PROJETO AQUARELA: Cartagena corre risco de perder sua nomeação a Patrimônio Histórico da Humanidade

Esta construção semiconstruída, que em seu projeto inicial seria de cinco torres, preocupa o governo colombiano, pois pode significar a perda do status de Patrimônio da Humanidade para a área histórica de Cartagena.

Património Mundial da UNESCO na Colômbia


A Colômbia não é um dos maiores países da América do Sul , tendo assim um grande número de locais classificados como Património Mundial pela UNESCO.

Lista de lugares classificados pela UNESCO como Património Mundial na Colômbia:

  • Porto, Fortalezas e Conjunto Monumental de Cartagena (1984)
  • Parque Nacional Los Katios (1994)
  • Centro Histórico de Santa Cruz de Mompox (1995)
  • Parque Arqueológico Nacional de Tierradentro (1995)
  • Parque Arqueológico de San Agustín (1995)
  • Santuário de Fauna e Flora de Malpelo (2006)
  • Paisagem Cultural do Café da Colômbia (2011)
  • Qhapaq Ñan, Caminhos Incas (2014)
  • Parque Nacional de Chiribiquete – “A Maloca do Jaguar” (2018)

Aquarela


A construção do projeto Aquarela está paralisado desde 2017. Nesse ano, a Unesco visitou a Colômbia e fez as primeiras observações do prédio de vários andares. Na ocasião, os especialistas da entidade alertaram que a construção do prédio impactaria no valor universal e excepcional da cidade.

 

Depois de conhecidas as advertências da Unesco e a preocupação do governo, representantes do projeto Aquarela apontaram que “deve ser colocado que Cartagena mantém sua validade como Patrimônio Mundial porque o valor universal excepcional não está em risco e eles esperavam que, com base em estudos regulatórios e análise do projeto, “Cartagena poderia avançar no desenvolvimento harmonioso da cidade, valorizando seu patrimônio”.

O conjunto de fortificações que compõe seu patrimônio representa um desafio para o país, pois qualquer ameaça potencial coloca em risco o ‘Valor Excepcional de Cartagena’. Uma análise recente do Centro do Patrimônio Mundial da Unesco em Paris  indica à Colômbia para aumentar seus esforços locais para arribar a uma solução definitiva no caso de Aquarela.

Vale lembrar que o polêmico projeto habitacional Aquarela, que se ergue próximo ao Castelo San Felipe, afetaria o visual deste Bem de Interesse Cultural (BIC). Esta situação  levou a Unesco a conceder um prazo de 11 meses para a Estado colombiano procede à demolição do que foi construído até agora.

Assim, o Comitê de Paris contempla “incluir a Colômbia na lista de risco”, o que significa que a cidade “pode ​​perder completamente a declaração de Patrimônio Mundial”. A Colômbia se comprometeu a apresentar à Unesco, até 1º de dezembro de 2020, um relatório atualizado sobre a situação de seu patrimônio e a implementação das recomendações feitas pelo Comitê.

A próxima reunião de revisão do Patrimônio Mundial acontecerá em 2021 e será quando Cartagena puder terá a possibilidade de ser ratificada ou passar para uma lista de revisão das cidades que correm o risco de perder sua declaração.

 

O jornal El Universal consultou a Alberto Escovar, chefe da divisão de Patrimônio do Ministério da Cultura, que explicou as ações que estão sendo realizadas até o momento para manter Cartagena na categoria de Patrimônio Mundial da Humanidade. Diversas instituições do Estado colombiano fizeram o que puderam para impedir o projeto e solicitar sua demolição, bem como a restituição do espaço público que Aquarela ocupou ilegalmente. “Também sabemos, graças ao estudo realizado pela Sociedade Colombiana de Engenheiros, que a única possibilidade de restaurar o espaço público é demolindo a estrutura”, afirmou.

Escovar também mencionou que o Ministério da Cultura tem estado atento “ao desenvolvimento do Plano Especial de Manejo e Proteção (PEMP) do Centro Histórico, que é de responsabilidade do município. Foi apresentado ao Ministério da Cultura em dezembro de 2019 e retirado a pedido da atual gestão no início de 2020. (…) Todas essas informações serão o que compilaremos em relatório que apresentaremos ao Comitê antes de 2021”.

 

fonte:

  • https://www.semana.com/
  • https://www.eluniversal.com.co/cartagena/
  • https://www.mincultura.gov.co/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *