CENTRO CULTURAL BORGES – PARTE II: Presenta os shows de Tango “Bien bailado y Bien porteño” e “Buenos Aires Pasión de Tango”

Situado no coração das Galerias Pacífico, um dos edifícios históricos mais conceituados da cidade de Buenos Aires, o CCB oferece um cenário único, com showrooms ao nível dos mais importantes centros internacionais e vasta experiência na organização de eventos artísticos e culturais.

Os Shows de Tango do Centro Cultural Borges são verdadeiramente portenho, sem aqueles jantares que só fazem encarecer o custo da entrada. É a alternativa para quem quer apenas conhecer um pouco melhor essa importante faceta da cultura portenha sem gastar muito.

O programa estável inclui duas companhias de tango de grande prestígio, com orquestras, cantores e parceiros de dança ao vivo; uma delas é “Bien Bailado” e “Bien Porteño”, dirigida por Federico Estrumelo, e a outra, “Buenos Aires Pasión de Tango”, de Agustín Camino.

Bien de Tango

Centro Cultural CCB, Sala Astor Piazzolla 


Em 2000, o bailarino Federico Strumeio criou a companhia de dança “Bien de Tango” composta por talentosos músicos, dançarinos e cantores argentinos, com o objetivo de expressar em palco a força avassaladora das novas gerações de artistas do tango.

Federico Strumeio

“O espetáculo que deu origem à companhia estreou no dia 19 de novembro de 2000 no Teatro Municipal de Luján, cidade de onde eu sou. Convoquei a orquestra El Arranque, regida por Ignacio Varchausky, também Ariel Ardit e Lidia Borda estavam convidados. No decorrer do tempo o show foi modificado, ampliando o número de dançarinos, trabalhando com orquestras diferentes, até que chegamos a permanecer 15 anos ininterruptos no Centro Cultural Borges (CCB), além de outros cenários”, disse o diretor e coreógrafo Strumeio.

Desde então, o Bien de Tango apresentou seus shows em importantes teatros de Buenos Aires como o ND Ateneo, o Teatro La Comedia e o Centro Cultural Borges, convocando importantes orquestras como El Arranque e Color Tango. O Bien de Tango também foi convidado a participar dos mais destacados Festivais de Tango da Argentina. Também se apresentou em importantes teatros do Paraguai, Uruguai, Costa Rica e Equador.

Desde 2007 apresenta com grande sucesso seu amplo espetáculo “Bien Bailado y Bien Porteño” no prestigioso Centro Cultural Borges em Buenos Aires. A imprensa especializada tem destacado o  espetáculos como um dos mais completos e representativos do tango argentino.

Bien de Tango se propõe a vivenciar o tango por meio de uma impressionante apresentação cênica, reavaliando as raízes clássicas do tango, mas dentro de um show que também mostra um estilo bem de vanguarda.

Com orquestra ao vivo, 10 bailarinos talentosos e dois dos cantores mais refinados da Argentina, Bien de Tango dá vida a diferentes cenas cheias de sensualidade e dinamismo, apresentando além dos clássicos, novas composições musicais que unem os rústicos inícios do tango com a vanguarda atual e renovada da música do 2×4.

O abraço do homem e da mulher está incorporado no espírito do tango em cada movimento da coreografia

Uma sucessão dos mais aclamados tangos transforma o palco em uma expressão incessante de energia e emoção desde a época de ouro do tango até os tempos atuais. A dança se destaca em delicadas coreografias de tangos, valsas e milongas, fazendo uma viagem por todos os estilos e destacando os elementos clássicos dessa dança emocional. O abraço sensual do homem e da mulher destaca o espírito do tango em cada desenho coreográfico e realça a marca tradicional deste show único e pessoal cheio de emoção e sensualidade.

O canto também adquire uma presença particular com vozes ousadas e enérgicas das mãos de novas gerações de artistas como María José Demare, Noelia Moncada, Vanina Tagini.

No Bien de Tango a música ao vivo percorre todo o show e vibra com grande intensidade no repertório seleto do renomado bandoneonista Gabriel Merlino, recriando cada cena como um cartão-postal de uma época.

Fiel ao seu espírito clássico e tanguero o show “Bien Bailado y Bien Porteño” nos delicia com coreografias originais e delicadas

O show Bien Bailado y Bien Porteño não tem um público específico, foi pensado como um show de tango que pode ser visto por argentinos e turistas porque a essência do tango é respeitada, claro que todos os espectadores saem muito satisfeitos e animados. Quanto ao turista em particular, mesmo que não conheça tanto sobre o tango, também sai com suas expectativas atendidas, não só emocionalmente, mas também em termos de show, que é a outra parte que não devemos descuidar. Oferecemos um entretenimento onde a arte e a cultura se unem na perfeição”, afirma o diretor Federico Strumeio.

Federico reconhece Miguel Ángel Zotto como uma de suas influências “ele é para mim o mais reconhecido e admirado criador de shows de tango. Além disso, fui aluno do irmão dele Osvaldo, então tem muito do estilo dele no meu trabalho.

