OCEANA PUERTO MADERO: O último terreno disponível do Dique 2 de Puerto Madero terá dois edifícios residenciais e uma praça pública

Puerto Madero presencia a aliança criativa de dois referentes internacionais do setor imobiliário argentino: Eduardo Costantini e Alan Faena. Juntos, eles projetam a criação de um novo ícone arquitetônico na cidade de Buenos Aires: Oceana Puerto Madero.

Oceana Puerto Madero

Juana Manso 1400, Puerto Madero


Localizada no último terreno disponível em Puerto Madero, frente ao espelho de água do dique dois, “Oceana” se torna um lugar único para vivenciar a cidade. Uma opção ideal para quem trabalha diariamente no centro portenho e não quer abrir mão da qualidade e do conforto.

As residências variam desde uma SUITE de 82 m2 a uma Penthouse de 4 SUITES de 630 m, passando por habitações de duas SUITES de 160 me três SUITES de 225 m, todas com acabamentos de primeira classe: porta principal de madeira maciça e duplo contato, os pisos dos livings que possuem cozinha integrada serão em porcelanato importado, os livings que possuem cozinha separada terão piso de madeira prefinished, assim como os quartos. As bancadas da cozinha serão de quartzo tipo silestone e todos os móveis de cozinha serão de alta qualidade.

Tudo tem cabida no projeto “Oceana Puerto Madero”: Zonas verdes de 7.100 m, Espelho de água, Intervenções artísticas, Zona de lazer, Recova rumo ao largo central, Piscina interior aquecida, rooftop, Piscina exterior, Zona de convívio, Zona de bem-estar, Ginásio, Vestiários, Elevadores inteligentes, Zona de drop off, Estacionamento de Cortesia, concierge 24 horas, segurança 24 horas, prédio WIFI, segurança 24 horas.

Eduardo Costantini comprou o último terreno que tinha Alan Faena no cais 2 de Puerto Madero. A operação fechou em US $ 44 milhões. Será feito um investimento total de aproximadamente 120 milhões de dólares.

Costantini realizou 80% da compra do lote por meio de sua empresa Consultatio Argentina e os 20% restantes por meio de um fundo de investimento fechado. Por outro lado, a empresa esclareceu que os recursos que utilizou para comprar o terreno da Faena provêm de um empréstimo obtido com um banco estrangeiro, o JP Morgan Chase.

Vista da praça pública, sob ela se encontra os estacionamentos de carros

O projeto contempla dois edifícios de oito andares cada com vista para o dique e uma praça central. Este grande parque, caracterizado pelo verde e pela presencia da água é um projeto paisagístico único, abrindo novas perspectivas de interação visual entre espaços internos e externos.

Ali, sobre uma base de pedra, a água servirá de suporte para desenvolver os mapas estelares de Leo Battistelli, em diálogo com as esculturas de Elba Bairon.

Leo Battistelli


Em sua casa-oficina na selva do Rio de Janeiro, Battistelli está produzindo um espelho d’água monumental para a Oceana Puerto Madero. Leo Battistelli trabalha também nas fábricas da Cerámica Luiz Salvador, em Petrópolis (BR), e Cristales Vitrofín, em Cañada Gómez (ARG), onde possui uma oficina completa de cerâmica em sua casa.

Líquenes vermelhos, cerâmica e acrílico, 2019

Há 13 anos o artista trocou sua Rosário natal pela exuberância da Mata Atlântica brasileira. Sua casa fica a menos de 15 minutos de carro do Rio de Janeiro, mas ele é cercado por 3.600 hectares de selva, grutas e cachoeiras. É o Parque Nacional da Tijuca, de onde se pode apreciar a vista do mar e a diversidade da floresta.

Elba Bairon


Elba Bairon

Nascida em La Paz, Bolívia, em 1947, Elba Bairon estudou na Escola de Belas Artes de Montevidéu e pintura chinesa na Biblioteca Nacional daquela cidade. Em 1967 ele se estabeleceu em Buenos Aires.

A partir da década de 1990, seu trabalho começou com volume e instalações. “Me incomoda que me chamem de “escultora”. Eu sinto que é uma denominação muito pesada. A minha formação não vem da escultura, mas sim da pintura, desenho e gravura e também trabalhei muito com cenografia. É por isso que minha abordagem da figura não é nada pretensiosa, mas muito simples”.

Em 2014 expôs no Museu Malba (cujo dono é Eduardo Costantini), um conjunto de oito figuras à escala humana, feitas de pasta de papel. As esculturas do Oceana serão feitas em bronze.

Alan Faena + Eduardo Costantini: O primeiro encontro


Eles se conheceram por acaso. Eduardo Costantini, fanático pelo windsurf, fazia uma travessia de José Ignacio até sua casa em Punta del Este. De repente, o vento parou. Saiu do mar e todo molhado foi para a estrada em busca de alguém que o trouxesse de volta para casa. Ele pegou carona e quem pegou foi Alan Faena: – Eu conheço você – disparou Faena enquanto Costantini entrava no carro que o levaria até a porta de sua casa. Vinte anos se passaram desde aquela anedota e é a primeira memória que eles têm um do outro.

Oceana é o primeiro projeto de Eduardo F. Costantini em associação criativa com Alan Faena, os maiores expoentes do mercado imobiliário em nosso país.

“Nos unimos por interesses comuns e vamos trabalhar na concepção criativa de um novo espaço em Puerto Madero”, antecipam. O projeto Oceana Puerto Madero estará localizado no último terreno disponível do Cais 2 de Puerto Madero e exigirá um investimento de US $ 120 milhões. Serão dois edifícios residenciais com uma praça pública e um programa de arte pública.

Costantini começou no mundo imobiliário em 1991. Por meio de sua empresa Consultatio desenvolveu o “Nordelta”, um dos maiores empreendimentos urbanos da América Latina. Construído em 1999, está localizado no bairro Tigre, a 30 km do centro da Cidade de Buenos Aires, e possui uma área de 1.700 hectares onde residem 35.000 pessoas. Nordelta cobre todos os aspectos de uma cidade: centro médico, cinco escolas, clube desportivo, campo de golfe desenhado por Jack Nicklaus, centro comercial, supermercados, duas gasolineiras, quatro bancos e um centro gastronómico, onde também opera o Hotel Wyndham cinco estrelas, entre outros serviços.

“A Consultatio está presente em diferentes cidades: São Paulo, Rio, Madrid, Miami e Nova York, entre outras, sempre em busca de terrenos espetaculares que nos permitam criar projetos únicos. Acredito que ambos fizemos uma ótima experiência em Miami e agora queremos reforçar nosso trabalho em uma aliança criativa para a Oceana Puerto Madero, que unirá o melhor da arquitetura contemporânea, design e paisagismo”, acrescentou Costantini.

Os empresários concordam que esta é uma oportunidade única de criar um projeto com características extraordinárias, com a expertise que ambos adquiriram nos últimos anos através dos desenvolvimentos realizados na cidade de Miami, o Faena District Miami Beach, como em os edifícios Oceana Key Biscayne e Oceana Bal Harbour.

Por sua vez, Faena começou como empresário aos 18 anos, quando, em parceria com Paula Cahen D’Anvers, sua então namorada, criou a marca de roupas Via Vai. Dez anos depois, sua empresa gerou US $ 35 milhões anualmente.

Depois de passar pela moda, no início de 2000, Alan Faena ingressou no mundo do mercado imobiliário em parceria com o russo Len Blavatnik, considerado na época o homem mais rico da Grã-Bretanha. Ele comprou um antigo terreno em uma área abandonada de Puerto Madero. Em 2004, após um investimento de 37 milhões de dólares, inaugurou o Faena Hotel, projetado pela prestigiosa dupla Norman Foster & Philippe Starck. Nasceu assim uma marca que hoje se pode ver refletida em todos os seus edifícios: o Faena Art Center e as residências Faena Molinos Building, ambos a poucos quarteirões do Faena Hotel, ou as residências Faena District, como Faena Vesailles Classic, Faena House e o Faena Mar.

