era onde funcionava o Poder Judiciário que ocupava um espaço clave na estrutura de poderes: na Praça de Tiradentes, do lado do Palacio dos Governadores. Infelizmente foi atingido por um incêndio em março de 1949 e teve sua reconstrução iniciada em 1953. O edifico atual ja não tem mais os grandes arcos na fachada, os trabalhos de restauração foram assumidos pelo SPHAN quem visava pela restauração e cuidado do Patrimônio Nacional Brasilero, antes do atual IPHAN. Muitas intervenções foram muito discutidas, e hoje conheceremos uma delas: O Forum que pegou fogo em Ouro Preto, Minas Gerais. Continue lendo “O FORUM de OURO PRETO: Historia do incêndio em 1949 e sua reconstrução”

BIBLIOTECA NACIONAL – Parte I: Como a residência presidencial “Quinta Unzué” virou biblioteca

A Biblioteca Nacional foi dirigida pelo escritor Jorge Luis Borges durante 18 anos e finalmente construída onde um dia foi a residência do presidente Juan Domingo Perón e de sua esposa Evita.

Depois do golpe militar de 1955 a residência foi demolida, no local foi projetada a Biblioteca Nacional, a obra que demoro 30 anos em concluir, tornou-se uma marca da arquitetura moderna argentina e um exemplo da variante do expressionismo do século 20 chamada “brutalismo”. Continue lendo “BIBLIOTECA NACIONAL – Parte I: Como a residência presidencial “Quinta Unzué” virou biblioteca”

FIEMG, Ouro Preto (MG) – Parte II: Reconstrução do antigo Hotel Pilão no conjunto arquitetônico da Praça Tiradentes.

Praça Tiradentes_Minas Gerais_Estada Real_Unesco_Patrimônio_Museu_Centro Cultural_incêndio_bar cafe

No dia 21 de abril de 2006, três anos e sete dias após o fatídico dia do incêndio, o antigo Hotel Pilão, reconstruído e com nova funcionalidade de Centro Cultural e Turístico, foi finalmente reinaugurado. O projeto arquitetônico veio reparar aquela tremenda perdida ocasionada pelo brutal incêndio que afetou a imagem do conjunto arquitetônico da Praça Tiradentes.

A FIEMG, em parceria com a prefeitura da cidade histórica, revitalizou o espaço, presenteando aos mineiros e turistas com um o Centro Cultural SESIMINAS Ouro Preto. O casarão do antigo Hotel Pilão, teve seu conjunto arquitetônico barroco e toda sua fachada reconstituídos com as mesmas caraterísticas das que existiam antes do incêndio. Continue lendo “FIEMG, Ouro Preto (MG) – Parte II: Reconstrução do antigo Hotel Pilão no conjunto arquitetônico da Praça Tiradentes.”

MINISTERIO PUBLICO de OURO PRETO: Aquele belo casearão no Largo do Cinema

Devo começar este post dizendo que detesto os organismos judicias implantados em sítios de patrimônio histórico. Eles tem sempre na porta um segurança que fala: “Está proibido tirar fotos” e para mim não existe pior frase para um fotografo compulsivo como eu. Também é certo que muitos edifícios tem conseguido conservar sua estrutura graças á funcionalidade como foi determinada neste caso. No final da rua se encontra o edifício do Fórum de Ouro Preto que já tem pronto seu novo prédio, tendo em vista instalar no local o Museu do Judiciário que sem duvidas bridara mais um atrativo á mais linda cidade colonial de Minas Gerais.

Vamos conhecer a história deste belo casarão torcendo que ele no futuro consiga ter a mesma sorte que seu prédio vizinho. Continue lendo “MINISTERIO PUBLICO de OURO PRETO: Aquele belo casearão no Largo do Cinema”