  • Direção artística: Federico Strumeio
  • Diretor musical: Gabriel Merlino

 

Buenos Aires, Paixão de Tango

Centro Cultural CCB, Sala Astor Piazzolla 


O grupo se formou com o espetáculo “OK Mr. Tango” em 2001, que permaneceu vários meses em Buenos Aires. Mais tarde, eles fezeram uma turnê pela China e continuou pelo Brasil, Uruguai e Chile.

“Como íamos ficar muito tempo longe, eles nos pediram para preparar um novo show. Nasceu assim “Buenos Aires, Pasión de Tango”, apresentada em 2003 em um teatro da Recoleta, área muito visitada por turistas locais e estrangeiros onde se concentram muitos restaurantes”, afirma Jorge Sergiani, diretor e produtor da peça.

O Buenos Aires, Paixão de Tango não é apenas um show mas um convite para participar de uma proposta de nível internacional no coração de Buenos Aires

Agustín Camino e Daniela González participam e produzem outros espetáculos de tango como “Alma de Tango” e “Tango Delirio” e oferecem aulas particulares de dança no bairro Boedo.

Buenos Aires, Paixão de Tango é um musical puramente pensado e dirigido tanto para os amantes do gênero quanto para quem assiste para conhecer a magia do tango pela primeira vez.

O Show de Tango consiste em 23 cenas; 14 coreografadas e 10 canções cantadas e executadas ao vivo, 80 minutos de puro tango da mão de uma orquestra ao vivo e 4 pares de dançarinos.

É possível ver coreografias tradicionais, passando pelas milongas, valsas e tangos às coreografias estilizadas dos últimos tempos como o chamado tango eletrônico, muito bem executado por bailarinos que exibem sensualidade, romantismo e habilidade.

Buenos Aires, Paixão de Tango é um show de alto dinamismo, impacto visual e profissionalismo
Figurinos imponentes, variedade coreográfica e diversidade de estilos formam o quadro desta excelente proposta musical

Ao longo do show é possível ouvir tangos tocados ao vivo como: “El dia que me quieras”, “Tinta roja”, “Rondando tu esquina”, “Sur”, “Volver”, “Balada para un loco”, entre outros.

Cada cena não ultrapassa quatro minutos, reunindo as diferentes variantes da música do Rio da Plata. A cada uma delas corresponde sua respectiva indumentária, atingindo um total de vinte e três trocas de figurino ao longo do espetáculo, o que o torna o espetáculo muito colorido, visual e dinâmico.

  • Produção Executiva: Agustín Camino / Jorge Sergiani
  • Coreografia: Agustín Camino
  • Direção geral: Daniela González – Agustín Camino

Centro Cultural Borges

Viamonte 525, 3º andar


O Centro Cultural Borges está localizado no coração de Buenos Aires, a poucos passos dos melhores hotéis internacionais. O acesso se dá tanto pelo shopping quanto pela entrada independente, na esquina Viamonte com San Martín.

O Centro Cultural Borges (CCB), localizado nas imponentes Galerias Pacífico, foi criado pela Fundação para as Artes e inaugurado em 1995 pelo então Rei da Espanha Juan Carlos.

Em 2000, o centro cultural batizou seu auditório com o nome do mestre Astor Piazzolla, conformando um ímã para as artes cênicas, a música, as artes plásticas e diversas atividades pedagógicas que se manifestam no centro histórico de Buenos Aires. Além disso, existem ciclos de cinema e atividades inclusivas para crianças.

O CCB atua em relação aos museus de todo o país, servindo como ponto de partida para mostras internacionais que fazem sua primeira parada em Buenos Aires e depois realizam seu roteiro no território nacional; assim, ele compartilha sua gestão e atua como um facilitador para muitos museus nacionais.

Em 2018, graças a uma doação da Mutualidad Argentina de Hipoacusia, o Auditório Ástor Piazzolla faz parte do programa “Sem Barreiras”. A área possui um anel magnético, que é um amplificador adaptado para fornecer um sinal que é captado pela bobina de aparelhos auditivos ou implantes cocleares. Assim, as pessoas com deficiência auditiva podem receber o som diretamente, sem enfrentar os obstáculos ruídos habituais nesses espaços, como a distância, ruídos de fundo ou reverberação. “Nossa missão é universalizar a inclusão e a acessibilidade”, afirma Patricia Ludueña, responsável pela área de Cultura Inclusiva e assessora de imprensa do Centro Cultural Borges há 20 anos.

O programa estável inclui duas companhias de tango de grande prestígio, com orquestras, cantores e parceiros de dança ao vivo; uma delas é “Bien Bailado” e “Bien Porteño”, dirigida por Federico Estrumelo, e a outra, “Buenos Aires Pasión de Tango”, de Agustín Camino.

A dança clássica e experimental também tem sua atividade permanente, como a do Baires Sur Novus Ballet, criado por Luján Costa e dirigido em parceria com Laura Fiorucci.

fonte:

  • http://centroculturalborges.blogspot.com/
  • http://www.biendetango.com.ar
  • https://www.telam.com.ar/notas/202001/425619-tango-festejo-musica.html

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.