Faena mora hoje em Miami, cidade na qual ambos apostam fortemente. O primeiro, com o Faena Art District Miami Beach, onde investiu US $ 1 bilhão junto com seu parceiro ucraniano Len Blavatnik. Enquanto isso Costantini, em 2009 fundou a Consultatio Real Estate nos Estados Unidos, através da qual desenvolveu dois grandes projetos: Oceana Key Biscayne e Oceana Bal Harbour, dois complexos de apartamentos exclusivos de frente para o mar. Entre os dois projetos em Miami, Costantini faturou cerca de US $ 1,9 bilhão e já investiu mais de US $ 3,5 bilhões em projetos imobiliários em todo o mundo.

Paixão pela Arte


Eduardo Costantini e Alan Faena sao duas figuras proeminentes do mundo dos negócios e estão unidos por a  paixão pela arte

Em 2001, Eduardo Costantini criou o Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (MALBA), para o qual doou 226 obras de arte latino-americana de prestígio internacional de artistas como Frida Kahlo, Diego Rivera, Tarsila do Amaral , Wifredo Lam, Xul Solar, Joaquín Torres García, Emilio Pettoruti, Cándido Portinari e Antonio Berni, entre outros.

Como colecionador e promotor de arte, é membro do Conselho Consultivo Internacional da Fundação Bienal de São Paulo. Ele também atuou como Presidente do Conselho do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA), do Comitê Consultivo do Centro David Rockefeller de Estudos Latino-Americanos em Harvard e membro fundador do Global Philantropist Circle, Synergos Institute, New York.

Em abril de 2016 Eduardo Costantini foi premiado pela Ernst & Young Empreendedor do Ano na categoria de melhor carreira empresarial

Por sua vez, Alan Faena desenvolveu o empreendimento residencial Edifício Los Molinos (2006-2009), a partir de dois antigos moinhos de grãos construídos no início do século XX, onde ambas as estruturas consideradas de alto valor patrimonial industrial foram re-funcionalizadas em um conjunto habitacional, espaço comercial, escritórios, praça pública e centro cultural, projetado pelo estúdio de arquitetura Mc Cormack y Asociados.

O Faena Arts Center é um espaço expositivo criado na antiga sala de máquinas destes edifícios emblemáticos, respeitando o estilo original do edifício: tetos altos, detalhes de época, janelas e arcos semicirculares, todos os elementos comuns da arquitetura industrial do princípio de século XX.

O Faena Art Center funciona como um centro de experimentação e exposição aberto às expressões artísticas de vanguarda de Buenos Aires

“Para mim sempre foi essencial reunir as mentes mais interessantes do nosso tempo e trabalhar em colaboração com elas”, disse Faena em referência ao seu novo parceiro. Por sua vez, Costantini esclareceu que compartilha com ele “uma visão de desenvolver projetos com foco na criatividade e na qualidade de vida”.

“Sempre fomos amigos com Alan, ao longo do tempo vi nele a consolidação de um empreendedor que teve a sensibilidade de reunir grandes arquitetos e designers, escritórios internacionais que elevaram o padrão que tínhamos em nosso país”, declarou Costantini.

 

fonte:

  • https://www.faena.com/urbanism/buenos-aires/faena-art-center
  • https://economis.com.ar/eduardo-costantini-y-alan-faena-los-dos-referentes-del-real-estate-argentino-se-unen-en-puerto-madero/
  • https://www.lanacion.com.ar/propiedades/que-construiran-eduardo-costantini-y-alan-faena-en-puerto-madero-nid2022106/
  • https://www.arteenshot.page/blog/leo-battistelli

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.